Bolsa inflável: Honda chama Fit, Civic e CR-V 2004 a 2009

Civic EXS

 

A Honda brasileira é mais um fabricante a convocar proprietários de vários modelos para troca do insuflador das bolsas infláveis, item fornecido pela japonesa Takata com risco de apresentar falha em mais de 50 milhões de veículos mundo afora. A campanha envolve Fit, Civic e CR-V de diferentes gerações. Segundo a Honda, em colisões com disparo da bolsa, pode haver o rompimento da estrutura do insuflador, permitindo a projeção de fragmentos metálicos no interior do carro.

No caso da bolsa do motorista, estão envolvidos Civics fabricados de 1/2006 a 12/2006 e CR-V feitos entre 5/2006 e 12/2006. A campanha mais abrangente é para troca do sistema da bolsa frontal do passageiro, que envolve Fit, Civic e CR-V produzidos de 2004 a 2009. O proprietário pode verificar se seu carro está incluído e agendar o serviço pelo site www.honda.com.br/recall/autos ou pelo telefone 0800-701-3432.

 

 

A data de início do atendimento varia conforme o modelo: bolsa do motorista de Civic e CR-V, 20 de julho; bolsa do passageiro de Fit, Civic e CR-V 2004 a 2006, 3 de agosto; passageiro de Fit 2007 e 2008, 3 de novembro; do Fit 2008, 30 de novembro; e de Civic e CR-V 2007 a 2009, mesma data.

 

Takata

Os insufladores de bolsas infláveis envolvidos nesta e em outras campanhas foram fabricados desde 2002 pela japonesa Takata, fornecedora de pelo menos 10 fábricas de automóveis e caminhões. A falha foi descoberta depois que seis pessoas morreram e mais de 100 feriram-se por defeito no disparo das bolsas: a degradação da estrutura dos insufladores, mais comum em regiões com elevadas temperatura e umidade do ar, fez com que pedaços metálicos da peça se desprendessem e fossem lançados contra os ocupantes no momento do disparo das bolsas. Os veículos com potencial falha chegam a 33,8 milhões nos Estados Unidos e cerca de 19 milhões em outros países.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação