VW Jetta, melhor que Corolla e Focus? Os donos dizem

Com alto desempenho e poucos defeitos, sedã obtém alto índice de satisfação, salvo para as concessionárias

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação

 

Desde 2011, a Volkswagen concentra no Jetta seu esforço no mercado de sedãs médios, no qual ele enfrenta Toyota Corolla, Honda Civic e Chevrolet Cruze, entre outros. Vale a pena comprar um? Quais seus pontos altos, seus defeitos e o índice de satisfação de seus donos? O Best Cars traz as respostas neste Guia de Compra.

O Jetta de sexta geração chegou ao Brasil em 2011, trazido do México, a fim de substituir tanto o Jetta anterior quanto o Bora, modelos derivados de diferentes fases do Golf. Oferecia duas versões parecidas no visual, mas bem diferentes na mecânica. A Comfortline usava o antigo motor aspirado e flexível de 2,0 litros e oito válvulas, com potência de 116 cv e torque de 17,7 m.kgf (gasolina) ou 120 cv e 18,4 m.kgf (álcool), e transmissão manual ou automática, esta de seis marchas. A suspensão traseira era simples, por eixo de torção. O conteúdo de série incluía bolsas infláveis laterais dianteiras e fixações Isofix, mas havia grande número de opcionais, como bancos de couro sintético, rodas de 17 pol e teto solar.

 

No lançamento, em 2011, ambos os motores eram de 2,0 litros (um aspirado, outro turbo), mas diferentes em potência, suspensão traseira e transmissão

 

No Jetta Highline TSI o motor de 2,0 litros era outro, com 16 válvulas, turbo, injeção direta, 211 cv e 28,5 m.kgf, apenas a gasolina. Vinha com caixa DSG de dupla embreagem e seis marchas, suspensão traseira independente multibraço e mais equipamentos, que incluíam controle eletrônico de estabilidade e cortinas infláveis. A capacidade de bagagem de 510 litros era um ponto positivo.

 

 

O Jetta 2015 recebia mudanças na frente, na traseira, no painel e no volante. Agora havia a versão mais simples Trendline, com o motor aspirado, enquanto a Comfortline ganhava mais itens de série. Pouco depois, esta última versão passava a ser feita no Brasil para complementar a importação. O motor aspirado dava lugar em 2016 ao turbo de 1,4 litro a gasolina, com 150 cv e 25,5 m.kgf. O Trendline oferecia caixas manual e automática, e o Comfortline, só a automática de seis marchas. Sistema de áudio com integração a telefone, em três opções, era outra novidade. A suspensão traseira multibraço vinha em toda a linha. Um novo Jetta foi mostrado no Salão de Detroit de 2018 e não deve demorar a chegar ao Brasil.

 

Desempenho faz unanimidade

O aspecto mais elogiado pelos donos de Jetta é o desempenho do motor, citado por 78% dos que participaram da pesquisa Teste do Leitor do Best Cars. O elogio é unânime entre os que têm a versão turbo de 2,0 litros e comum entre donos do 1,4, mas também aparece vez ou outra para o motor aspirado de 2,0 litros. Os destaques seguintes são para espaço interno (52%), porta-malas (48%) e a transmissão DSG (43%), que equipa apenas o 2,0-litros turbo.

 

Frente, traseira e painel eram modificados em 2015; o Comfortline (em azul) ganhava produção nacional e, no ano seguinte, motor 1,4 turbo

 

Consumo de combustível é ponto positivo para 39% dos donos, sendo mais citado nas duas versões turbo. Estabilidade vem em empate. Depois aparecem posição de dirigir (30%), equipamentos (26%), estilo e freios (22% cada), qualidade de montagem (17%) e robustez (13%).

 

No Jetta, 83% dos donos disseram-se muito satisfeitos, resultado melhor que os obtidos nos guias de Corolla, Focus e Sentra e pouco abaixo do Golf

 

Para Gustavo Raja, de Campinas, SP, que tem um Jetta Highline 2,0 TSI 2014, “o motor é espetacular, força em baixa e em alta. O câmbio é uma obra de arte. Na posição ‘S’ o carro muda completamente. O consumo me surpreendeu: 15 km/l nos limites das rodovias. Muitos mimos e itens inteligentes, coisa que os carros alemães costumam ter. Sua construção é excelente por dentro e por fora”. Marco Nagai, de São Paulo, SP, dono de um Comfortline 1,4 TSI 2016, destaca a economia: “O consumo médio no trecho misto é de 15 km/l. O design é sóbrio e o espaço para passageiros e bagagens é excelente”.

Qual o item mais criticado no Jetta? Acabamento leva o título com 35% de citações, seguido pelo conforto da suspensão (22%). Pontos negativos que dependem da versão aparecem na sequência: desempenho do aspirado (17%), consumo desse motor e do TSI 2,0-litros (13%) e o retardo de resposta do motor 1,4 turbo ou de seu acelerador (9%). Vale citar ainda as alças da tampa do porta-malas, que consomem espaço, e o baixo perfil dos pneus de 17 pol (9% cada).

 

Mais simples, a versão Trendline esteve disponível com motor 2,0 aspirado ou 1,4 turbo

 

Renato Caveari Pimenta, de Miracema, RJ, tem um Comfortline 2,0 2014 e enumera: “Acabamento das portas deveria ser mais caprichado. O motor é um pouco fraco. As hastes do porta-malas ocupam um espaço precioso e tendem a amassar objetos. O perfil dos pneus é muito baixo”. Marco Nagai, citado acima, observa sobre seu Comfortline 1,4 turbo: “Em saída, há certa ‘demora’ para o conjunto responder. A 1.500 rpm ocorre uma aceleração abrupta, que se estabiliza ao subir as marchas”.

 

 

Quando perguntamos sobre defeitos do sedã da Volkswagen, a resposta mais frequente é: ruídos. Foram 22% de menções a barulhos internos e outro tanto para ruídos na suspensão ou na caixa de direção. Outros problemas foram raros, como em controle elétrico de vidros ou retrovisores e mau contato em lâmpadas de lanternas traseiras (9% cada). Genil Bacheti, de São Mateus, ES, reclama do Trendline 1,4 TSI 2016: “Péssimos materiais no interior. É um Voyajão. Muitos ruídos internos, praticamente uma escola de samba”.

Tudo considerado, o Jetta alcançou um ótimo índice de satisfação: 83% dos donos disseram-se muito satisfeitos, resultado melhor que os obtidos nos guias de Corolla (73%), Ford Focus (69% entre hatch e sedã) e Nissan Sentra (62%) e pouco abaixo do Golf (84%). Por outro lado, a assistência técnica tem deixado a desejar: apenas 26% dos donos estão muito satisfeitos com as concessionárias e a maior parte (57%) aponta satisfação parcial. Entre os modelos médios citados, Corolla (59%), Sentra (48%) e a própria VW com o Golf (44%) ficaram em melhor situação, enquanto o Focus (27%) está no mesmo patamar (os índices, obtidos para cada Guia de Compra, podem estar desatualizados).

 

Satisfação com o carro

Muito satisfeitos 83%
Parcialmente satisfeitos 9%
Insatisfeitos 8%
Pesquisa com 23 donos

 

Satisfação com a rede de concessionárias

Muito satisfeitos 26%
Parcialmente satisfeitos 57%
Insatisfeitos 17%
Não usam 0
Pesquisa com 23 donos

 

 

Ficha técnica

Comfortline 2,0 (2015) Comfortline TSI 1,4 (2018) Highline TSI 2,0 (2018)
Motor
Posição transversal transversal transversal
Cilindros 4 em linha 4 em linha 4 em linha
Comando de válvulas no cabeçote duplo no cabeçote duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro 2 4, variação de tempo 4, variação de tempo
Cilindrada 1.984 cm³ 1.395 cm³ 1.984 cm³
Alimentação injeção multiponto sequencial injeção direta, turbo, resfriador de ar
Potência máxima 116/120 cv a 5.000 rpm* 150 cv a 5.000 rpm 211 cv a 5.500 rpm
Torque máximo 17,7/18,4 m.kgf a 4.000 rpm 25,5 m.kgf a 1.500 rpm 28,5 m.kgf a 2.000 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas automática / 6 automática / 6 automatizada de dupla embreagem / 6
Tração dianteira dianteira dianteira
Freios
Dianteiros a disco ventilado a disco ventilado a disco ventilado
Traseiros a disco a disco a disco
Antitravamento (ABS) sim sim sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira pinhão e cremalheira pinhão e cremalheira
Assistência elétrica elétrica elétrica
Suspensão
Dianteira independente, McPherson, mola helicoidal
Traseira independente, multibraço, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 6,5 x 16 pol 6,5 x 16 pol 7 x 17 pol
Pneus 205/55 R 16 205/55 R 16 225/45 R 17
Dimensões
Comprimento 4,659 m 4,659 m 4,659 m
Largura 1,778 m 1,778 m 1,778 m
Altura 1,473 m 1,473 m 1,473 m
Entre-eixos 2,651 m 2,651 m 2,651 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 55 l 55 l 55 l
Compart. de bagagem 510 l 510 l 510 l
Peso em ordem de marcha 1.305 kg 1.298 kg 1.376 kg
Desempenho e consumo
Velocidade máxima 197/200 km/h* 203 km/h 241 km/h
Acel. de 0 a 100 km/h 11,3/10,6 s* 8,6 s 7,2 s
Consumo em cidade 8,8/6,1 km/l* 10,4 km/l 9,4 km/l
Consumo em rodovia 10,8/7,8 km/l* 13,8 km/l 12,5 km/l
Dados do fabricante; consumo conforme padrões do Inmetro; *gasolina/álcool; rodas e pneus de 17 pol também aplicáveis às versões Comfortline