Honda CR-V retoca visual e ganha híbrido nos EUA

 

O Honda CR-V ganha retoques visuais e versão híbrida nos Estados Unidos, onde é fabricado o modelo vendido no Brasil. Se a aparência muda pouco (grade, faróis de neblina, lanternas traseiras), é boa nova para os norte-americanos receber o CR-V Hybrid, até então disponível apenas na Europa. O SUV combina um motor aspirado de 2,0 litros, operando em ciclo Atkinson, com 145 cv e torque de 17,8 m.kgf e dois motores elétricos (com 184 cv e 32,1 m.kgf ao todo) para potência combinada de 212 cv. Ele acelera de 0 a 100 km/h em 8,8 segundos e, como um dos motores elétricos atua na traseira, obtém tração integral sem uso de ligação física entre os eixos. Segundo a Honda, roda 50% mais por litro que a versão convencional no ciclo urbano da EPA.

 

 

 

O CR-V 2020 também perde o motor aspirado de 2,4 litros, ficando com o turbo de 1,5 litro e 190 cv (o mesmo oferecido aqui) em toda a linha não híbrida, e ganha rodas de 19 pol na versão Touring. O pacote Sensing de recursos de assistência ao motorista agora vem de série no acabamento LX, o mais simples, único que ainda não o trazia. Inclui frenagem autônoma de emergência, assistente para se manter na faixa, controlador de distância e monitoramento de ponto cego.

Texto da equipe – Fotos: divulgação