BMW Série 3 Gran Turismo: os detalhes do novo hatch

 

Depois das fotos antecipadas, aparece por inteiro (e com o aval da marca) o BMW Série 3 Gran Turismo, um hatchback de cinco portas derivado da plataforma do sedã F30. A exemplo do que acontece com o Gran Turismo da linha Série 5, o hatch é maior em todas as dimensões, com 4,82 metros de comprimento (20 cm a mais), 1,83 m de largura (ganhou 2 cm), 1,49 m de altura (6 cm adicionais) e 2,92 m de distância entre eixos (aumento de 11 cm). O resultado é que o espaço para pernas no banco traseiro, de acordo com a empresa, fica entre o oferecido pelos sedãs Série 5 e Série 7. O porta-malas leva 520 litros, ou 25 a mais que na perua Série 3 Touring.

 

 

Apesar da esportividade de alguns detalhes, como as saídas de ar nos para-lamas dianteiros (que fazem parte das “cortinas de ar”, voltadas à redução da turbulência na região dessas rodas), as janelas sem molduras e o defletor traseiro que se destaca à velocidade de 110 km/h (o primeiro em um BMW), o 3 GT fica longe do aspecto dinâmico de outros hatches, como o Audi A5 Sportback. As prioridades foram mesmo espaço e praticidade, além de uma posição de dirigir mais alta. A quinta porta pode se erguer com comando elétrico e ser destravada pela colocação do pé sob o para-choque traseiro. Estão disponíveis três padrões de acabamento: Sport Line, Luxury Line e Modern Line. Há ainda o pacote M Sport com suspensão esportiva, anexos de carroceria e detalhes internos esportivos.

 

 

O Gran Turismo chega com cinco versões de motores. O 335i GT tem motor de seis cilindros em linha e 3,0 litros com turbo, potência de 306 cv e torque de 40,8 m.kgf (desde 1.200 rpm), para acelerar de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos e atingir 250 km/h. No 328i GT está o quatro-cilindros turbo de 2,0 litros com 245 cv e 35,7 m.kgf, enquanto o 320i GT usa a mesma unidade em configuração mais “mansa”, de 184 cv e 27,6 m.kgf. As opções turbodiesel são o 318d GT e o 320d GT, ambos de 2,0 litros; o primeiro oferece 143 cv e 32,6 m.kgf, e o outro, 184 cv e 38,7 m.kgf. Mais tarde haverá o 325d GT a diesel, com 218 cv e 45,9 m.kgf, e quatro versões ganharão opção de tração integral (hoje, traseira).

Toda a linha traz caixa manual de seis marchas com opção pela automática de oito, Entre os recursos disponíveis estão controle eletrônico de amortecimento, freios de alto desempenho M Sport, direção ativa com relação variável, projeção de informações no para-brisa, faróis com facho adaptativo, câmeras ao redor do carro (incluindo a simulação de uma vista por cima), controlador da distância até o tráfego à frente com função de parada e retomada, e serviços de internet a bordo.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação