Land Rover Defender adere à tendência do elétrico

 

Nem mesmo o Land Rover Defender, um dos mais longevos utilitários do mundo (está em produção desde 1948 com o mesmo desenho básico), escapou da tendência da adoção de propulsão elétrica. Por enquanto é apenas uma pesquisa realizada pelo fabricante inglês com sete unidades, que receberam um motor elétrico de baixa potência (70 kW ou 94 cv), mas com o alto torque de 33,6 m.kgf. A bateria de íon de lítio tem autonomia média de 80 km e pode ser recarregada por inteiro em quatro horas com um carregador rápido.

 

 

O sistema de tração integral do jipe original foi aproveitado, mas o Defender elétrico tem uma só marcha, já que esse tipo de motor fornece potência máxima em qualquer rotação. O sistema de ajuste Terrain Response foi instalado. Embora a bateria pese 410 kg, sua montagem no lugar do motor turbodiesel habitual do Land elevou em apenas 100 kg o peso total do veículo.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação