DS5 chega como Citroën mais luxuoso por R$ 124,9 mil

 

A Citroën começa a vender no Brasil o DS5, modelo de topo da gama de luxo DS e, por extensão, da própria Citroën por aqui. Embora derivado da plataforma do C4 (o que implicou uso da suspensão traseira por eixo de torção e sem sistema hidroativo), ele assume posição superior à do C5 por diferenças de conteúdo, motorização e preço. A versão única começa em R$ 124.900 e tem garantia de três anos.

 

 

Entre os equipamentos de série estão projeção elevada de informações para o motorista, sistema de navegação com tela em formato 16:9, câmera de ré, teto panorâmico com três cortinas individuais elétricas, faróis bixenônio autodirecionais, banco com função massagem, controle de estabilidade, seis bolsas infláveis (frontais, laterais dianteiras e cortinas), freios ABS com reforço de frenagem de emergência (AFU) e repartição eletrônica (REF), ajuda à partida em aclive, rodas de 18 pol com pneus 235/45, freio de estacionamento elétrico e acesso e partida do motor sem uso de chave.

Motor e câmbio são os mesmos de outros modelos do grupo Peugeot Citroën: o turbo de 1,6 litro com injeção direta, potência de 165 cv e torque de 24,5 m.kgf e a caixa automática de seis marchas. Outros destaques são o coeficiente aerodinâmico (Cx) de 0,26 e o padrão dos bancos, chamado de Bracelet de Montre, pois foi inspirado em braceletes. O DS5 tem comprimento de 4,53 metros, largura de 1,87 m, altura de 1,513 m e porta-malas para 468 litros.

Em março começam as vendas do DS4, de menor porte e que, como o DS5, foi apresentado no Salão de São Paulo.