Koenigsegg Jesko: 1.600 cv e transmissão inovadora

 

A sueca Koenigsegg apresenta o Jesko, o aguardado sucessor do Agera. O nome vem do pai do fundador Christian Koenigsegg, que manteve a denominação em sigilo de Jesko até a apresentação no Salão de Genebra. O supercarro tem um desenho facilmente identificado como um Koenigsegg, monocoque de fibra de carbono, portas que se erguem com controle remoto e cabine mais longa e alta que a do Agera. As rodas também são de carbono e cada uma dianteira, de 20 pol, pesa só 5,9 kg. As traseiras também esterçam.

 

 

O Jesko mantém a configuração de motor V8 biturbo de 5,0 litros, mas agora com virabrequim a 180 graus, compressor elétrico (para compensar o retardo de ação dos turbos), potência de 1.600 cv e torque de 153 m.kgf ao usar E85 (85% álcool, 15% gasolina). Com gasolina são “apenas” 1.280 cv. A nova transmissão de nove marchas Light Speed Transmission, desenvolvida pela própria empresa, usa um conjunto de múltiplas embreagens que dispensa sincronizadores e permite trocas “quase à velocidade da luz”. Comparada a uma caixa de dupla embreagem, ela tem a vantagem de ser muito rápida mesmo quando a marcha desejada não está na sequência da atual, como de oitava para sexta ou quinta. O supercarro terá 125 unidades produzidas dentro de três anos, com preço unitário na faixa de US$ 3 milhões.

Mais novidades do Salão de Genebra 2019

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação