Latin NCAP mostra insegurança nos compactos

 

O instituto independente Latin NCAP divulgou novos resultados de testes de colisão que mostram, como os dois programas anteriores, que alguns carros compactos (segmento mais vendido no Brasil) oferecem baixo grau de segurança aos ocupantes. O Renault Sandero nacional (sem bolsas infláveis), acima, e o JAC J3 chinês (com bolsas frontais), abaixo, obtiveram apenas uma estrela na proteção ao motorista e duas na proteção a criança em cadeira no banco traseiro, dentro de cinco estrelas possíveis.

 

 

Segundo o instituto, “os níveis de segurança de alguns dos veículos mais populares da região ainda estão 20 anos atrasados em relação aos países industrializados e abaixo dos padrões globais”. O órgão considera decepcionante o resultado do Sandero, ao considerar a Renault “um fabricante que tem reputação na Europa, em termos de segurança, e certamente pode oferecer algo muito melhor”. Sobre o J3, que não foi superior ao Sandero mesmo contando com bolsas infláveis, a conclusão é que “isso indica claramente a vital importância da força do habitáculo na proteção dos ocupantes. Os airbags não compensam uma pobre resistência estrutural”.

 

 

A terceira fase dos testes mostrou resultados mais positivos para outros modelos: VW Polo, Renault Fluence, Honda City, Toyota Etios e o Ford Fiesta importado, todos com bolsas infláveis, conseguiram quatro estrelas na proteção ao motorista (foi analisado também o VW Clásico, que aqui era vendido como Bora até 2011 e conseguiu três estrelas). Já a proteção a crianças, naqueles cinco modelos, variou entre duas e quatro estrelas (veja tabela clicando nas miniaturas abaixo).

Para o Latin NCAP, “é alentador o significativo aumento nos números de carros que obtiveram quatro estrelas, evidenciando os benefícios combinados do melhoramento da força da estrutura, dos airbags e dos cintos de segurança”. Outro sinal de avanço nesse teste é a obtenção, pela primeira vez, de quatro estrelas para a proteção infantil, conseguidas pelo Fiesta e o City. Com a nova fase, os testes de segurança do instituto contam agora com 26 modelos. O site do Latin NCAP traz ainda vídeos e informações detalhadas dos resultados.