Chevrolet Prisma LTZ: 10 chances ao líder dos sedãs

Ele vende muito, mas é mesmo bom? Fomos descobrir ao volante da versão de topo com caixa automática

Texto e fotos: Fabrício Samahá

 

O Chevrolet Prisma é um sucesso: desde 2014 ele lidera o segmento de sedãs no Brasil, acompanhando o hatch Onix, do qual foi derivado, que é o carro mais vendido do País. Quais as razões dessa grande aceitação? Ele é mesmo uma opção de compra recomendável na categoria? Quais as chances do Prisma de merecer sua garagem? O Best Cars foi buscar as respostas ao volante da versão LTZ com motor de 1,4 litro e transmissão automática.

Estilo
A GM anuncia o Prisma como “sedã esportivo”, por seu desenho menos formal que, por exemplo, o do Cobalt. Exagero à parte, ele tem linhas atuais e agradáveis, que melhoraram bastante com a remodelação da frente para 2017. 1 ponto

 

 

Acabamento e conveniência
Mesmo na versão de topo, não se trata de um carro luxuoso. Os plásticos são rígidos, embora de bom aspecto, e os bancos combinam simulação de couro a um tecido simples. Entre as conveniências estão alerta para baixa pressão de pneus, câmera traseira de manobras, controlador de velocidade, controle elétrico de vidros com função um-toque para todos e comando a distância para abrir e fechar e o sistema de áudio My Link, compatível com Android Auto e Apple Car Play, com tela de toque de 7 polegadas.

O que pode melhorar? Faltam alarme volumétrico, maçaneta na tampa do porta-malas, para-brisa degradê e luzes na parte traseira da cabine. As portas usam tecido áspero onde se apoia o braço e a qualidade de áudio deixa a desejar. 0,5 ponto

 

Frente adotada para 2017 melhorou o estilo do Prisma; versão LTZ custa R$ 69.340 e tem rodas de alumínio; porta-malas para 500 litros é positivo

 

Posto do motorista
A GM usou um ajuste de altura diferente para o banco, que regula o assento, mas não o encosto. Com isso e o volante regulável apenas em altura, o motorista encontra mais conforto em uma posição alta, mas fica com a sensação de teto baixo e para-brisa inclinado demais. O banco é estreito e algo curto nas coxas. No painel, os instrumentos digitais são fáceis de ler e há computador de bordo. Ter faróis e luz traseira de neblina é bom, mas os faróis principais são de refletor único, faltam repetidores laterais das luzes de direção e as largas colunas dianteiras prejudicam o campo visual. 0,5 ponto

 

O motor de 1,4 litro antigo em conceito permite saídas ágeis, que dão sensação de bom desempenho, mas ao pedir mais ele produz pouco e faz bastante ruído

 

Espaço
Hoje existem sedãs compactos com amplo espaço interno, mas o Prisma não é um deles. O ambiente é típico de hatch, bem estreito para três pessoas atrás e só razoável para acomodar pernas e cabeças. 0,5 ponto

Porta-malas
Por outro lado, em capacidade de bagagem esse Chevrolet está muito bem: 500 litros, mais que em vários carros maiores. Pena não ter banco traseiro bipartido e usar estepe temporário. 1 ponto

 

Interior sem luxo traz quadro digital bem legível; áudio com tela de 7 pol e integração a celular; câmera traseira; assistência On Star; controlador de velocidade; vidros com um-toque

 

Desempenho
Antigo em conceito, mas atualizado várias vezes, o motor de 1,4 litro e duas válvulas por cilindro fornece 98 cv com gasolina e 106 cv com álcool. O bom torque em baixa rotação permite saídas ágeis, que dão sensação de bom desempenho, mas basta pedir um pouco mais para o motor produzir pouco e fazer bastante ruído. Acelerar de 0 a 100 km/h em 13 segundos é apenas adequado. Bom atributo na classe é a caixa automática de seis marchas, que opera muito bem. Não agrada tanto o botão na alavanca para mudanças manuais. 0,5 ponto

