HSV australiana celebra 25 anos de Holdens “quentes”

 

A HSV ou Holden Special Vehicles, divisão da subsidiária australiana da General Motors, apresenta uma renovada linha para celebrar seus 25 anos de atuação, data marcada por inscrições em uma plaqueta no interior, nas soleiras de porta e no mostrador digital do painel. A maior parte dos modelos deriva do sedã Commodore, que aqui é vendido como Chevrolet Omega, ou da picape originária desse automóvel, a Holden Ute.

O sedã Clubsport e a picape Maloo estão de volta em suas versões básicas, o que não significa pouca potência: usam um motor V8 de 6,2 litros similar ao do Corvette com potência de 432 cv e torque de 56 m.kgf. Um atraente pacote visual, anexos aerodinâmicos, rodas de 20 pol e bancos esportivos estão entre os itens que diferenciam esses produtos HSV dos originais da Holden.

Ambos podem vir também na versão R8, que tem potência pouco maior (443 cv), um mostrador no painel chamado de Enhanced Driver Interface (EDI) e, no caso da Maloo, cobertura rígida sobre a caçamba. A gama R8 passa ainda pela perua Clubsport Tourer, um dos carros mais potentes da categoria em âmbito mundial. O motor de 443 cv e rodas de 20 pol estendem-se ao Senator, um HSV maior e mais confortável.

A história do Commodore com versões HSV

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação