10 Chances: VW Polo MSI 1,6 anda bem e gasta pouco

Versão de 1,6 litro agrada ao motorista e representa forte relação custo-benefício, mas acabamento desaponta

Texto e fotos: Fabrício Samahá

 

O novo Volkswagen Polo chegou e agradou. Suas vendas têm sido expressivas e os leitores do Best Cars o elegeram melhor carro de sua categoria na recente Eleição. A versão de topo Highline 200 TSI foi a vencedora do comparativo com Fiat Argo, Ford Fiesta e Peugeot 208, em dezembro. Mas grande parte das vendas do novo hatch vem de outra versão, a MSI, com motor de 1,6 litro e transmissão manual, em vez do motor turbo de 1,0 litro e da caixa automática do TSI. Foi esse Polo que analisamos na seção 10 Chances: quais suas chances de merecer sua garagem?

Estilo
O Polo é um dos carros mais atuais da produção nacional, lançado aqui no mesmo ano da Europa. Seu desenho é agradável e deve se manter assim por anos, pois não recorre a modismos. Uma crítica vai para a traseira, muito parecida com a do Gol1 ponto

 

 

Acabamento e conveniência
No interior a Volkswagen optou por materiais simples, que parecem ainda mais no MSI pelo tom cinza e pela falta de alguns elementos do Highline. Entre as conveniências estão controle elétrico de vidros com função um-toque para todos e comando a distância para abrir e fechar, mostrador de temperatura externa, para-sóis com espelhos iluminados, quatro luzes de leitura, suporte para celular no painel e sistema de áudio opcional com tela de toque de 6,5 polegadas, comandos no volante e integração a Android Auto e Apple Car Play. A partida a frio dispensa tanque auxiliar de gasolina.

 

 

Faltas que podem incomodar são ajuste elétrico dos retrovisores e faixa degradê no para-brisa. A lateral do banco deixa seu trilho à mostra e é estranho o indicador de porta mal fechada: se qualquer porta de passageiro estiver aberta, ele mostra como se fossem as três. 0,5 ponto

Posto do motorista
O banco bem desenhado, confortável em longos trajetos, do MSI é uma qualidade em comum aos outros Polos. O que ele perde é o ajuste de volante, o que pode ser ruim para motoristas muito altos ou baixos, mas não nos fez falta. O quadro de instrumentos é simples e correto e o computador de bordo tem três medições. As colunas prejudicam pouco a visibilidade e os faróis de duplo refletor são eficazes, apesar da falta de unidades de neblina. 1 ponto

 

Embora mais simples e menos potente que as versões TSI, o Polo MSI é funcional e bom de dirigir; rodas de alumínio de 15 pol estão entre os opcionais

 

Espaço
O espaço do Polo é bom para o segmento, sem ser expoente. Acomoda bem quatro pessoas, com altura adequada, e oferece vão regular para as pernas de quem viaja atrás. Ali, a maior limitação é em largura. Um quinto ocupante vai mal acomodado. 0,5 ponto

 

A Volkswagen acertou a suspensão para conforto, objetivo que foi atingido: o MSI tem rodar agradável e ótima absorção de irregularidades

 

Porta-malas
A capacidade de bagagem de 300 litros é das maiores entre os hatches compactos. O MSI não tem banco traseiro bipartido e, como os outros, vem sem maçaneta para a quinta porta. O estepe de 14 polegadas não serve para uso prolongado. 1 ponto

Desempenho
O motor de 1,6 litro e 16 válvulas, conhecido de Golf e Saveiro, produz até 117 cv no Polo. É agradável de usar: gira macio, fornece boa resposta desde baixa rotação e faz pouco ruído. Com gasolina, o MSI acelerou de 0 a 100 em bons 12 segundos. Ponto alto é o comando bem leve e preciso da caixa manual. 1 ponto

 

Materiais internos deveriam ser mais elaborados no MSI; bancos dianteiros bem desenhados; espaço para passageiros e bagagem correto para a categoria

 

Bons instrumentos, áudio com tela de 6,5 pol e integração a celular, computador de bordo, espelhos iluminados e vidros um-toque; faltou ajuste elétrico de retrovisores

 

Consumo
O novo Polo provou-se muito econômico: mais de 15 km/l de gasolina tanto no trajeto urbano leve quanto no rodoviário, ótimas marcas para um motor sem turbo ou injeção direta. Consumiu menos que a versão TSI, que é penalizada pela caixa automática. 1 ponto

 

 

Comportamento dinâmico
A Volkswagen acertou a suspensão para conforto, objetivo que foi atingido. Com pneus de 15 pol, o MSI tem rodar muito agradável e ótima absorção de irregularidades, melhor que o Highline com pneus 16. Sua atitude em curvas é segura e a direção elétrica foi bem acertada, assim como os freios satisfazem. A versão tem controle eletrônico de estabilidade e assistente para saída em rampa, opcionais. 1 ponto

Segurança passiva
Optar por esse Polo não significa abrir mão de segurança passiva: bolsas infláveis laterais dianteiras com proteção também à cabeça, cintos de três pontos e encostos de cabeça para cinco ocupantes são de série, assim como fixação Isofix para cadeira infantil. É uma boa dotação para a faixa de preço. Vale citar, embora não influa em nossa nota, as cinco estrelas em proteção de adulto e criança nos testes de colisão do Latin NCap. 1 ponto

 

Motor disposto desde baixa, comando de transmissão ideal e suspensão confortável compõem uma mecânica que deixa o Polo prazeroso ao volante

 

Custo-benefício
O preço do Polo MSI começa em R$ 55 mil. O avaliado, com opções como controle de estabilidade, rodas de alumínio e sistema de áudio superior, alcançava R$ 57.590. O concorrente mais direto é o Fiat Argo Drive de 1,3 litro e até 109 cv. Ele tem o mesmo preço básico e supera o Polo em R$ 1 mil com opcionais, mas deixa de fora o controle eletrônico e as bolsas infláveis laterais. Assim, ao considerar o grande conjunto que o MSI oferece por seu preço, o Best Cars aprova com louvor seu custo-benefício. 1 ponto

caixa-9-pontos

Mais Avaliações

 

Desempenho e consumo

Aceleração
0 a 100 km/h 12,1 s
0 a 120 km/h 16,9 s
0 a 400 m 18,3 s
Retomada
60 a 100 km/h (3ª.) 7,6 s
60 a 100 km/h (4ª.) 11,5 s
60 a 120 km/h (3ª.) 12,3 s
60 a 120 km/h (4ª.) 17,7 s
80 a 120 km/h (3ª.) 8,7 s
80 a 120 km/h (4ª.) 12,4 s
Consumo
Trajeto leve em cidade 16,4 km/l
Trajeto exigente em cidade 9,0 km/l
Trajeto em rodovia 15,5 km/l
Testes com gasolina; conheça nossos métodos de medição

 

Ficha técnica

Motor
Posição transversal
Cilindros 4 em linha
Comando de válvulas duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro 4, variação de tempo
Diâmetro e curso 76,5 x 86,9 mm
Cilindrada 1.598 cm³
Taxa de compressão 11,5:1
Alimentação injeção multiponto sequencial
Potência máxima (gas./álc.) 110/117 cv a 5.750 rpm
Torque máximo (gas./álc.) 15,8/16,5 m.kgf a 4.000 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas manual, 5
Tração dianteira
Freios
Dianteiros a disco ventilado
Traseiros a tambor
Antitravamento (ABS) sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira
Assistência elétrica
Suspensão
Dianteira independente, McPherson, mola helicoidal
Traseira eixo de torção, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 5,5 x 15 pol
Pneus 185/65 R 15
Dimensões
Comprimento 4,057 m
Largura 1,751 m
Altura 1,468 m
Entre-eixos 2,565 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 52 l
Compartimento de bagagem 300 l
Peso em ordem de marcha 1.083 kg
Desempenho (gas./álc.)
Velocidade máxima 189/193 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/h 9,9/9,6 s
Consumo em cidade 12,0/8,2 km/l
Consumo em rodovia 13,9/9,5 km/l
Dados do fabricante; consumo conforme padrões do Inmetro