Nissan Versa: retocado, nacional e com motor 1,0-litro

Nissan Versa Unique

 

Agora feito em Resende, o sedã compacto ganha retoques no visual e passa a oferecer o motor de três cilindros usado pelo March

Texto: Fabrício Samahá e Edison Ragassi – Fotos: divulgação

 

Dez meses depois do hatchback March, o sedã Versa é o segundo modelo da Nissan produzido na fábrica de Resende, RJ, e que deixa de ser importado do México — o que libera espaço dentro da cota sem Imposto de Importação para mais unidades do Sentra, além de minimizar o impacto da desvalorização do real. A marca aproveitou para uma renovação visual e para acrescentar versões com motor de 1,0 litro, o novo três-cilindros que estreou em fevereiro no March.

Agora são cinco opções. A versão básica de 1,0 litro custa R$ 42 mil e vem de série com freios com sistema antitravamento (ABS), distribuição eletrônica da força de frenagem (EBD) e assistência adicional em emergência, rodas de 15 polegadas com pneus 185/65, ar-condicionado, direção com assistência elétrica, banco do motorista e volante com regulagem de altura, computador de bordo, conta-giros e alarme com controle remoto. O S, de R$ 45 mil, acrescenta rodas de alumínio e rádio/CD com MP3, entradas auxiliar e USB, interface Bluetooth para telefone celular e comandos no volante.

 

Nissan Versa S

 

Nissan Versa S
Nissan Versa S
 
A frente ganhou arestas para um ar mais atual, mas na traseira só
o para-choque mudou; harmonia de estilo ainda não é seu ponto alto

 

O motor de 1,6 litro agora parte do acabamento SV (R$ 46.490), que vem com os itens do S — mas sem as rodas de alumínio — e ainda abertura interna do porta-malas e iluminação no compartimento. O SL 1,6 (R$ 49.490) traz também revestimento de bancos superior, banco traseiro rebatível, vidros traseiros com acionamento elétrico, cinto de três pontos para o passageiro central e rodas de alumínio.

 

A reforma visual não foi extensa, mas apenas um refresco para um modelo lançado há quatro anos no exterior

 

Por fim, o inédito Versa Unique 1,6 (R$ 55 mil) adiciona ao conteúdo do SL ar-condicionado automático, bancos e volante revestidos em couro, rádio com tela de 5,8 pol (que serve também às imagens da câmera traseira de manobras e ao navegador) e função Nissan Connect, faróis de neblina, repetidores de luzes de direção nos retrovisores (deveriam estar em toda a linha), rodas de 16 pol com pneus 195/55, pontos de ancoragem pelos padrões Latch e Isofix para cadeiras infantis e detalhes de acabamento como o preto brilhante no painel. As versões anteriores, sempre 1,6, custavam R$ 43.290 (S), R$ 46.090 (SV) e R$ 48.890 (SL).

Acessórios oferecidos nas concessionárias são defletor para a tampa do porta-malas, sensores de estacionamento, automatizador de fechamento de vidros, frisos para portas, ponteiras de escapamento, alarme volumétrico (o original é perimétrico, ou seja, não detecta quebra de vidros), protetor de cárter, tapetes de borracha e carpete, rádios, central multimídia, faróis de neblina, tapete de porta-malas e protetor de para-choques.

 

Nissan Versa S

 

Nissan Versa S
Nissan Versa S
Nissan Versa S
 
O interior da versão S mostra novo desenho de painel central, volante e
instrumentos; porta-malas leva 460 litros; motor é inédito no sedã

 

A reforma visual do Versa não foi extensa, mas apenas um refresco para um modelo lançado há quatro anos no mercado mundial. Na frente foram refeitos grade, faróis e para-choque, adotando-se mais arestas e ângulos no lugar das curvas do anterior. Já a traseira ganhou apenas outro para-choque, com inserção central em preto. Como se espera, não foi o bastante para deixar o sedã bonito — a traseira que parece anormalmente alongada é seu ponto mais crítico.

 

 

Por dentro a Nissan redesenhou a parte central do painel, o quadro de instrumentos e o volante, que ganharam aspecto mais refinado. Os mostradores do Unique são diferenciados, com conta-giros maior. A função Connect de seu rádio, já conhecida do March SL, permite instalar um aplicativo em telefones com IOS ou Android para interagir com Facebook e Google, com conveniências como a fácil inserção de um endereço para navegação a partir de convite recebido pela rede social.

 

Nissan Versa Unique

 

Nissan Versa Unique
Nissan Versa Unique
 
Rodas de 16 pol valorizam o visual do Unique, nova versão de topo
com bancos de couro, navegador e ar-condicionado automático

 

Motor de 1,0 litro não decepciona

Lançado antes no March, o motor de 1,0 litro e três cilindros do Versa adota recursos como quatro válvulas por cilindro, variação do tempo de abertura das válvulas de admissão, comando acionado com corrente e velas com eletrodos de platina, trocadas a cada 100 mil quilômetros. A partida a frio com preaquecimento de álcool não requer tanque suplementar de gasolina, novidade estendida à versão de 1,6 litro. No restante, a Nissan recalibrou a assistência de direção para maior firmeza em alta velocidade e adotou rodas de 16 pol no Unique, ante o padrão anterior de 15 pol. Câmbio automático? Ainda não.

A Nissan apresentou o Versa renovado à imprensa em Mogi das Cruzes, próxima a São Paulo, e começamos nossa avaliação pelo S de 1,0 litro. Uma das qualidades do sedã continua o espaço interno, sobretudo para as pernas de quem viaja atrás, talvez o maior em sua categoria. O acabamento é simples em termos de materiais, mas bem feito. É fácil encontrar a posição correta para dirigir e os controles são simples de usar.

Próxima parte