Chevrolet Cobalt: motor 1,8 e câmbio automático

 

O Chevrolet Cobalt, até então vendido apenas com motor de 1,4 litro, passa a oferecer também o de 1,8 litro nas versões LT e LTZ. Chamado de Econo.Flex, o motor desenvolve potência pouco superior (106 cv com gasolina e 108 cv com álcool), mas ganha por boa margem em torque, de 16,4 e 17,1 m.kgf, na ordem. Outra novidade é a chegada de uma caixa automática com seis marchas, opcional para o motor 1,8 em alternativa à manual de cinco. A caixa oferece trocas no modo manual sequencial e conta com sistema adaptativo de trocas.

Segundo a fábrica, a velocidade máxima é de 170 km/h em qualquer caso e a aceleração de 0 a 100 km/h requer 10,5 s (manual, álcool) ou 10,9 s (automático, álcool). Alguns detalhes diferenciam o motor maior: a versão LT tem outras calotas e defletor na tampa do porta-malas, e a LTZ, novas rodas de alumínio, defletor, faróis com máscaras escurecidas e lanternas traseiras com lentes transparentes. No interior, o volante tem acabamento em couro na versão LT automática e na LTZ; os carros com câmbio automático ganham controlador de velocidade.

Os preços são: LT manual, R$ 43.690; LT automático, R$ 46.690; LTZ manual, R$ 47 mil; e LTZ automático, R$ 50 mil. Os itens de série do Cobalt LT incluem bolsas infláveis frontais, freios ABS, ar-condicionado, direção assistida, travas elétricas, vidros elétricos nas portas dianteiras, alarme e computador de bordo. A LTZ adiciona rodas de alumínio, faróis de neblina, volante com revestimento em couro, rádio/CD/MP3, interface Bluetooth e sensores de estacionamento.

 

 

  • Hermano

    Esse carro é medonho…

  • Thiago Avila

    A única coisa que acho bacana neste carro é o painel, o restante é tudo muito feio! Não me conformo que um motor 1.8 tenha apenas essa potencia, lembro que meu pai teve um dos primeiros Astras brasileiro, com motor 1.8, e tinha potencia muito similar, só que a mais de 10 anos atras!!! Cade a evolução???
    Gostaria de ver a versão LTZ, pra saber como são as novas rodas, faróis escurecidos e lanternas com lente transparente…

  • Janduir

    Alguem sabe informar a origem desse cambio? Sei que o Astra-Vectra e Meriva, usava o bem confiável Aisin de 4 marchas…

  • Rodrigohiller

    É engraçado o contraste. O Cobalt que, supostamente, seria um carro mais básico, tem um cambio automático de 6 marchas. Enquanto o Corolla, que supostamente, seria um sedã mais luxuoso continua com uma antiga caixa de 4 velocidades. Vai entender… Coisa de terra brasilis…
    E 170 km/h de velocidade máxima? ta querendo enganar as companhias de seguro Chevrolet?

  • Fernandao

    Meriva com certeza não usava esse cambio… Nao seria a Zafira ? O Corsa Sedan 1.6 tb usava essa caixa na opção automatico. Concordo contigo, essa caixa realmente e’ / era bem confiável !! Abs

  • Janduir

    Bem lembrado, leia Zafira no lugar da Meriva…

  • http://www.facebook.com/people/Wando-Rbo/100001693725746 Wando Rbo

    Não deve passar muito disso mesmo. A frente do carro, além de ridícula, é quase uma parede. Saudade dos Honda 1992, heheh.

  • http://www.facebook.com/people/Wando-Rbo/100001693725746 Wando Rbo

    Que carro feio. Se a GM relançasse o Monza SL/E 1990, completo + SFA (abs em português) + bolsas de ar e motor 1.6, o sucesso seria maior. Pelo menos o Monza antigo é mais bonito que Etios + Cobalt + Logan juntos. :)

    :)

  • http://www.facebook.com/people/Wando-Rbo/100001693725746 Wando Rbo

    Posso estar enganado, mas se a GM optou por um motor menos beberrão, deve ter priorizado o torque em baixa à potência em alta, ainda mais se for 8 válvulas. Resta saber se ele faz pelo menos 5/1 de álcool na cidade, hehe. Tenho medo dos motores GM.

  • Rafael_B

    Rodrigo, mas que que mudaria em termos de seguro caso fossem 155 ou 180 km/h?
    Uma batida a 130 já estaria fora dos padrões.
    Onde entra o seguro?

  • http://twitter.com/tanaami tanaami

    Agora que acertaram no motor, erraram no preço.

  • http://www.facebook.com/people/Michel-Oliveira/1367059707 Michel Oliveira

    O motor do Astra do seu pai era uma evolução dos motores 1.8 e 2.0 do Monza.
    Já este do cobalt é uma “evolução” dos motores 1.4 e 1.6 do Corsa de 1994. Este é o 1.8 que foi usado até pelos carros da FIAT.

  • Marcelobrand

    O Cocobalt é feio. Tem a frente feia. A traseira feia. O painel é horrível. Acho que só perde em feiura pro Etios=Logan. Única coisa boa é o espaço interno e os bancos são bonitos. O motor parece o bom e velho, bem velho mesmo, MONZATEC ou ECONOMONZA. É uma lástima ver carros recém lançados parecendo carroças peladas de tecnologia e segurança ativa e passiva. Chega dar desgosto olhar o Cobalt por dentro de tão feio e frágil que parece.

  • Mayckelkanzler

    que porcaria motor 1.8 de 106cv…. só louco que já compraram o 1.4 ….. carro pesado motores horríveis e ultrapassados… e preço exorbitante…. DEU A LOUCA NA GM/BR… e no povo que comprar esse carro..

  • Will

    De forma alguma o Logan é mais feio que esse monstro aí.

  • Rodrigohiller

    Não é questão de estar nos padrões ou não. É fato que é mais fácil ocorrer uma batida a 200 km/h do que a 160 km/h por exemplo. Quanto menos velocidade o carro desenvolver, menor a probabilidade de acidente (descartando todas as outras variáveis) e melhor pra segura não concordas?

  • Rodrigohiller

    Verdade Wando, aquele Civic hatch baixinho é meu sonho de consumo… haha

  • http://profile.yahoo.com/52L63C36UPBCY2ATIXELOSGYAU Magnus

    Concordo . . . . .

  • Junior Melo

    eles nomearam o motor de econo.flex, dizendo ser um 1.4 crescido, quando na verdade este motor existe desde 2002.
    alvo de muitas criticas pelo consumo alto,muito ruidoso e aspero, este motor teve como antecessor o 1.6 que equipou a antiga linha corsa, com 8v(92cv) e 16v(102cv), com relacão r/l ideal(0,3), tinha uma otima distribuição de torque nas vaixas rotações e um consumo dentro da media.
    MUITO MELHOR A GM TER PEGADO O 1.6 16V DO ANTIGO CORSA GLS ,COLOCADO VVT E/OU COLETOR DE GEOMETRIA VARIAVEL(provavelmente consegueria-se uns 120cv e 16kgfm),SOMADO A UMA ALTA TAXA DE COMPRESSÃO E TERIA-SE UM RESULTADO MUITO MAIS HONESTO E MELHOR QUE ESTE 1.8 LIXO, QUE ALEM DE BARULHENTO E ASPERO,AINDA É BEBERRÃO.

  • Nobre

    Li em outro site que é uma caixa desenvolvida pela propria GM.

  • http://twitter.com/mlhz marcus lahoz

    ta mal hein GM….to correndo longe destes carros. feios e com mecanica ruim.

  • PauloC1980

    Devido ao fato de que muitos jovens olham pra velocidade máxima do carro antes de comprar. Logo, um carro que não ultrapassa os 180 (Lembro que muita gente reclamou do Fusion V6 por conta disso) ou os 200km/h do Golf VR6, que gerou reclamação também. Então isso afasta os “velocistas” do carro. Entendeu direitinho?

  • http://profile.yahoo.com/LZYENXPRMOSPWNPSQCZTBV2GV4 Rodrigo Olá

    A GMB esta apenas seguindo suas pesquisas de opinião! O Cruze que poderia ser lançado no Brasil com motor 1.4 turbo e o tal publico disse que não compraria carro médio com 1.4 ainda mais turbo, queriam o motor do Vectra B jurássico e ultrapassado (e um bom motor mais seu tempo ja passou).
    Agora e se conformar e ir atras de outras opções mais interessantes e não comprar esse trambolho!

  • http://www.facebook.com/people/Diogo-Rengel-Santos/100000884623906 Diogo Rengel Santos

    Mecânica jurássica, design cafona, comandos sequenciais péssimos – somente um americano poderia pensar numa solução tão tosca, preços ruins…. É, no fundo o Cobalt continua em sua essência um carro com design controverso, mas longe de ser artístico, com mecânica medíocre, pouco conteúdo de série e preços nada atraentes.

  • Arlindo

    Compro um New Civic usadinho em bom estado com essa grana. Volta pro mar, oferenda…..essa Chevrolet perdeu o rumo

  • http://twitter.com/DalGond Dalton

    Bem que este motor poderia ser do tipo Atkinson (como no Prius – que inclusive tem dados de desempenho muito semelhantes se considerarmos apenas o motor a combustão, que também é 1.8).

    Fora isso, nem perco meu tempo comentando sobre Chevrolet.

  • Fernando

    As pessoas que compraram a versão 1.4 levaram um belo mico conscientemente, porque era previsível que essa versão ia concorrer no segmento de preços abaixo de 40 mil.

  • Ganso

    Já andei de Cobalt, e gostei, é mais confortavel que o Logan, as pessoas criticam, mas 0km não tem opção igual ou melhor,( não estou considerando os automatizados, pois acho que é gambiarra), estou pensando em adquirir um automatico, e testei os franceses 207XS, Logan, Sandero e C3, todos com 4 marchas, e tiptronic, ja havia me decidido pelo Logan, mas agora vou esperar para conhecer este carro.

  • Sector master

    A gm entra no rentavel segmento de sedas quase medios e oferece um veiculo na media da categoria. Acho que pela saude financeira da matriz que deve ter consumido boa parte dos investimentos das filiais, ate que ela vem razoavel. Com a concorrencia mais acirrada tende a perder share nas categorias mais sofisticadas.

  • G.C.A.

    O motor 1.4 Econoflex tem boas médias de potência e economia de combustível, sendo ele uma referência entre motores dessa cilindrada. Até aqui, está tudo ok. Legal!

    Aí, vem a GM tirar os razoáveis 114 cv do motor 1.8 do Corsa com muito bons 17,7 mkgf, diz que evolui, mas diminui a potência e o torque para 108 cv e 17,1 mkgf, ou seja, um retrocesso do que não era nem excelente e recebia diversas críticas e imaginem….. Eles chamaram este motor de…. Econoflex! Peraí, né? Esse motor não é digno de receber o nome de Econoflex. Essa palavra, antes sinônimo de potência, eficiência, economia, passará a ser sinônimo de retrocesso, ruindade, ineficiência, etc. É! A GM está errando um erro atrás do outro. Astra e Corsa jamais deveriam ter sido substituídos (não citei Vectra porque o Cruze está até bem situado!).

  • G.C.A.

    Isso tudo apesar de eu ter um Corsa 1.8 e estar muito satisfeito com ele (paradoxo?). A minha crítica vai para a suposta “evolução” do motor da GM que foi um retrocesso. Mas o carro deve andar bem na categoria dele, pois os concorrentes são 1.6 com menos torque e em um giro maior do motor. Mas por que não colocam o motor do Cruze nele?
    Parece que as montadoras brasileiras (todas, e não só a GM) adotaram o conceito ridículo que diz “muito motor para pouco carro não dá”. Enquanto isso, a Europa tem seus carros pequenos (206, Clio, 500, Fiesta…) com versões de motores turbo com 200 cv.

  • WCosta

    Apesar de não ser moderno esse motor consegue entregar bom torque a baixas RPM, uma característica dos carros GM, e que o brasileiro esta viciado…por isso reclamam tanto quando pegam um carro 16V com torque a altas RPM (também os 1.0 e alguns 1.4 com 8V)…

    …Aliás 16V só fica melhor se tiver variador de fases, mas só impressiona mesmo com um turbo…

    …saudades do EA111 do Gol G3 (1.0 16V Turbo, com torque de 15,8kgfm já a 2000RPM).

    Mas a GM tá certa, quem compraria um Cobalt com motor 1.0 16V Turbo no lugar do bom, velho e confiável 1.8 8V?

  • WCosta

    O pior de tudo nesse carro é a frente dele, a GM tem que fazer um facelift o mais rápido possível, ta matando o carro…

  • Rodrigo Rangel

    O bicho feio !!!

  • Diego

    Civic usadinho com 43 mil reais? Pode somar mais de 100 mil km rodados (claro, com redução no hodômetro), e aquela dúvida cruel se o dono anterior fazia manutenção no carro. Carro usado no Brasil seria uma opção, se não fosse os brasileiros os motoristas.

  • Rafael_B

    Coleguinha esperto, sim mas foi difícil. Desenha pra mim na próxima.
    Nem vou perder tempo respondendo pra você …

  • Rafael_B

    Eu vejo um argumento válido nas suas condições, mas no nosso país onde um esportivo de adesivo já sofre punições, eu te digo meu ponto: a questão é a atitude no volante. O que é pior: 100 km/h dentro da cidade ou 140, 150 km/h na Imigrantes ou na Bandeirantes? Embora sejam dois casos de excesso de velocidade, a que configura maior perigo com certeza é na cidade. Então o seguro pode até levar em conta a velocidade final, mas o que conta é atitude e responsabilidade. Pesa a idade e sexo do condutor. Quem entra num esportivo adesivado, se sente num esportivo, independente da capacidade do motor. Entende minha caracterização? Dá pra andar a 120 km/h na Av. dos Bandeirantes em SP com carro 1.0 e fazer um belo estrago, sem nem chegar perto de 160 ou 200… Sobre o Cobalt, como já falaram, 170 km/h pode ser pouco, ou até mesmo real, mas o carro não é um primor de aerodinamica. Acredito mais nisso.

  • Rogério Ferreira

    Falaram tudo: Logan, Cobalt, Agile, Montana, Novo Uno… Comparem esses carros com um Logus 1993 e veja qual tem as linhas mais atuais. E pior não é só o visual: Esqueceram do Túnel de Vento. Alardeiam um bom CX 0,32 para Cobalt , sem considerar que seu antecessor, o Corsa Sedan (não o Classic) tinha CX de 0,30 – além da área frontal bem menor… A novidade regrediu neste aspecto, desperdiça boa quantidade de potência (e de combustível) brigando com o vento, que era dibrado com eficiência no carro antigo. Isso explica também, por o que o falecido Corsa Sedan, com o mesmo motor e a mesma potência de 108 cv, chegava a 190 Km/h, e o Cobalt mal chega a 170 Km/h… É o vento, frenando a cavalaria, desperdiçando sua “barata” gasolina… Pior ainda, são Agile, Sonic Hatch,Ford Ka, Ford Fiesta Rocan (Hatch e Sedan), Renault Logan e Sandero, VW Fox. todos com CX entre 0,36 e 0,38, índices próximos ao obtido pelo Escort e pelo Uno em 1984 (que tinham área frontal bem menor). E por falar em Cx, o Logus, que exemplifiquei, tinha o mesmo CX do Cobalt. No mesmo ano era lançado o Vectra A, que alem de ter um sistema de injeção, tão moderno do que o de um carro atual, dava um show de eficiência aerodinâmica, com Cx de 0,29; Precisava de apenas 115 cv, para chegar a 200Km/h…e com uma economia surpreendente em velocidade de cruzeiro! (que vergonha em Chevrolet… sabem fazer um carro bom, mas preferem nos oferecer carroças) Passaram-se 20 anos, e não houve nenhuma evolução…

  • Rafael_B

    Diego, quanto custa, ou vale, um Civic 2008 ou 2009 segundo a FIPE?
    Por um famoso site de anuncios, tem vários LXS por menos de R$ 43 mil e tambem com menos de 50.000 km.

    Cuidado onde voce anda comprando carro!

  • http://www.facebook.com/people/Maycon-Itice/100000527475260 Maycon Itice

    Interessante que este motor é o mesmo da minha Palio Adventure 2006 e tem 106cv com gasolina e 110 com alcool e na estrada dei 180Km/h no velocímetro, que deveria ser mais ou menos uns 168 a 170Km/h reais…e se eu pisasse mais, eu facilmente chegaria nos 190Km/h no velocímetro com um carro supostamente pesado sendo uma perua e com pneus de perfil alto…Chevrolet…mataram o design e também a aerodinâmica…

  • Leonardo

    É uma briga feia, literalmente, mas acho que o Logan consegue ser ainda mais feio.

  • Fabio

    Feio demais! Frente de locomotiva, na lateral há uns vincos onde parece que deveria haver um borração — mas ele não existe — rodas pequenas, vidros pequenos… ficou ruim demais.

  • Rafael_B

    Ganso, o carro pode até ser bom e estar no nível da concorrencia. Mas tambem, pudera, que concorrencia é essa… Apesar de achar feio e com soluções simplórias, de fato, voce tem razão. talvez não tenha nada de melhor por aí pra quem precisa de certo espaço e comodidade.

  • Junior Melo

    a explicação por usar este motor é uma simples redução de custos, alem de que este motor ja estava na prateleira da GM, e somando que o cruze automatico está com vendas em alta, a opção deste cambio dentro da gm ficaria mais em conta, precisando somente alterar o diferencial.
    o motor é uma redução de custos por completo,mesmo pagando o preço por ser gastador ,barulhento e aspero em excesso, pois tem as mesmas bielas do 1.4,o cabeçote tem apenas o diametro das valvulas aumentado sendo o resto o mesmo do 1.4 econo.flex , e bloco e cabeçote tambem são os mesmo, diferindo do curso de pistão e alguns milimetros a mais de diametro.
    a chevrolet ainda está quebrada, mexer somente na casca fica mais em conta que mexer no conteudo todo, por isso o sonic vem direto da coreia e de novidade mesmo da GM somente o cruze, o resto é velhos projetos com casca nova!!

  • Alom Dahmer

    Misericórdia…!!! Um motor 1.8 L de 106cv e câmbio automático de 6 marchas. Eu imagino um carro desse com umas quatro pessoas (sem bagagem)… na rodovia. Vai ser uma festa de utilização de quarta e quinta marcha. Precisou de força, vai reduzir marcha sempre, só vai engatar sexta ladeira abaixo e aí, o consumo vai para o beleléu… Típico lançamento para o mercado brasileiro. A única coisa boa do carro é que quando o motor quebrar vai achar peça em qualquer esquina, afinal, peça de Monza é quase como de Fusca – tem até na padaria para vender. E tudo isso por quase $50.000 dilmas… baratinho!

  • http://www.facebook.com/thiagothunderbolt Thiago Maia de Rezende

    Lixo de motor

  • Helio Marcilio

    Li a maioria dos comentários, minha opinião a respeito do Cobalt não difere muito das demais, mas acho que o carro não é tão ruim assim, j´andei em um (Taxi) e confesso gostei, é silencioso macio e bem acabado. Concordo que a GM está dando bola fora, mas as demais montadoras também estão a VW por exemplo continua com os Jurássicos 1.6 e 2.0 de antigamente, além de ter lançado um 1.0 que quebra pra caramba, comprei um e com 30.000 foi pro vinagre. Acho que apesar de tudo vai vender pra caramba.

  • Evandro_es

    Junior, estou com uma Spin LT automática e digo, como proprietário de um Corsa 1.8 flexpower, que este motor parece muito mais suave que o anterior. Não sei o que fizeram, mas melhorou muito.

  • Evandro_es

    Alom, comprei uma Spin LT automática (estava plenamente consciente, acredite).
    É maior e mais pesada que o Cobalt e achei que tem uma boa desenvoltura. Não é um carro para emoções ao volante. É seguro, confortável, bem acabado e muito espaçoso. Poderia ter um motor mais moderno pelo mesmo preço? Certamente. Mas estou satisfeito por ser um motor simples, com boa força e resistente.
    Acredito ser um carro bem condizente com padrão de renda da classe média brasileira.

  • Evandro_es

    Helio, tive a mesma impressão que você. O Cobalt tem uma frente bem feia, na minha opinião, mas este é apenas o design do carro e ele tem muito mais a oferecer que isto.
    É bem feito e acabado, bem bom desempenho e muito espaço. Bem equipado, agrada à maioria. Podem me xingar, mas prefiro um Cobalt LTZ 1.8 completo que um Cerato. Têm quase o mesmo preço, mas o Chevrolet te derá muito mais satisfação ao volante e tranquilidade na manutenção. É um carro muito mais robusto e adaptado ao nosso país (leia-se péssimas ruas e estradas).

  • DiegoMedeiros

    Finalmente alguém sensato falando sobre carros. O pessoal vive falando sobre carros coreanos e chineses mas comprar um desses não é a coisa mais tranquila do mundo. Infelizmente, em se tratando de custo de manutenção e desvalorização na revenda, as outras marcas ainda estão a anos-luz das 4 grandes.

    Um tempo atrás eu estava vendo pra comprar um Clio Sedan, usado, para trocar no meu antigo Siena TetraFuel. Minha intenção era comprar um carro sedan, com motor de cilindrada no mínimo 1.6, para colocar no GNV. Quando encontrei um em um bom estado, e questionei o vendedor sobre instalar GNV nele, o vendedor logo falou que dá pra botar, mas que não era pra eu ir tentar vender o Clio na loja dele depois. E ele tinha vários Astras e Doblôs a gás. Ou seja, se até com fraceses há preconceito, imagina com coreanos ou chineses.

    Uma coisa é falar, outra é comprar.

  • Vhpublic

    Nao sei vc mas eu levo meu mecanico qd vou comprar um carro. Pq eu JAMAIS compro um carro 0km no Brasil, é um desrespeito!

  • Vhpublic

    Meus pêsames.

  • DiegoMedeiros

    Sim, eu também levava o carro à mecânicos (mais de um) pra ver se o carro estava bom. Mas tem coisa que não tem como ver, a menos que ele abra o carro inteiro.
    Devido à vários problemas, tive que me render ao 0km.

  • Igor

    O Monza era carrão (meu finado avô teve um Classic 500 EF que eu era apaixonado), mas de longe estaria na categoria desses carros ai. Hoje ele seria categoria do Cruze para cima… e, concordando contigo, na beleza também! :)

  • john

    Concordo com vcs sobre a qualidade dos motores . Falta tecnologia. Mas se o motor fosse moderno, as mecânicas dariam conta de consertar? Qual seria o valor das peças de reposição e mão de obra? O problema está no arranjo produtivo inteiro. Quando o carro funciona perfeitamente blz. Mas se der problema….Particularmente, do jeito que tá , ainda prefiro um motor mais modesto , mas que eu possa confiar. Se puder ser econômico , melhor ainda.

  • Solange Rossi

    Comprei um Cobalt e estou arrependida até o fio de cabelo com quinze …QUINZE… dias ele já foi guinchado tres vezes, a conssecionária não me dá retorno e nem me dá um diagnóstico preciso do que ocorre com ele, um monstro, se vc tá querendo comprar sai fora é fria