Confirmada a compra de Opel e Vauxhall pela PSA

 

O grupo PSA (Peugeot-Citroën) confirmou a compra das marcas Opel e Vauxhall, respectivos braços alemão e inglês da General Motors. Com a aquisição, a maior da indústria desde que a Fiat absorveu a Chrysler em 2009, o grupo resultante deve tornar-se o segundo maior da Europa, atrás apenas da Volkswagen. O custo da compra é de 1,3 bilhão de Euros, ao qual se somam 900 milhões de Euros pela filial financeira da GM.

 

 

A PSA absorve não apenas as marcas, mas também seis fábricas de automóveis e cinco de autopeças, além do centro de engenharia da Opel em Rüsselsheim, Alemanha. Os modelos atuais desenvolvidos sob comando da GM continuam em produção, mediante acordo entre o grupo francês e o norte-americano, até que novas gerações sejam projetadas com plataformas e mecânicas da PSA. A compradora espera que as duas marcas voltem a ser lucrativas em 2020.

A Opel foi fundada em 1862 como fábrica de máquinas de costura, passou a bicicletas em 1886 e a automóveis em 1899. Em 1929 a GM assumia seu controle acionário. Ainda mais antiga, a Vauxhall começou atividades em 1857 com motores náuticos e voltou-se aos carros em 1903, sendo adquirida em 1925 pela GM. Os atuais modelos de ambas são iguais, salvo pelos logotipos e (em alguns casos) os nomes. A exceção fica para os grandes Vauxhall VXR8 e Maloo, da linha Holden Commodore australiana, que saem de produção este ano.

 

Galeria de modelos da Opel

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação