Toyota Yaris XLS: 10 chances ao sedã em versão de topo

Conteúdo, economia e suspensão destacam-se na novidade japonesa; espaço e desempenho são regulares

Texto e fotos: Fabrício Samahá

 

Depois de longa espera, o Toyota Yaris enfim chega ao Brasil para preencher o espaço entre o Etios e o Corolla. Com projeto moderno e boa dotação de equipamentos, o hatch e o sedã têm preços que começam ao redor em R$ 60 mil. O Best Cars colocou a versão de topo do sedã, a XLS com transmissão automática de variação contínua (CVT), na avaliação 10 Chances. Seu preço sugerido é de R$ 80 mil. Quais as chances para o novo Toyota merecer sua garagem em lugar dos muitos e fortes concorrentes? Veremos.

Estilo
Em termos de desenho, o Yaris está mais para Corolla que para Etios, apesar de ser derivado da plataforma deste último. O modelo escolhido para a produção brasileira é o tailandês, diferente do vendido na Europa. Ele tem linhas modernas e detalhes criativos, mas a traseira do sedã poderia ser mais inspirada. 0,5 ponto

 

 

Acabamento e conveniência
O aspecto do interior não impressiona, mas é correto, com boa montagem dos plásticos, bancos de couro e detalhes que valorizam o ambiente. Há um bom número de conveniências, como alarme volumétrico, apoio de braço central atrás, ar-condicionado automático, assistente de saída em rampa, aviso específico de qual porta está mal fechada, aviso para uso de cinto também para o passageiro da frente, câmera traseira de manobras, chave presencial para acesso à cabine e partida do motor, controlador de velocidade, controle elétrico de vidros com função um-toque para todos, espelho interno fotocrômico, faróis e limpador de para-brisa automáticos, para-sóis com espelhos iluminados, quatro alças de teto, rebatimento elétrico de retrovisores e teto solar com controle elétrico.

 

 

A central de áudio tem tela de 7 polegadas, fácil operação e integração a celular por Android Auto e Apple Car Play. Alguns itens ficaram de fora: abertura e fechamento de vidros a distância, luz de cortesia na parte traseira da cabine, para-brisa degradê e porta-luvas refrigerado, que o Etios tem. Além disso, só a porta do motorista tem botão para abrir pela chave presencial, poderia haver mais locais para objetos, o controle de vidros tem um método incoerente de bloqueio, é trabalhoso ajustar a luz dos instrumentos e a única tomada USB fica no porta-objetos central. 1 ponto

 

O Yaris mostra estilo atual e bem resolvido, embora falte inspiração à traseira; seção preta da frente é específica do sedã; rodas de alumínio de 15 pol

 

Posto do motorista
Quem dirige o Yaris encontra um banco bem desenhado, com apoio correto para coxas, lombar e laterais. O ponto fraco é o volante enviesado e com ajuste só em altura: como no Corolla de duas gerações atrás, ele fica mais longe do que alguns gostariam, o que prejudica o conforto. O quadro de instrumentos é tradicional, não o central digital do Etios, e inclui computador de bordo com três medições, uma delas zerada a cada partida. Os faróis têm duplo refletor, sendo elipsoidal no facho baixo, e até ajuste elétrico de altura do facho, tão raro no mercado atual. Há ainda unidades de neblina à frente e atrás e repetidores laterais das luzes de direção, mas faltam luzes diurnas. A visibilidade geral é adequada. 0,5 ponto

Espaço
A carroceria mais voltada ao estilo não favorece tanto o espaço do Yaris quanto o do Etios. Na frente ele é amplo, com alguma limitação em altura pelo teto solar. No banco traseiro há bastante espaço para pernas, bom em altura e limitado em largura, inadequada para três pessoas. O passageiro central fica mal acomodado, apesar do assoalho plano. 0,5 ponto

 

Bom acabamento e muitas conveniências no interior; volante prejudica posição de dirigir; espaço traseiro mediano; porta-malas entre os menores da classe

 

Porta-malas
Entre os sedãs, o Yaris não oferece um dos melhores porta-malas: 473 litros. É menor que os de rivais como Chevrolet Cobalt e Prisma, Fiat Cronos, Honda City e Volkswagen Virtus, todos com 500 litros ou mais. O banco traseiro é bipartido. Incomoda o estepe com roda 14, diferente das outras 15: é pouca economia para causar esse inconveniente. E o assoalho com um carpete fino e solto é inaceitável. 0,5 ponto

 

Uma boa qualidade é o acerto de suspensão: o Yaris absorve bem as irregularidades, é perfeito para lombadas, mantém o controle e faz curvas com competência

 

Desempenho
O motor de 1,5 litro com 16 válvulas e variação de seu tempo de abertura é o mesmo do Etios, revisto para ganhar 3 cv. Tanto em potência quanto em torque, ele fica abaixo dos principais concorrentes da faixa de preço, mas conta com a eficiência da transmissão CVT. Assim, seu desempenho geral é bom, como ao ir de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos. Ajudam na sensação de agilidade a caixa com conversor de torque e o acelerador abrupto, que responde forte a um leque toque no pedal. Os níveis de ruído e vibrações são regulares.

