Ferrari pode perder direitos sobre nome Testarossa

 

A Ferrari pode perder os direitos sobre um dos nomes mais carismáticos de sua história: Testarossa. O fabricante de brinquedos Autec, de Nurembergue, Alemanha, alega na justiça que a marca italiana não usou o nome devidamente nos últimos cinco anos, o que abriria caminho para seu emprego pela empresa germânica em produtos variados, de bicicletas a barbeadores elétricos. A Ferrari ainda pode recorrer a uma instância superior.

 

 

O nome Testa Rossa, em separado, foi usado pela italiana em 1957 no 250 Testa Rossa (abaixo) de competição, com motor V12 de 3,0 litros e carroceria de Scaglietti. Em 1984 aparecia o Testarossa (acima) com motor de 12 cilindros opostos, 4,9 litros e 390 cv. Foi produzido até 1991, quando dava lugar ao 512 TR. O nome representa os cabeçotes vermelhos do motor.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação