Honda: detalhes técnicos do supercarro NSX de 573 cv

Acura NSX 02

 

Revelado em etapas, o Honda ou Acura NSX (a marca varia conforme o mercado) tem agora divulgados os dados técnicos e de desempenho. O supercarro híbrido combina um motor V6 central-traseiro e longitudinal de 3,5 litros com dois turbos, que desenvolve potência de 500 cv entre 6.500 e 7.500 rpm e torque de 56,1 m.kgf de 2.000 a 6.000 rpm, a dois motores elétricos: um na frente, com 73 cv e 14,9 m.kgf, e outro atrás, com 47 cv e 15,1 m.kgf. O conjunto obtém 573 cv na condição combinada, na qual o elétrico traseiro não atua, e permite alcançar velocidade máxima de 307 km/h (a aceleração ainda não foi declarada).

 

 

O V6 usa injeções direta e indireta e lubrificação a cárter seco, que contribui para dar ao carro o centro de gravidade mais baixo da categoria. O carro usa um monocoque com alumínio e aço de alta resistência, tem 10 trocadores de calor (incluindo três radiadores) e freios a disco de carbono-cerâmica. O Integrated Dynamics System (IDS), ou sistema dinâmico integrado, gerencia motores, transmissão (câmbio de dupla embreagem com nove marchas), direção, freios, os amortecedores com controle magneto-reológico e o controle de estabilidade.

Há quatro programas de uso: Quiet ou silencioso (motor a gasolina inativo), Sport, Sport+ e Track ou pista, em ordem crescente de esportividade. O Sport Hybrid SH-AWD (Sport Hybrid Super Handling All-wheel Drive, traduzível como tração integral esportiva híbrida de superestabilidade) faz com que os motores elétricos operem com diferentes potências para ajudar no comportamento em curvas. O carro pode até mesmo impulsionar a roda dianteira externa à curva enquanto as demais atuam em regeneração de energia para recarregar as baterias. O peso dos três motores e das baterias de íon de lítio impede que o NSX seja leve: são 1.725 kg. A produção em Marysville, Ohio (EUA), começa no próximo ano.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação