BMW Série 3 estreia: os detalhes da geração G20

 

O BMW Série 3 de geração G20 aparece em definitivo no Salão de Paris, que abriu hoje à imprensa. Seu desenho já vimos na notícia de ontem, mas agora temos as dimensões: 4,71 metros de comprimento (mais 85 mm que antes), 1,83 m de largura (mais 16 mm) e 2,85 m entre eixos (cresceu 41 mm). Faróis de leds são de série com opção pelo sistema Laserlight. O Cx atinge ótimo valor de 0,23 na versão mais favorável.

 

 

No interior, o quadro de instrumentos em tela configurável de 12,3 pol soma-se à tela de 10,25 pol da central de áudio. Foram definidos os acabamentos Advantage, Sport Line, Luxury Line e M Sport. A nova chave digital permite travar e destravar o carro e dar partida usando apenas um telefone celular compatível.

 

 

O pacote de assistências Active Guard Plus, de série, traz alerta de risco de colisão com frenagem automática, detecção de pedestre e alerta de saída da faixa. Entre as opções do novo Série 3 estão assistente para se manter na faixa, controle eletrônico de amortecedores, projeção de informações no para-brisa com área 70% maior que antes e o Intelligent Personal Assistant, que “aprende” os hábitos do motorista para ajudar em tarefas como navegação e uso do aquecimento do banco. Ele fornece respostas também a perguntas variadas, de “como está o nível de óleo?” a “como funciona o assistente de farol?”.

A linha inicial de motores a gasolina envolve os turbos de 2,0 litros do 320i (184 cv e torque de 30,6 m.kgf) e do 330i (258 cv e 40,8 m.kgf, aumento de 5 m.kgf sobre o anterior) e o turbo de 3,0 litros e seis cilindros em linha do M340i (gasolina, 387 cv, 51 m.kgf), que oferece opção de tração integral e o faz acelerar de 0 a 100 km/h em 4,2 segundos. As versões turbodiesel de 2,0 litros são 318D (150 cv e 32,6 m.kgf) e 320D (190 cv e 40,8 m.kgf). O híbrido 330E I-Performance vem depois com até 292 cv. O peso baixou em média 55 kg com maior uso de alumínio, magnésio e aços de alta resistência, o centro de gravidade está 1 cm mais baixo e a BMW manteve a distribuição de peso 50:50 entre os eixos. A caixa automática de oito marchas permanece.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação