Europa: como fica o Ford Ka por fora e por dentro

 

Depois da Índia e do Brasil, agora é a Europa que conhece o Ford Ka “aventureiro”. Por lá a versão se chamará Ka+ (Plus) Active, seguindo a opção similar do novo Fiesta, enquanto aqui será Ka Freestyle e para os indianos apenas Freestyle. Além dos adereços de estilo e da altura de rodagem 23 mm maior que no Ka+ básico, o Active teve revelado seu interior, que a Ford daqui não havia mostrado.

 

 

O acabamento melhorou com novos plásticos e apliques cromados. A tela central de toque de 6,5 pol traz o sistema de áudio Sync 3, compatível com Android Auto e Apple Car Play, e o revestimento dos bancos usa leves inserções em tom laranja. O carro oferece ar-condicionado automático, partida do motor por botão, controlador e limitador de velocidade, monitor de pressão dos pneus e apoio de braço central, itens hoje ausentes do Ka nacional, mas que poderão ser acrescentados.

A Ford europeia mostrou também o Ka+ convencional, que recebe novos elementos nos faróis e para-choque com aplique cromado na seção dos faróis de neblina, mas continua com o emblema da marca acima da grade (no Active ele vem na própria grade). O Ka deles adota o novo motor de 1,2 litro e três cilindros do indiano, com potência de 70 ou 85 cv, e pela primeira vez oferece um turbodiesel, de 1,5 litro e 95 cv. O 1,2 tem 10% mais torque até 3.000 rpm que o quatro-cilindros anterior de mesma cilindrada e consome 4% menos. Essa opção não deve chegar ao Brasil, onde se espera o uso do novo 1,5 do Ecosport.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação