Guia: quem gosta de carro gosta mesmo do Ford Focus?

Donos elogiam muitos aspectos do hatch e do sedã, mas índice de satisfação fica abaixo de alguns adversários

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação

 

“Um carro para quem gosta de carro” é como a Ford costuma anunciar o Focus. Mas quem tem um deles gosta mesmo de seu carro? É a resposta que o Best Cars foi procurar com seus proprietários, que emitiram opiniões sobre a geração atual desde 2014 no Teste do Leitor.

O Focus foi lançado no Brasil em 2000 e passou a esta terceira geração em 2013. Hatch e sedã estavam disponíveis em versões S, SE e Titanium, além dos pacotes de opcionais Plus para as duas últimas. O hatch oferecia motor Sigma de 1,6 litro, com potência de 131/135 cv e torque de 16,2/16,7 m.kgf (na ordem gasolina/álcool), no S e no SE, com caixa manual de cinco marchas ou automatizada de dupla embreagem Powershift com seis marchas.

 

 

O motor Duratec de 2,0 litros com injeção direta, 175/178 cv e 21,4/22,1 m.kgf estava vinculado à automatizada e podia equipar os hatches SE e Titanium. No sedã todas as versões usavam o 2,0-litros com Powershift. Entre os recursos disponíveis estavam bolsas infláveis laterais e de cortina, chave presencial, controle eletrônico de estabilidade e tração, faróis de xenônio e sistema de áudio Sync com tela de até 8 polegadas (confira os itens de cada versão).

 

 

A linha 2016 trazia reestilização da frente e da traseira, mudanças no painel e novos equipamentos para o Titanium Plus, como faróis autodirecionais, assistente de estacionamento e frenagem automática em uso urbano (veja os itens por versão). Toda a linha ganhava controle de estabilidade e rodas 17. O hatch perdia a versão S. A SE e a SE Plus de 1,6 litro agora tinham apenas caixa manual. Havia ainda SE Plus, Titanium e Titanium Plus de 2,0 litros com a automatizada. O sedã passava a se chamar Fastback e oferecia os mesmos acabamentos, sempre com 2,0 litros e transmissão automatizada. Os modelos 2017 recebiam novo sistema Sync 3, mais rápido e com integração a Apple Car Play e Android Auto.

 

Donos rasgam elogios

De modo geral, os donos de Focus rasgam elogios para o carro no Teste do Leitor: cinco itens foram citados por mais de metade dos participantes, o que é incomum. O aspecto mais destacado foi o desempenho com ambos os motores (65%), seguido pelo estilo (62%). Consumo — também com os dois motores — e estabilidade vêm na sequência (58%) e, logo atrás, conforto da suspensão (54%). Também alcançaram bom percentual segurança (35%), sistema de áudio e multimídia (31%) e bancos ou posição de dirigir (27%). Houve ainda menções a transmissão automatizada (23%), acabamento, itens de conveniência e tecnologia (15% cada item).

 

O Focus 2014 vinha como hatch com motores de 1,6 e 2,0 litros e caixas manual e automatizada; no sedã, apenas o 2,0 com caixa automatizada

 

“A estabilidade é impressionante. Muito bonito. O câmbio Powershift, apesar da má fama, funciona espetacularmente. O torque proporciona acelerações que dão confiança em ultrapassagens. O sistema Sync funciona muito bem, o painel é bonito e o GPS eficiente e fácil de utilizar”, destaca Acácio Carvalho de Oliveira, de Conselheiro Lafaiete, MG, em seu Focus Fastback Titanium 2,0 automatizado 2016.

 

No Teste do Leitor, cinco itens positivos foram citados por mais de metade dos participantes, o que é incomum; desempenho e estilo são os mais elogiados

 

Eduardo Gonçalves, de Catalão, GO, enumera sobre o sedã Titanium 2,0 automatizado 2015: “Segurança, equilíbrio entre estabilidade invejável e maciez confortável, direção direta. O motorista tem muito controle sobre o carro, ótimo em estradas e curvas. Tecnologia, vários itens de comodidade. Desempenho: motor potente e confiável, mudanças de marcha rápidas e suaves. Economia: faz 15 km/l sem muito esforço. Ergonomia, central multimídia grande e elevada, bancos firmes e confortáveis. Som Sony, comandos de voz muito úteis. Custo-benefício. Estilo”.

O que mais incomoda os donos de Focus? Sem dúvida, o espaço no banco traseiro, criticado por metade dos participantes. Seguem-se acabamento (42%), qualidade de montagem (23%) e a falta de comandos de marchas no volante (15%), sanada no modelo 2016. Outras críticas são à altura livre do solo, ao funcionamento da caixa automatizada, à falta de difusor de ar traseiro (12% cada) e ao acesso ao porta-malas do sedã (8%).

