Honda HR-V Touring ficou muito bom… e muito caro

Motor turbo de 173 cv e mais equipamentos em um conjunto que já agradava — o problema é a etiqueta de preço

Texto e fotos: Fabrício Samahá

 

A esperada opção do motor turbo de 1,5 litro do Civic Touring é a maior novidade do Honda HR-V para 2020. Ele chega à versão Touring do utilitário esporte, que volta a ser oferecida depois de ausente do modelo 2019. Com preço sugerido de R$ 139.900, é o segundo mais caro SUV compacto nacional. Ele vale o quanto custa? Vamos responder com uma avaliação em 10 itens.

Estilo
O HR-V tem linhas modernas, apesar de estar no mercado há quatro anos, e que impressionam bem – mas alguns veem um exagero de vincos e arestas, típico da fase recente da Honda. O Touring tem poucas diferenças para outras versões: faróis de leds (incluindo os de neblina), logotipo Turbo na tampa traseira e duas saídas de escapamento. 0,5 ponto

 

Apenas os faróis de leds, o logotipo Turbo e as duas saídas de escapamento distinguem o Touring por fora; versão vem em pacote fechado por R$ 139.900

 

Acabamento e conveniência
O interior mostra bom aspecto e materiais de qualidade, incluindo o couro dos bancos, apesar de não ter plásticos macios ao toque. Gostamos do tom cinza claro usado em várias partes, restrito a carros de algumas cores externas (outras têm interior preto). Novos itens de conveniência da versão são chave presencial para acesso e partida, limpador de para-brisa automático, retrovisor interno fotocrômico, teto solar panorâmico (com controle elétrico do vidro, só na parte dianteira, e do forro, que veda bem os raios solares) e câmera Lane Watch no retrovisor direito, que mostra o tráfego daquele lado na tela da central de áudio.

 

 

Eles se somam a outros bons recursos como câmera traseira de manobras, controle elétrico de vidros com função um-toque e comando a distância para abrir e fechar, faixa degradê no para-brisa, faróis automáticos, freio de estacionamento com comando elétrico e retenção automática em paradas, rebatimento elétrico dos retrovisores externos e a versatilidade do banco traseiro, que admite objetos sob o assento e pode elevar-se até o encosto para transportar objetos altos.

 

Revestimentos em cinza claro dão ar mais leve ao interior, que ganhou equipamentos e continua espaçoso; capacidade de bagagem é um pouco menor no Touring

 

A central de áudio tem tela de 7 pol, navegador integrado, fácil operação e integração a celular por Android Auto e Apple Car Play. Pontos melhoráveis: tela de toque para comandar ar-condicionado não é prático, as conexões USB e 12-volts são de difícil acesso embaixo do console e faltam alarme volumétrico, indicador de qual porta está mal fechada, iluminação no porta-luvas e mais espaços para objetos. 1 ponto

 

Novos itens do Touring são chave presencial, limpador de para-brisa automático, teto solar panorâmico e câmera que mostra o tráfego do lado direito do carro

 

Posto do motorista
O HR-V oferece bancos dianteiros bem definidos e posição agradável para dirigir, com ajuste do volante em altura e distância. Bem simples, o quadro de instrumentos fica devendo repetidor digital do velocímetro, mais funções no computador de bordo e melhor operação dele – usa-se o botão de zerar o hodômetro. Ficaram ótimos os faróis de leds, que agora abrangem o facho alto (no Touring 2018 vinham só no baixo) e os de neblina. O carro tem ainda luzes diurnas de leds e repetidores de luzes de direção, mas não luz traseira de neblina. As largas colunas à frente e atrás, porém, prejudicam o campo visual. 0,5 ponto

 

O Touring ganhou câmera no retrovisor direito, teto solar, retrovisor fotocrômico e chave presencial; continua com freio de mão elétrico e boa central de áudio com navegador; instrumentos podem evoluir

 

Espaço interno
Em sua categoria, esse Honda está bem posicionado em espaço. Quatro adultos acomodam-se bem em altura e há ótimo vão para pernas no banco traseiro. Restritos, apenas a largura para três pessoas e o conforto do passageiro central. 1 ponto

 

 

Porta-malas
A capacidade de bagagem foi reduzida no Touring, de 431 para 393 litros, por alteração no assoalho para o escapamento mais volumoso (aliás, chamam atenção tanto o volume desse silenciador traseiro quanto o do central, bem destacado na parte inferior direita), mantendo-se o estepe temporário. O espaço ainda é bom para seu porte, e o compartimento, bem aproveitável e acessível. O banco traseiro tem divisão 60:40, incluindo o assento. 0,5 ponto

Próxima parte

 

Equipamentos e preços

HR-V Touring – Alarme antifurto, ar-condicionado automático, assistente de partida em rampa, bancos de couro, bolsas infláveis laterais dianteiras e de cortina, câmera no retrovisor direito, câmera traseira para manobras, central de áudio com tela de 7 pol e navegador, chave presencial para acesso e partida, computador de bordo, controlador de velocidade, controle elétrico de vidros com função um-toque para todos, abertura e fechamento a distância;  controle eletrônico de estabilidade e tração, faróis e limpador de para-brisa automáticos, faróis principais e de neblina de leds, fixação Isofix para cadeira infantil, freio de estacionamento com comando elétrico e retenção automática, iluminação nos espelhos dos para-sóis, retrovisores externos com rebatimento elétrico, retrovisor interno fotocrômico, rodas de alumínio de 17 pol, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, teto solar panorâmico, volante ajustável em altura e distância.

• Preço sem opcionais: R$ 139.900

• Preço como avaliado: R$ 139.900

• Preço completo: R$ 141.400

• Garantia: três anos sem limite de quilometragem.

Preços sugeridos em 20/8/19

Próxima parte