 

 

Consumo
O Prisma é relativamente econômico: com gasolina, superou 15 km/l no trajeto urbano leve e 13 em rodovia. Comparado a outros pequenos automáticos, ele foi melhor que o Peugeot 208 e pior que Ford Fiesta e Volkswagen Polo TSI. 0,5 ponto

Comportamento dinâmico
O acerto de suspensão do Prisma é mediano: parece confortável, mas transmite impactos bem mais do que deveria, até pequenos como em refletores de rodovias. Dentro da média estão a estabilidade, os freios e a direção com assistência elétrica. 0,5 ponto

 

Posição de dirigir e espaço no banco traseiro apenas regulares; motor 1,4 de até 106 cv torna-se ruidoso em alta rotação; caixa bem acertada usa botão para trocas manuais

 

Segurança passiva
A Chevrolet não costuma se destacar em segurança, e não é diferente nesse sedã: bolsas infláveis são apenas frontais e o passageiro central fica sem cinto de três pontos ou encosto de cabeça, ou seja, oferece só o que a lei exige. Ao menos ganhou fixação Isofix para cadeira infantil este ano. 0 ponto

Custo-benefício
O Prisma LTZ automático custa R$ 69.340 em pacote fechado. Existem duas opções mais simples, Advantage e LT, com a mesma mecânica. Por R$ 70 mil o Hyundai HB20S Premium tem mais potência (até 128 cv) e equipamentos, como ar-condicionado e faróis automáticos e bolsas infláveis laterais. O rival mais atraente talvez seja o VW Virtus Comfortline, de R$ 73.490, com motor turbo mais potente (até 128 cv), controle eletrônico de estabilidade, as bolsas laterais e espaço interno que supera os dois citados. Diante da concorrência, o carro da GM está apenas regular em custo-benefício. 0,5 ponto

caixa-5-meio

Mais Avaliações

 

Desempenho e consumo

Aceleração
0 a 100 km/h 13,0 s
0 a 120 km/h 19,1 s
0 a 400 m 18,8 s
Retomada
60 a 100 km/h 7,5 s
60 a 120 km/h 13,4 s
80 a 120 km/h 10,1 s
Consumo
Trajeto leve em cidade 15,3 km/l
Trajeto exigente em cidade 8,2 km/l
Trajeto em rodovia 13,1 km/l
Testes com gasolina; retomadas com reduções automáticas; conheça nossos métodos de medição

 

Ficha técnica

Motor
Posição transversal
Cilindros 4 em linha
Comando de válvulas no cabeçote
Válvulas por cilindro 2
Diâmetro e curso 77,6 x 73,4 mm
Cilindrada 1.389 cm³
Taxa de compressão 12,4:1
Alimentação injeção multiponto sequencial
Potência máxima (gas./álc.) 98/106 cv a 6.000 rpm
Torque máximo (gas./álc.) 13,0/13,9 m.kgf a 4.800 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas automática, 6
Tração dianteira
Freios
Dianteiros a disco ventilado
Traseiros a tambor
Antitravamento (ABS) sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira
Assistência elétrica
Suspensão
Dianteira independente, McPherson, mola helicoidal
Traseira eixo de torção, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 5,5 x 15 pol
Pneus 185/65 R 15
Dimensões
Comprimento 4,282 m
Largura 1,705 m
Altura 1,478 m
Entre-eixos 2,528 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 54 l
Compartimento de bagagem 500 l
Peso em ordem de marcha 1.085 kg
Desempenho (gas./álc.)
Velocidade máxima ND/180 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/h ND/10,1 s
Consumo em cidade 11,9/8,1 km/l
Consumo em rodovia 14,7/10,2 km/l
Dados do fabricante; consumo conforme padrões do Inmetro; ND = não disponível