 

As maiores novidades para 2016 estavam no Titanium Plus (em azul e na foto interna), mas as versões mais simples também mudavam em visual e conteúdo

 

Luiz Eduardo, de Brasília, DF, dono de um Fastback Titanium Plus 2,0 automatizado 2016, observa: “Espaço no banco traseiro ridículo, não é carro de família. Acabamento: desníveis nos encaixes das peças, plástico duro nas portas. A saída de ar para os bancos traseiros no chão só ventila os pés. Não tem piloto automático adaptativo (ACC)”. Walter Brandstetter Jr., de Goiânia, GO, tem um hatch Titanium 2,0 automatizado 2014 e confirma: “O espaço interno é ruim e a qualidade de montagem de algumas peças deixa a desejar. A falta de paddle shift em um carro dessa categoria é uma economia porca. A atualização dos mapas do GPS custa R$ 1.500, apenas o cartão”.

A incidência de defeitos no Focus foi baixa. O problema mais frequente, falhas de acabamento, alcançou 19%. Caixa de direção e ruídos internos vêm na sequência, cada um com 15%. Os donos também se queixaram de ruídos na suspensão (12%) e problemas na caixa automatizada — 8%, percentual modesto diante da repercussão que o tema alcançou nos últimos anos.

 

O sedã era renomeado Fastback e trazia as mesmas novidades do hatch; o sistema Sync evoluía e ganhava integração a telefone no Focus 2017

 

Luis Eduardo, citado acima, relaciona “vários problemas no acabamento: parte interna da porta, capa do freio de mão, seta no retrovisor. Apareceram ruído e aspereza na direção e tiveram que trocar a caixa. Ruído na suspensão, tiveram que trocar a bieleta”. Jorge Alfonso Theilacker, de Blumenau, SC, tem um sedã SE Plus 2,0 automatizado 2014 e relata: “A caixa de direção apresentou barulhos com 1.000 km, um cloc-cloc em pavimentos irregulares. Foi trocada, mas noto o barulho de novo. As bieletas estavam soltas e tiveram que ser reapertadas. Perguntem se o barulho sumiu…”.

Diante dos fartos elogios, esperávamos melhores índices de satisfação com o carro: o Focus terminou com 69% de donos muito satisfeitos, marca melhor que a do Nissan Sentra, mas inferior às de Volkswagen Golf e Toyota Corolla, outros carros médios analisados nesta seção. O resultado que mais preocupa, porém, é a avaliação da rede de concessionárias Ford: apenas 27% apontaram muita satisfação com ela, sendo mais comum a satisfação parcial. Corolla, Sentra e Golf conseguiram maior parcela de donos muito satisfeitos com a rede.

 

Mais Guias de Compra

 

 

Satisfação com o carro

Muito satisfeitos 69%
Parcialmente satisfeitos 23%
Insatisfeitos 8%
Pesquisa com 26 donos

 

Satisfação com a rede de concessionárias

Muito satisfeitos 27%
Parcialmente satisfeitos 58%
Insatisfeitos 15%
Não usam 0
Pesquisa com 26 donos

 

 

Ficha técnica

Focus hatch SE 1,6 Focus Fastback Titanium 2,0
Motor
Posição transversal transversal
Cilindros 4 em linha 4 em linha
Comando de válvulas duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro 4, variação de tempo
Diâmetro e curso 79 x 81,4 mm 87,5 x 83,1 mm
Cilindrada 1.596 cm³ 1.999 cm³
Taxa de compressão 12:1 12:1
Alimentação injeção multiponto sequencial injeção direta
Potência máxima (gas./álc.) 131/135 cv a 6.500 rpm 175/178 cv a 6.500 rpm
Torque máximo (gas./álc.) 16,2 m.kgf a 3.000 rpm/ 16,7 m.kgf a 5.250 rpm 21,5/22,5 m.kgf a 4.500 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas manual / 5 automatizada de dupla embreagem / 6
Tração dianteira dianteira
Freios
Dianteiros a disco ventilado a disco ventilado
Traseiros a disco a disco
Antitravamento (ABS) sim sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira pinhão e cremalheira
Assistência elétrica elétrica
Suspensão
Dianteira independente, McPherson, mola helicoidal
Traseira independente, multibraço, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 7 x 17 pol 7 x 17 pol
Pneus 215/50 R 17 215/50 R 17
Dimensões
Comprimento 4,36 m 4,538 m
Largura 1,823 m 1,823 m
Altura 1,469 m 1,469 m
Entre-eixos 2,648 m 2,648 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 55 l 55 l
Compartimento de bagagem 316 l 421 l
Peso em ordem de marcha 1.310 kg 1.414 kg
Desempenho e consumo
Velocidade máxima 189 km/h ND
Aceleração de 0 a 100 km/h 11,4 s ND
Consumo em cidade (gas./álc.) 10,8/7,5 km/l 9,7/6,7 km/l
Consumo em rodovia (gas./álc.) 13,6/9,3 km/l 13,0/9,2 km/l
Dados do fabricante para modelos 2017; ND = não disponível