Chevrolet Tracker: preços, conteúdos e galeria de fotos

 

A General Motors lança no Brasil a nova geração do Chevrolet Tracker, utilitário esporte compacto para competir com o Ford EcoSport, o Hyundai Tucson e o Renault Duster. Como o Best Cars anunciou nesta segunda-feira, por enquanto há uma só versão, a LTZ de motor de 1,8 litro, tração dianteira e câmbio automático de seis marchas, ao preço de R$ 72 mil. O modelo vem de San Luis Potosi, no México. Como há cotas máximas para trazer carros daquele país sem Imposto de Importação, a GM anunciou que a versão mais simples LT não vem.

 

 

Com 4,24 m de comprimento e 1,77 m de largura, o Tracker tem uma modesta capacidade de bagagem de 306 litros, ampliável a 735 l com banco traseiro rebatido. O interior traz o sistema multimídia MyLink, que permite transferir músicas, fotos, vídeos e aplicativos do telefone celular para o carro. Outros itens de série são rodas de alumínio de 18 pol com pneus 215/55, câmera traseira para manobras, controlador de velocidade e faróis de neblina.

Os recursos de segurança abrangem freios antitravamento (ABS) com distribuição eletrônica da força de frenagem e assistente em caso de pânico, além de ancoragem Isofix para cadeiras infantis, mas não constam controles eletrônicos de estabilidade e tração, presentes no EcoSport, e os freios traseiros são a tambor. Bolsas infláveis, apenas as frontais, exigidas por lei. Por R$ 75.490 ele traz um conjunto de opcionais com bolsas laterais e de cortina, revestimento interno em dois tons e teto solar com controle elétrico.

 

 

O motor de 1,8 litro e 16 válvulas é o mesmo do Cruze, com variação do tempo de abertura das válvulas de admissão e de escapamento e coletor de admissão variável; o bloco é de ferro fundido. Fornece potência de 140 cv com gasolina e 144 cv com álcool e torque de 17,8 e 18,9 m.kgf, na ordem. A caixa admite mudanças no modo manual sequencial. De acordo com a GM, o Tracker acelera de 0 a 100 em 11,7/11,5 segundos (mesma ordem) e tem velocidade máxima de 189 km/h. Seu peso é de 1.390 kg. A suspensão traseira usa eixo de torção (“torsão”, segundo o fabricante).

A GM continua a não incluir o Best Cars em suas apresentações; assim, não haverá avaliação de lançamento do Tracker.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação