SUVs: C4 Cactus enfrenta HR-V, Creta e Renegade

Honda, Hyundai e Jeep, três dos mais vendidos da categoria compacta, são desafiados pela novidade da Citroën

Texto e fotos: Fabrício Samahá

 

Chegar por último tem suas vantagens: dá tempo de aprender com os enganos dos concorrentes para então fazer melhor. Mas os adversários não estão parados e também evoluem para enfrentar os recém-chegados.

É assim com os utilitários esporte (SUVs) compactos, um segmento em constante expansão no mercado brasileiro. Apesar de estarem entre nós há menos de quatro anos, Honda HR-V e Jeep Renegade já se consideram veteranos diante do “calouro” Citroën C4 Cactus ou mesmo do Hyundai Creta, que tem dois anos por aqui. Por isso, os dois primeiros ganharam visual renovado e evoluções internas nos modelos 2019. Para verificar as chances do novato, o Best Cars colocou os quatro lado a lado em versões com preço sugerido na faixa de R$ 100 mil.

 

 

 

Citroën C4 Cactus Shine Pack Honda HR-V EXL Hyundai Creta Sport Jeep Renegade Longitude
4,17 m 4,29 m 4,27 m 4,23 m
1,6 litro, turbo 1,8 litro 2,0 litros 1,75 litro
166/173 cv 140/139 cv 156/166 cv 135/139 cv
R$ 99.990 R$ 108.500 R$ 98.990 R$ 103.480
Potência com gasolina/álcool; preços sugeridos para os carros avaliados, com possíveis opcionais

 

 

Como eles se comparam nos quatro “Ps” de nossos critérios de seleção? Têm a mesma proposta de uso: SUVs de pequeno porte com espaço e desempenho suficientes para aplicações variadas, do uso urbano a viagens familiares, além de incursões leves ao fora de estrada. O porte varia pouco: até 12 centímetros em comprimento e 4 cm em distância entre eixos, sendo o HR-V o maior em ambas as dimensões.

 

C4 Cactus
HR-V
Creta
Renegade

 

Em potência, dois deles sobressaem: o C4 Cactus, que produz 166 cv com gasolina e 173 com álcool no motor turbo de 1,6 litro, e o Creta, dono de 156/166 cv na unidade aspirada de 2,0 litros. Os outros ficam mais atrás: 140 e 139 cv no HR-V de 1,8 litro, 135 e 139 cv (na mesma ordem) no Renegade de 1,75 litro. As transmissões automáticas são de seis marchas em três deles — a exceção é o Honda, com caixa de variação contínua (CVT) apta a simular sete marchas.

As versões avaliadas estão próximas em preço. Na opção de topo Shine Pack THP, o Citroën custa R$ 100 mil, o mesmo que o Renegade Longitude. Este passa a R$ 103.480 com um pacote de bolsas infláveis. Para proximidade de valores buscamos na linha Creta a versão Sport, que sai por R$ 99 mil. Embora o valor do HR-V EX (R$ 98.700) ficasse mais perto da média dos demais, aceitamos a versão disponível na ocasião, a de topo EXL, por R$ 108.500.

Próxima parte