Pininfarina: conceitos HK e H2 com pilha a combustível

 

O estúdio italiano Pininfarina vai a Genebra com dois carros-conceito: o HK GT e o H2 Speed. O HK GT, que mostra certa semelhança ao Mercedes-AMG GT na traseira, é um cupê com duas grandes portas “asas de gaivota” e quatro lugares, sendo os bancos dianteiros destacados pelo revestimento claro. O nome Hybrid Kinetic no capô refere-se ao grupo ao qual o estúdio, famoso pelo desenho de Ferraris por décadas, pertence hoje.

 

 

O conceito elétrico usa quatro motores, transmissão de duas marchas e um sistema com turbina e pilha a combustível que amplia sua autonomia ao produzir energia elétrica. A potência total de 800 kW ou 1.087 cv permite acelerar de 0 a 100 em apenas 2,7 segundos, afirmam os italianos, com máxima de 350 km/h. A autonomia das baterias é baixa, 160 km, mas com a produção de energia podem-se superar 1.000 km sem recarga externa.

 

 

O outro estudo, o H2 Speed, parece um carro da 24 Horas de Le Mans mas tem produção prevista. Com cabine avançada, ele usa chassi de fibra de carbono e um sistema com quatro motores elétricos e pilha a combustível. A produção de energia via hidrogênio alimenta motores que somam 653 cv e o levam de 0 a 100 em 3,4 segundos com máxima de 300 km/h. A Pininfarina pretende fazer só 12 unidades do H2.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação