Chevrolet Onix Plus: ficha técnica e mais informações

 

Depois das informações publicadas ontem (12), como versões, equipamentos de série e preços, a Chevrolet fornece mais detalhes do novo Onix hatch e do sedã Onix Plus (sucessor do Prisma), incluindo o inédito motor de 1,0 litro e três cilindros. Trazemos também as fotos do hatch por inteiro e do sedã na versão de topo Premier, além da ficha técnica do Plus.

 

 

O desenho dos novos carros não faz questão de identificá-los com os antecessores, preferindo a associação a modelos maiores da marca, como o Cruze. O sedã cresceu 194 mm em comprimento (para 4,48 metros, similar ao do Cobalt), 41 mm em largura e 72 mm em entre-eixos. As medidas do hatch ainda serão anunciadas. Apenas a versão Premier traz faróis elipsoidais e luzes diurnas de leds no para-choque; as demais usam refletores comuns (de superfície complexa) e leds apenas como luzes de posição. O coeficiente aerodinâmico (Cx) 0,305 é bom para seu porte.

 

 

O interior busca um aspecto bem mais refinado que o anterior, além de oferecer vários recursos inéditos na linha Onix, como assistente de estacionamento, carregador de celular por indução (sem fio), chave presencial com partida por botão, faróis automáticos, limitador de velocidade e sensor de veículo em ponto cego. O Premier pode ter acabamento em preto e cinza ou preto e bege. No console há duas tomadas USB para o banco traseiro.

 

 

A central de áudio My Link vem com roteamento de internet por wi-fi, com sinal até 12 vezes mais estável que o acesso à internet por um celular, como no Cruze. O serviço é feito em parceria com a Claro. Após o uso de 3 GB ou três meses de cortesia, o cliente pode adquirir planos de dados de 2 GB até 20 GB/mês. A conexão permite atualizar sistemas do veículo de forma remota, sem ir à concessionária. Por um aplicativo o motorista consulta informações do computador de bordo, incluindo pressão dos pneus, e funções do veículo podem ser comandadas por relógio inteligente. A interface Bluetooth permite parear dois celulares ao mesmo tempo e, claro, há integração aos sistemas Android Auto e Apple Car Pay.

 

 

A GM investiu bastante em segurança ativa e passiva, tanto na parte estrutural (veja teste de colisão do Latin NCap) quanto em recursos como bolsas infláveis laterais dianteiras e de cortina, controle eletrônico de estabilidade e cintos de três pontos para cinco ocupantes com alerta para uso, que são de série em todas as versões. O programa de assistência On Star oferece um pacote com serviços complementares como resgate em caso de acidente, assistência para troca de pneus, veículo emergencial e reboque, auxílio na recuperação veicular em caso de roubo e furto, serviços de emergências e comandos remotos.

Os acessórios originais abrangem os pacotes Elegance, com peças cromadas; Sport, com defletores dianteiros, traseiros e saias laterais, além de rodas escurecidas; e Adventure, com protetores de para-choque, rack de teto e rodas diferenciadas.

 

 

Comparada à anterior, a estrutura foi reforçada e usa 17% mais de aços de alta resistência. Houve redução de peso de 6 kg na suspensão e 15 kg no motor. Este é uma nova unidade da família Ecotec, fabricada em Joinville, SC, com características bem mais modernas: bloco de alumínio, cabeçote com duplo comando e variação do tempo de abertura das válvulas (que são quatro por cilindro), coletor de escapamento integrado, bomba de óleo de duplo estágio de pressão variável, volante de dupla massa suspensa (para menor vibração), preaquecimento de álcool para partida a frio e e correia dentada imersa em óleo, livre de manutenção até 240 mil km.

 

 

A versão aspirada, que por enquanto não equipará o sedã, fornece potência de 82 cv com álcool e torque de 10,6 m.kgf com álcool (valores com gasolina ainda não estão disponíveis). A dotada de turbo produz 116 cv com torque de 16,3 m.kgf (gasolina) ou 16,8 m.kgf (álcool) e mantém a injeção multiponto indireta, segundo a fábrica, para evitar problemas com combustível de baixa qualidade. Essa escolha explica o menor rendimento do modelo brasileiro em comparação ao chinês, que obtém 125 cv e 18,3 m.kgf com injeção direta.

 

 

O Onix Plus Turbo manual acelera de 0 a 100 km/h em 9,7 segundos com álcool. Tanto essa transmissão quanto a automática têm seis marchas. A seleção manual de marchas, na automática, permanece por botão no pomo da alavanca. Chama atenção o pequeno tanque de combustível, apenas 44 litros, mas o do chinês é ainda menor (36 l).

 

Ficha técnica – Onix Plus

Motor
Posição transversal
Cilindros 3 em linha
Comando de válvulas duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro 4, variação de tempo
Diâmetro e curso ND
Cilindrada 999 cm³
Taxa de compressão 10,5:1
Alimentação injeção multiponto sequencial, turbo, resfriador de ar
Potência máxima (gas./álc.) 116 cv a 5.500 rpm
Torque máximo (gas./álc.) 16,3/16,8 m.kgf a 2.000 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas manual ou automática, 6
Tração dianteira
Freios
Dianteiros a disco ventilado
Traseiros a tambor
Antitravamento (ABS) sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira
Assistência elétrica
Suspensão
Dianteira independente, McPherson, mola helicoidal
Traseira eixo de torção, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 6 x 15 pol (Premier: 6,5 x 16 pol)
Pneus 185/65 R 15 (Premier: 195/55 R 16)
Dimensões
Comprimento 4,474 m
Largura 1,73 m
Altura 1,47 m
Entre-eixos 2,60 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 44 l
Compartimento de bagagem 469 l
Peso em ordem de marcha 1.073 a 1.117 kg, conforme versão
Desempenho e consumo (gas./álc.) com caixa manual
Velocidade máxima ND
Aceleração de 0 a 100 km/h ND/9,7 s
Consumo em cidade 13,7/9,6 km/l
Consumo em rodovia 17,0/12,2 km/l
Desempenho e consumo (gas./álc.) com caixa automática
Velocidade máxima ND
Aceleração de 0 a 100 km/h ND
Consumo em cidade 12,0/8,6 km/l
Consumo em rodovia 15,7/10,9 km/l
Dados do fabricante; consumo conforme padrões do Inmetro; ND = não disponível