ID.3 é o primeiro Volkswagen projetado para ser elétrico

 

A Volkswagen revela o ID.3, um de seus mais importantes lançamentos dos últimos anos. É o primeiro carro elétrico de projeto dedicado (não derivado de modelo a combustão) e de grande produção da marca, além de pioneiro no uso da plataforma MEB, que servirá a muitos modelos no grupo alemão. Trata-se de um hatch de cinco portas com desenho simples e comprimento similar ao do Golf, mas com entre-eixos de 2,765 metros, nada menos que 145 mm a mais.

 

 

 

O interior mostra um mínimo de comandos além do quadro de instrumentos e da tela central de 10 pol do sistema de áudio. Todas as operações, com exceção dos controles de vidros e das alavancas junto ao volante, são feitas por toques. Um comando de voz, ativado ao dizer “Hello ID”, segue a tendência vista em marcas como BMW e Mercedes-Benz. Bom o porta-malas de 380 litros. Foram criadas três edições de lançamento: 1st (primeiro), 1st Plus e 1st Max. Esta última oferece rodas de 20 pol, controlador de distância à frente, projeção elevada de informações em realidade aumentada, sistema de áudio Bose e teto solar panorâmico.

 

 

O ID.3 será oferecido com três versões de baterias: de 45 kWh para autonomia de 330 km, de 58 kWh para rodar 420 km entre recargas e de 77 kWh para alcançar 550 km sem “abastecer”. O motor elétrico na traseira produz 150 cv na primeira versão e 204 cv nas demais, sempre com torque de 31,6 m.kgf. O tempo de recarga da versão intermediária para rodar 250 km é de meia hora em carregador de 100 kW. O preço do ID.3 deve começar em menos de 30 mil euros (R$ 136 mil) na Alemanha.

Texto da equipe – Fotos: divulgação