Volvo XC60 D5: não sou conduzido, conduzo!

Motor a diesel é a novidade, mas esse SUV impressiona também pelas tecnologias de assistência ao motorista

Texto: José Geraldo Fonseca – Fotos: divulgação

 

O nome da marca de carros Volvo vem do latim e significa “eu rodo”. Também da antiga língua dos romanos vem o lema do Município de São Paulo: Non dvcor dvco, que traduzido seria “Não sou conduzido, conduzo”. Esse mesmo lema poderia, muito em breve, ser adotado pelo fabricante sueco de capital chinês — pertence hoje ao grupo Geely. Isso porque, com a rápida evolução de seus modelos no quesito direção semiautônoma, parece cada vez mais próximo o dia em que um Volvo conduzirá o motorista, praticamente sem necessitar de seu auxílio para direção.

Lançado em sua segunda geração em 2017 e com quase 2.000 unidades vendidas de janeiro a setembro deste ano, o esporte utilitário médio XC60 surge agora com motor a diesel para acrescentar opções à linha — já havia versões a gasolina e híbrida gasolina/eletricidade. Como nas demais configurações, o SUV impressiona pelo acabamento e pelas tecnologias de assistência à direção, sendo capaz de seguir as faixas da via e controlar a distância à frente a até 130 km/h. A motorização a diesel está disponível em duas versões de acabamento, Momentum e Inscription (veja os preços e equipamentos de cada uma no quadro abaixo).

O motor D5 Drive-E biturbo a diesel de 2,0 litros, com potência de 235 cv a 4.000 rpm e torque máximo de 49 m.kgf entre 1.750 e 2.250 rpm, é o mesmo usado no irmão maior XC90. Ajudado aqui pelos 181 kg a menos de peso, permite um excelente desempenho para o segmento: os dados de fábrica indicam aceleração de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos, com velocidade máxima limitada de 220 km/h.

 

O belo desenho do novo XC60 agora pode ser associado ao motor turbodiesel de 235 cv, dotado de compressor de ar para fazer a turbina vencer a inércia mais rápido

 

Para combater o retardo de atuação de turbo foi empregado o sistema Power Pulse, no qual o ar admitido da atmosfera é comprimido em um depósito, por um pequeno compressor elétrico, e enviado ao coletor de escapamento quando se acelera o carro — desde que a menos de 2.000 rpm e nas duas marchas inferiores. Isso contribui para fazer girar mais rápido a turbina e assim o compressor que impulsiona ar aos cilindros. Esse ar fica à pressão entre 11 e 19 bars, sendo substituído automaticamente no depósito para que esteja sempre apto a despejar um novo impulso.

 

 

O novo XC60 adotou a plataforma SPA (Scalable Product Architecture, arquitetura escalável de produtos), que serve também para o XC90. A tração integral distribui a força do motor para as quatro rodas em qualquer circunstância e condição de uso. Existem cinco modos de condução, que alteram rotação para mudança de marcha, resposta do acelerador e peso da direção: Eco, Comfort, Off-road, Dynamic e Individual (configurável).

Marca registrada da empresa, o feixe de leds dos faróis, chamado “martelo de Thor”, faz parte do desenho externo. As luzes são autodirecionais e têm comutação e nivelamento automáticos. No interior um dos destaques é o sistema de áudio, que de série soma 10 alto-falantes e 330 watts, com opção pelo da marca Harman Kardon com 13 alto-falantes e 600 watts. O quadro de instrumentos usa tela personalizável de 12,3 pol e a central de áudio Sensus Connect de 9 pol é sensível ao toque por infravermelho — algo importante para quando o condutor usa luvas, comuns no inverno escandinavo.

 

Interior tem instrumentos configuráveis, tela central de 9 pol e fartos sistemas de assistência ao motorista; no detalhe, botão de partida e seletor de modos de condução

 

Ele tem integração a telefone por Apple Car Play e Android Auto e dispõe do serviço de conveniência Volvo On Call, que permite ao condutor, por meio de aplicativo no celular, controlar o nível de combustível, trancar e abrir as portas, climatizar a cabine a distância, dar partida remota e enviar destinos para o sistema de navegação, além de bloquear o veículo em caso de roubo — só após a parada do carro, para evitar acidentes. O sistema usa um chip de celular GSM dedicado ao carro e vem com dois anos de assinatura, a qual pode ser renovada.

 

O XC60 mostra agilidade e não deixa a impressão de um carro a diesel, em virtude do baixíssimo nível de ruído e vibração, mesmo a altas velocidades

 

Os bancos revestidos em couro contam com regulagem elétrica, inclusive para o suporte lombar, e na versão Inscription dispõem de ventilação, apoios elétricos para as pernas e ajuste com memória para os dianteiros. Entre os itens de segurança, vale citar a frenagem automática para evitar colisão contra veículos, ciclistas, pedestres e até animais de grande porte, atuando mesmo à noite; os assentos infantis integrados ao banco traseiro, sete bolsas infláveis, proteção em saída de estrada, proteção contra impactos laterais e contra lesões na coluna cervical.

O XC60 Inscription traz ainda abertura e fechamento elétricos da tampa traseira (acionável também ao passar o pé debaixo do para-choque) e o sistema de Mitigação de Pista Oposta, que detecta veículos na pista contrária, avisa o motorista distraído e, por meio de atuação à direção, conduz o Volvo de volta à própria pista, podendo ser ativado entre 60 e 140 km/h. O assistente de ponto cego dessa versão, além de alertar para um veículo não visualizado, inclui assistência ao volante para trazer o carro de volta a sua pista. O alerta de colisão traseira faz piscar as luzes de freio para alerta, quando detecta motoristas que vêm atrás e aparentemente distraídos.

 

Comportamento dinâmico do SUV traz confiança e motor nem parece a diesel de tão silencioso;  boa capacidade de bagagem e acionamento elétrico da tampa traseira

 

Ao volante do XC60 D5

A avaliação do XC60 pela imprensa foi realizada de Ribeirão Preto a Brodowski, no interior de São Paulo, por boas avenidas e rodovias em trajeto total de 91 quilômetros. Durante a condução pegamos chuva bem forte, na qual foi possível verificar o excelente desenvolvimento para condução nessa condição adversa. Aproveitando a boa pintura das faixas na estrada percorrida, o sistema Pilot Assist pôde ser testado devidamente. O recurso, por meio de sensores e câmeras que monitoram as faixas das vias, comanda aceleração, frenagem e movimentação do volante, bastando ao motorista manter as mãos nele, preparado para assumir em qualquer emergência. Ele funciona mesmo em curvas abertas e mantém distância segura dos veículos adiante. Para reassumir o comando basta usar um dos pedais, o volante ou as luzes de direção. Se o condutor tira as mãos por alguns segundos, o sistema o alerta.

 

 

Confirmando os números do fabricante, o XC60 mostrou agilidade. Por dentro não dava a impressão de um carro a diesel, em virtude do baixíssimo nível de ruído, mesmo a altas velocidades. Também a vibração e a emissão de fumaça preta típicas foram eliminados. Os freios e a estabilidade, mesmo na pista bastante molhada, trouxeram segurança. Não foram feitos percursos fora de estrada.

Os preços sugeridos são de R$ 275.950 para o XC60 D5 Momentum e R$ 289.950 para o Inscription. Considerando-se apenas versões a diesel, o Volvo concorre diretamente com Jaguar F-Pace Prestige (R$ 332 mil) e Land Rover Discovery Sport SE (R$ 252.600) e HSE (R$ 280.500), que usam motor de 2,0 litros e 180 cv. Sobre eles, leva vantagem em desempenho e recursos de assistência.

Mais Avaliações

 

Versões, preços e equipamentos

XC60 D5 Momentum (R$ 275.950) – Alerta de colisão frontal, ar-condicionado automático de duas zonas, assentos infantis integrados ao banco traseiro, assistente de direção semiautônoma, bancos revestidos em couro com regulagem elétrica nos dianteiros (memória para motorista), câmera traseira de manobras, central de áudio com tela de 9 pol, 10 alto-falantes e 330 watts,  controlador de distância à frente, controle de velocidade em descida, controle eletrônico de estabilidade e tração, faróis com leds autodirecionais com comutação e nivelamento automáticos, frenagem automática, leitura de placas da via, limpador de para-brisa automático, monitor de pressão dos pneus, proteção contra impactos laterais e lesões na coluna cervical, proteção em saída da via, quadro de instrumentos configurável, rodas de 19 pol com pneus 235/55, seletor de modos de condução, sensores de estacionamento à frente e atrás, serviço de conveniência Volvo On Call, sete bolsas infláveis, sistema de alerta de mudança de faixa, teto solar panorâmico.

XC60 D5 Inscription (R$ 289.950) – Como o Momentum, mais abertura e fechamento elétricos da tampa traseira, alerta de colisão traseira, assistente de ponto cego, bancos dianteiros com aquecimento, ventilação, apoios elétricos para as pernas e memória também para passageiro; rodas de 20 pol com pneus 255/45, sistema de Mitigação de Pista Oposta.

 

Ficha técnica

Motor
Posição transversal
Cilindros 4 em linha
Comando de válvulas duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro 4
Diâmetro e curso 82 x 93,2 mm
Cilindrada 1.969 cm³
Taxa de compressão 15,8:1
Alimentação injeção direta, turbocompressor, resfriador de ar
Potência máxima 235 cv a 4.000 rpm
Torque máximo 49,0 m.kgf de 1.750 a 2.250 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas automática, 8
Tração integral
Freios
Dianteiros a disco ventilado
Traseiros a disco
Antitravamento (ABS) sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira
Assistência elétrica
Suspensão
Dianteira independente, braços sobrepostos, mola helicoidal
Traseira independente, multibraço, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 19 pol (Momentum) e 20 pol (Inscription)
Pneus 235/55 R 19 (Momentum) e 255/45 R 20 (Inscription)
Dimensões
Comprimento 4,688 m
Largura 1,902 m
Altura 1,658 m
Entre-eixos 2,865 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 61 l
Compartimento de bagagem 505 l
Peso em ordem de marcha 1.990 kg
Desempenho
Velocidade máxima 220 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/h 7,2 s
Dados do fabricante; consumo não disponível