Fiat Argo Drive é competitivo, menos pela caixa GSR

Concorrente de Onix e HB20 revela bom conjunto e motor 1,35 adequado; transmissão automatizada é ponto fraco

Texto e fotos: Fabrício Samahá

 

A Fiat tem, afinal, um forte competidor para o segmento superior de hatches compactos. Desde que o Punto envelheceu, a marca de Betim, MG, vinha-se apoiando no Palio de segunda geração, que ficou longe do sucesso do primeiro modelo, mantido como Fire até o ano passado. Esse quadro muda agora com o lançamento do Argo, que o Best Cars avaliou na versão Drive com motor de 1,35 litro (potência de 101 cv com gasolina e 109 com álcool) e transmissão automatizada GSR Comfort.

O preço sugerido de R$ 58.900 inclui bom nível de equipamentos, como ar-condicionado, assistente de saída em rampa, banco do motorista e volante com ajuste de altura, controlador de velocidade, controle eletrônico de estabilidade e tração, direção assistida elétrica, fixação Isofix para cadeira infantil, parada/partida automática do motor, retrovisores com luzes de direção, sistema de áudio com tela de 7 pol e volante com comandos de áudio e telefone. Opcionais são apenas câmera traseira de manobras associada a sensores de estacionamento, faróis de neblina e rodas de alumínio de 15 pol (de série são 14 de aço). Com eles o carro avaliado chegava a a R$ 62.200. Alarme, só como acessório de concessionária.

 

 

Como estão os concorrentes? Os mais diretos são o Chevrolet Onix LTZ (1,4 litro, 98/106 cv, R$ 61.950) e o Hyundai HB20 Comfort Plus (1,6 litro, 122/128 cv, R$ 57.380), ambos com caixa automática de seis marchas, mas sem controle de estabilidade. Entre as alternativas estão Citroën C3 Tendance (1,6, 115/118 cv, R$ 61.940), Ford Fiesta SE Plus (1,6, 125/128 cv, R$ 56 mil), Nissan March SL (1,6, 111 cv, R$ 61 mil), Peugeot 208 Allure (motor como no C3, R$ 66 mil), Renault Sandero Dynamique (1,6, 115/118 cv, R$ 60.400), Toyota Etios XLS (1,5 litro, 102/107 cv, R$ 61.390) e Volkswagen Fox Comfortline (1,6, 101/104 cv, R$ 60.490). C3 e 208 usam caixa automática de seis marchas; Etios, de quatro marchas; Fiesta, automatizada de dupla embreagem e seis marchas; Sandero e Fox, automatizada de cinco marchas; e March, automática de variação contínua (CVT).

 

O interior mostra acabamento correto e destaca a tela sensível ao toque de 7 pol do sistema de áudio, fácil de operar e compatível com Android Auto e Apple Car Play

 

O Argo tem desenho agradável, mesmo que pouco original — é comum as pessoas o associarem a outros modelos, como Onix e VW Gol, de acordo com o ângulo em que o veem. A frente repete o tema do Mobi, mas fica mais proporcional ao volume da carroceria, e as lanternas traseiras têm formato bem elaborado. Fica uma crítica às laterais com uma saliência de chapa na parte inferior: sem colocação de friso serão alvos fáceis de amassados, e não apenas danos à pintura, pelas portas abertas de carros estacionados ao lado. Muito bons os vãos entre painéis de carroceria.

O interior mostra acabamento correto, apesar dos plásticos rígidos (comuns na classe), e destaca no painel a tela sensível ao toque de 7 pol do sistema de áudio, simples de operar e compatível com Android Auto e Apple Car Play. Há comandos por voz de fácil uso para áudio e telefone. O motorista dispõe de boa posição e volante correto, mas o banco cansa rápido as costas por ser mole na região lombar, um mal frequente na Fiat, além de apoiar pouco as coxas. O revestimento usa tecido simples. Na versão o ajuste do volante limita-se à altura: seria bom haver também em distância.

 

Sem ser original, o desenho do Argo agrada e deve permanecer atual por bom tempo; rodas de alumínio são opcionais; saliência nas laterais faz esperar amassados

 

O quadro de instrumentos traz mostrador central multifunção que indica velocidade, carga da bateria, temperaturas dos óleos lubrificantes de motor e transmissão, horas de uso do motor, informações de áudio e computador de bordo. O espaço é amplo na frente, adequado para cabeças e pernas atrás e crítico em largura para três pessoas, além de o passageiro central ficar desconfortável. Adequada a capacidade de bagagem, 300 litros.

 

 

Bons detalhes são alerta específico de qual porta está mal fechada, apoio de braço dianteiro, aviso programável de excesso de velocidade, bons difusores de ar, câmera traseira de manobras com guias dinâmicas, cintos de três pontos e encostos de cabeça para cinco pessoas, comutador de faróis só de puxar, controle elétrico de vidros com função um-toque para todos, duas tomadas USB (uma acessível aos passageiros de trás), faróis adequados com duplo refletor, monitor de pressão dos pneus (indireto), mostrador de temperatura externa, para-brisa com faixa degradê, porta-óculos de teto e retrovisores amplos e convexos.

Pontos melhoráveis: não existe luz de cortesia para os passageiros de trás ou banco traseiro bipartido, a tomada de 12 volts fica distante do para-brisa, o ar-condicionado usa comando mecânico para a recirculação (nem no Palio 1996 era assim), o computador de bordo leva tempo excessivo para atualizar a velocidade média, o estepe é de 14 pol (demais pneus de 15 pol) e os comandos de áudio atrás do volante não são intuitivos para novatos em Fiat ou Chrysler. Como tem sido frequente, as colunas dianteiras largas e avançadas prejudicam a visibilidade em ângulo.

 

Interior tem bom aspecto, apesar do acabamento simples; mostrador digital do quadro é multifunção; tela de 7 pol para áudio com Android Auto e Car Play

Próxima parte

 

Desempenho e consumo

Aceleração
0 a 100 km/h 12,9 s
0 a 120 km/h 19,1 s
0 a 400 m 18,8 s
Retomada
60 a 100 km/h 9,6 s
60 a 120 km/h 16,0 s
80 a 120 km/h 12,4 s
Consumo
Trajeto leve em cidade 16,0 km/l
Trajeto exigente em cidade 8,6 km/l
Trajeto em rodovia 12,7 km/l
Autonomia
Trajeto leve em cidade 691 km
Trajeto exigente em cidade 372 km
Trajeto em rodovia 549 km
Testes com gasolina; retomadas com reduções automáticas; conheça nossos métodos de medição

 

Dados do fabricante

Velocidade máxima 180/184 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/h 11,8/10,8 s
Consumo em cidade 12,7/8,9 km/l
Consumo em rodovia 14,4/10,0 km/l
Gasolina/álcool; consumo conforme padrões do Inmetro
Próxima parte