Jeep Renegade 2019 muda pouco, mas está mais barato

Ganhou retoques visuais, rodas e central de áudio maiores e preço reduzido no Limited; motores são os mesmos

Texto: Wagner Gonzalez – Fotos: divulgação

 

Um dos modelos mais vendidos do segmento de entrada ao mundo dos utilitários esporte, o Jeep Renegade 2019 chega com pequenas alterações estéticas e de equipamentos, ao lado de uma boa notícia que não se lê todos os dias: redução de preço em duas das versões. A Sport, que passa a ser de entrada com a eliminação da Custom, custa agora R$ 78.490 com transmissão manual (redução de R$ 7 mil) ou R$ 84 mil com caixa automática de seis marchas (menos R$ 8 mil que antes). Por outro lado, a Limited e as versões 4×4 subiram entre R$ 1.500 e R$ 4 mil. Todas incluem as três primeiras revisões.

 

 

Mecanicamente o Renegade continua o mesmo: motor flexível de 1,75 litro ou turbodiesel de 2,0 litros, instalado nas versões com tração 4×4. Para identificar de bate-pronto os modelos 2019, preste atenção à parte dianteira. Os faróis agora usam leds (antes, lâmpadas de xenônio) nas versões Limited e Trailhawk e como opção na Longitude. Elas também adotam leds nas luzes diurnas (eram halógenas) e nos faróis de neblina. Em toda a linha, a grade mudou sutilmente e ficou com perfil pouco mais baixo que a seção dos faróis.

Nas versões flexíveis o para-choque dianteiro perdeu o defletor, popularmente chamado de “limpa-trilho”, o que traz mais tranquilidade para superar lombadas e rampas de garagem. O ângulo de ataque passou de 20° para 27° a 30°, dependendo da versão. A Jeep não informa, mas alguma perda em aerodinâmica é esperada. Talvez por isso a velocidade máxima do Limited tenha caído de 182 para 178 km/h (com álcool).

 

Mudanças foram sutis mesmo na frente e, atrás, limitam-se à maçaneta da tampa; interior do Trailhawk tem itens vermelhos; central ganhou tela de 8,4 pol

 

Se o modelo italiano ganhou mudanças no para-choque dianteiro de toda a linha e nas lanternas traseiras, aqui a Jeep manteve esses componentes. Assim, ao olhar o Renegade pela parte traseira, identifique o 2019 pela maçaneta no painel inferior da tampa do porta-malas. Uma vez acionada, encontra-se mais espaço: aumentou em 47 litros para 320 pelo uso de estepe temporário — medida tomada no começo do ano em versões flexíveis e agora estendida às 4×4, salvo a Trailhawk, que pela vocação fora de estrada continua com estepe integral. Pela lateral, a única novidade está em novos modelos de rodas de 17, 18 e — inéditas na categoria — 19 pol para o Limited. Não existem mais rodas de aço. Na Sport manual voltaram a ser usadas as de 16 pol, em vez das 17 adotadas no modelo 2018.

 

Ficaram do lado de lá do Oceano Atlântico, ao menos por enquanto, os motores turbo com injeção direta que a FCA desenvolveu a partir da linha Firefly

 

O interior do Renegade mudou tão pouco quanto a parte externa. O painel recebeu nova tela de toque de 8,4 polegadas para a central de áudio Uconnect, com integração a celular por Android Auto e Apple Car Play, aplicada da versão Longitude em diante (a Sport vem com tela de 5 pol, também por toques, mas sem tal conexão). Os botões de áudio e ventilação foram refeitos, lembrando os do Compass, e pode-se ajustar o ar-condicionado pela tela superior. Este foi aprimorado para reduzir em 20% o tempo de resfriamento da cabine em qualquer versão. A segunda entrada USB, que ficava no porta-objetos central, agora está voltada para os passageiros traseiros.

A Jeep adicionou equipamentos de série. A versão básica para pessoas com deficiência (PCD) ganhou rodas de alumínio de 16 pol. A Sport agora tem central de 5 pol com tela de toque e câmera traseira de manobras, mas só vem com rodas de 17 pol no caso de caixa automática e não mais oferece motor a diesel. A Longitude passa a ter a central de 8,4 pol e rodas de 18 pol; a Limited ganha faróis de leds, rodas 19 e mais cinco bolsas infláveis (laterais, de cortina e para os joelhos do motorista); e a Trailhawk vem com os mesmos faróis e novas rodas 17. Contudo, as opções de controlador de distância à frente, leitura de placas de velocidade e frenagem automática do modelo europeu não chegaram ao fabricado em Goiana, PE.

 

Renegade Limited ganhou rodas de 19 pol, inéditas na categoria; nele e no Trailhawk os faróis e luzes diurnas usam leds; comandos de ar-condicionado mudaram

 

Na parte técnica, apenas as rodas de 19 pol com pneus 235/45 do Limited representam novidade. Também ficaram do lado de lá do Oceano Atlântico, ao menos por enquanto, os motores turboalimentados e com injeção direta que a FCA desenvolveu a partir da linha Firefly brasileira. Lá estão disponíveis o de três cilindros e 1,0 litro, com 120 cv e torque de 19,3 m.kgf, e o de quatro cilindros e 1,35 litro com 150 ou 180 cv, sempre com 27,5 m.kgf.