Diferente do Corolla, em aceleração a pleno a CVT mantém rotação constante ao redor de 5.600 rpm. Só em modo manual surge a emulação de sete marchas, que prejudica o 0-100 em cerca de 1 segundo. Nesse uso, mudanças manuais podem ser feitas pelos comandos no volante. As trocas continuam automáticas para cima, mas não ocorrem reduções pelo acelerador. Em manual a rotação mínima em rodovia é mais alta que em automático. 0,5 ponto

 

Computador com três medições, central de áudio compatível com celular, câmera de manobras, chave presencial, teto solar, ajuste elétrico de faróis, espelhos iluminados, sete bolsas infláveis

 

Consumo
O Etios tinha um motor econômico, mas penalizado na versão automática pela caixa de quatro marchas. O Yaris resolve a questão com sua CVT, que deixa o motor perto de 1.000 giros no uso urbano moderado e ajuda muito no consumo em cidade. Ele obteve 13 km/l de gasolina no trajeto rodoviário e 14,5 no urbano leve, ótimas marcas para sua categoria. Em rodovia, 120 km/h são mantidos com apenas 2.000 rpm, mas a rotação sobe bastante em aclives. 1 ponto

 

 

Comportamento dinâmico
Uma boa qualidade herdada do Etios é o acerto de suspensão. O Yaris absorve bem as irregularidades, é perfeito para transpor lombadas, mantém o controle dos movimentos e faz curvas com competência. Não confunda com esportividade, pois ele sai muito de frente e o controle eletrônico de estabilidade atua antes do esperado, mas o comportamento é adequado a sua proposta. A direção está bem acertada e os freios, dotados de assistente em emergência, dão conta do recado. 1 ponto

Segurança passiva
A versão XLS é muito bem-equipada em proteção, com bolsas infláveis frontais, laterais dianteiras, de cortina e de joelhos do motorista, encostos de cabeça e cintos de três pontos nos cinco lugares e fixação Isofix para cadeira infantil. 1 ponto

 

Desempenho do motor de 105/110 cv satisfaz, sem brilhar; caixa CVT favorece consumo em relação à do Etios e permite trocas manuais entre sete “marchas”

 

Custo-benefício
Ao preço de R$ 80 mil, a versão de topo do Yaris sedã vem bem equipada em conforto e muito recheada em segurança, embora tenha um motor modesto para essa faixa de valor. O concorrente mais direto, o Honda City (com motor de 1,5 litro e 115/116 cv), custa R$ 79.900 na versão EX, que não é de topo. Oferece maior porta-malas, mas traz bancos de tecido e três bolsas infláveis a menos, além de não ter controle de estabilidade, teto solar ou chave presencial. Mesmo o EXL, de R$ 85.400, fica devendo alguns itens ao Toyota.

Como fica o Yaris perante o Virtus Highline, que venceu recente comparativo de sedãs? Pelos mesmos R$ 80 mil, a Volkswagen oferece mais espaço atrás e no porta-malas e motor turbo de 1,0 litro com 116/128 cv, mas cobra à parte por itens como bancos que simulam couro, câmera traseira, faróis e limpador automáticos. Com eles e outros opcionais, chega a R$ 84.570, e também não tem teto solar. Diante desses oponentes, o novo Toyota nos convenceu em relação custo-benefício. 1 ponto

 

caixa-7-meio

 

 

Mais Avaliações

 

Preços e equipamentos

Yaris XLS – Alarme volumétrico, ar-condicionado automático, assistente de frenagem em emergênciaassistente de partida em rampa, banco traseiro bipartido, bancos de couro, bolsas infláveis laterais, de cortina e de joelhos para o motorista, câmera traseira de manobras, chave presencial para acesso e partida, cintos de três pontos e apoios de cabeça para todos os ocupantes, computador de bordo, controlador de velocidadecontrole eletrônico de estabilidade e tração, direção com assistência elétrica, faróis automáticos com regulagem elétrica de altura do facho, faróis e luz traseira de neblina, fixação Isofix para cadeira infantil, para-sóis com espelho iluminado, retrovisor interno fotocrômico, retrovisores externos com rebatimento elétrico, rodas de alumínio de 15 pol, sistema de áudio com tela de 7 pol e integração a celular, teto solar com controle elétrico, volante de couro.

• Preço sem opcionais: R$ 79.990

• Preço como avaliado: R$ 79.990

• Preço completo: R$ 81.240

• Garantia: três anos sem limite de quilometragem.

Preços sugeridos em set/18

 

Desempenho e consumo

Aceleração
0 a 100 km/h 11,5 s
0 a 120 km/h 16,2 s
0 a 400 m 18,2 s
Retomada*
60 a 100 km/h 7,1 s
60 a 120 km/h 11,6 s
80 a 120 km/h 8,6 s
Consumo
Trajeto leve em cidade 14,5 km/l
Trajeto exigente em cidade 7,5 km/l
Trajeto em rodovia 13,0 km/l
Testes com gasolina; *reduções automáticas; conheça nossos métodos de medição

 

Ficha técnica

Motor
Posição transversal
Cilindros 4 em linha
Comando de válvulas duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro 4, variação de tempo
Diâmetro e curso 72,5 x 90,6 mm
Cilindrada 1.496 cm³
Taxa de compressão 13,0:0
Alimentação injeção multiponto sequencial
Potência máxima (gas./álc.) 105/110 cv a 5.600 rpm
Torque máximo (gas./álc.) 14,3/14,9 m.kgf a 4.000 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas automática de variação contínua, emulação de 7 marchas
Tração dianteira
Freios
Dianteiros a disco ventilado
Traseiros a tambor
Antitravamento (ABS) sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira
Assistência elétrica
Suspensão
Dianteira independente, McPherson, mola helicoidal
Traseira eixo de torção, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 15 pol
Pneus 185/60 R 15
Dimensões
Comprimento 4,425 m
Largura 1,73 m
Altura 1,49 m
Entre-eixos 2,55 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 45 l
Compartimento de bagagem 473 l
Peso em ordem de marcha 1.150 kg
Desempenho e consumo
Velocidade máxima ND
Aceleração de 0 a 100 km/h ND
Consumo em cidade 13,0/9,0 km/l
Consumo em rodovia 14,5/10,6 km/l
Dados do fabricante; consumo conforme padrões do Inmetro; ND = não disponível