Assim, a apresentação à imprensa em Salvador, BA, nada trouxe de novo em impressões ao dirigir. O Renegade Limited que o Best Cars dirigiu revelou bom acabamento e rodar confortável, não prejudicado pelo perfil mais baixo dos novos pneus. O desempenho continua discreto: o motor E-Torq precisa de alta rotação para lhe dar desenvoltura, pois o carro é bastante pesado — mais de 1,5 tonelada. Optar pela versão turbodiesel resolve a questão, pois o torque máximo chega a 35,7 m.kgf, e ainda acrescenta a tração integral e mais três marchas à transmissão automática.

Mais Avaliações

 

Versões, preços e equipamentos

 

Renegade Flex 4×2 (transmissão automática, exclusivo para pessoa com deficiência, PCD, R$ 70 mil) – Conteúdo não divulgado.

 

• Renegade Sport Flex 4×2 (transmissão manual, R$ 78.490; automática, R$ 84 mil) – Ajuste do volante em altura e distância, alarme, ar-condicionado, assistência elétrica de direção, assistente para saída em rampa, banco traseiro bipartido, bolsas infláveis frontais, cintos de três pontos e encostos de cabeça para os cinco ocupantes, câmera traseira de manobras, computador de bordo, controlador e limitador de velocidade, controle eletrônico de estabilidade, tração, para reboque e com função anticapotamento, controles elétricos de vidros com função um-toque, faróis e luz traseira de neblina, fixação Isofix para cadeira infantil, freio de estacionamento com acionamento elétrico, monitor de pressão dos pneus, rodas de alumínio de 16 pol, sensores de estacionamento traseiros, sistema de áudio com tela de toque de 5 pol.

Opcionais: bancos de couro, bolsas infláveis laterais, de cortina e de joelhos para motorista; central de áudio com tela de 6,2 pol, navegador e toca-DVDs; estribos, para-barros, rodas de 17 pol.

 

• Renegade Longitude Flex 4×2 (automático, R$ 97 mil) e Longitude Diesel 4×4 (automático, R$ 125.490) – Como no Sport, mais ar-condicionado automático de duas zonas, áudio com tela de 8,4 pol e integração a celular, bancos de couro, comandos no volante para mudanças de marcha, rodas de alumínio de 18 pol. No Diesel, controle de descida.

Opcionais: bolsas infláveis laterais, de cortina e de joelhos para o motorista; estribos, faróis de leds (também para neblina), para-barros.

• Renegade Limited Flex 4×2 (automático, R$ 103.490) – Como no Longitude, mais bolsas infláveis laterais, de cortina e de joelhos para o motorista; chave presencial para acesso e partida, faróis de leds, faróis e limpador de para-brisa automáticos, retrovisor interno fotocrômico, rodas de 19 pol.

Opcionais: estribos, para-barros, teto solar elétrico.

• Renegade Trailhawk Diesel 4×4 (automático, R$ 137 mil) – Como no Limited, mais ganchos na frente e atrás, placas inferiores de proteção, seletor de tipos de terreno, suspensão elevada. Tem rodas de 17 pol com pneus de uso misto (225/60).

Opcional: teto solar elétrico.

 

Ficha técnica

Limited flexível Trailhawk turbodiesel
Motor
Posição transversal transversal
Cilindros 4 em linha 4 em linha
Comando de válvulas no cabeçote duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro 4, variação de tempo 4
Diâmetro e curso 80,5 x 85,8 mm 83 x 90,4 mm
Cilindrada 1.747 cm³ 1.956 cm³
Taxa de compressão 12,5:1 16,5:1
Alimentação injeção multiponto sequencial injeção direta, turbocompressor, resfriador de ar
Potência máxima 135/139 cv a 5.750 rpm* 170 cv a 3.750 rpm
Torque máximo 18,7/19,3 m.kgf a 3.750 rpm* 35,7 m.kgf a 1.750 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas automática / 6 automático / 9
Tração dianteira integral
Freios
Dianteiros a disco ventilado a disco ventilado
Traseiros a disco a disco
Antitravamento (ABS) sim sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira pinhão e cremalheira
Assistência elétrica elétrica
Suspensão
Dianteira independente, McPherson, mola helicoidal
Traseira independente, McPherson, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 7,5 x 19 pol 7 x 17 pol
Pneus 235/45 R 19 215/60 R 17
Dimensões
Comprimento 4,232 m 4,232 m
Largura 1,798 m 1,798 m
Altura 1,705 m 1,725 m
Entre-eixos 2,57 m 2,57 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 60 l 60 l
Compartimento de bagagem 320 l 273 l
Peso em ordem de marcha 1.527 kg 1.674 kg
Desempenho e consumo
Velocidade máxima 176/178 km/h* 190 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/h 12,8/11,8 s* 9,9 s
Consumo em cidade 9,4/6,4 km/l* 9,6 km/l
Consumo em rodovia 11,0/8,0 km/l* 11,4 km/l
Dados do fabricante; consumo conforme padrões do Inmetro; *gasolina/álcool