Desafio: Ecosport e HR-V fazem oposição a VW T-Cross

Motor turbo com injeção direta compensa pequena cilindrada no T-Cross: apesar de menos potente, oferece o maior torque e garantiu acelerações mais rápidas

 

Motor e desempenho
O T-Cross nasce apenas com motores turbo com injeção direta. As versões 200 TSI usam o de 1,0 litro e três cilindros, menos potente que os de Ecosport (1,5 litro, três cilindros) e HR-V (1,8 litro, quatro cilindros), mas dono no maior torque no grupo — veja dados na ficha técnica abaixo. Sua vivacidade agrada muito, sendo raro notar algum retardo de ação de turbo, e o nível de ruído é bastante baixo como no Ford — o do Honda se torna ruidoso e algo áspero em alta rotação. O motor Volkswagen produz a típica “oscilação” em altos giros, e o Ford, na faixa média ao acelerar forte.

 

 

O abandono do motor de 2,0 litros pelo Titanium fez cair bastante o desempenho, que ficou claramente para trás dos demais. O T-Cross vence em aceleração e o HR-V em retomada, mas bem próximos entre si. Ford e Volkswagen usam transmissão automática de seis marchas, e o Honda, uma de variação contínua (CVT) que simula sete marchas em operação manual. Todos têm programa esportivo (o Volkswagen oferece também o Eco, mais eficiente) e comandos de mudanças no volante. Nos dois primeiros a força de tração em marcha-lenta (o carro tenta andar enquanto freado) é exagerada, mas o T-Cross passa a ponto-morto nas paradas, o que atenua o incômodo.

 

Caixa automática de seis marchas no Ford e no VW e CVT com sete marchas virtuais no Honda; o T-Cross tem rodar mais confortável e os três são bastante estáveis

 

Consumo
A caixa CVT favorece a economia do HR-V, por boa margem o melhor nos dois trajetos urbanos, com os outros equilibrados. Em rodovia o T-Cross passou à frente e o Ecosport ficou bem para trás. Nas várias subidas do trajeto rodoviário apenas o Volkswagen manteve a rotação do motor estável, o que pode ter ajudado.

 

O abandono do motor de 2,0 litros pelo Titanium fez cair bastante o desempenho; o T-Cross vence em aceleração e o HR-V em retomada, bem próximos entre si

 

Comportamento dinâmico
A estabilidade dos três é muito boa. HR-V e Ecosport parecem bons hatches em traje de SUV, com respostas precisas e pouco movimento em curvas, enquanto o T-Cross é mais “solto” de amortecedores, mas sem grande perda. Em comum nos três, os pneus obtêm grande aderência e há controle eletrônico de estabilidade e tração. O Volkswagen sobressai pelo conforto de rodagem dos melhores da classe, com ótima absorção de asperezas e irregularidades de todo tipo — os rivais são mais firmes, embora não incomodem. Só em algumas lombadas o T-Cross desagrada, pois a frente comprime-se toda e chega aos batentes. No Ford nota-se que o conforto é o mesmo de antes, sem prejuízo pelo novo tipo de pneus. Todos têm direção com peso bem acertado e freios eficazes, com vantagem a Honda e Volkswagen pelos discos na traseira.

 

Vantagem do Ecosport em faróis perdeu-se na linha 2020; porta-malas do HR-V é o maior, embora T-Cross tenha ajuste do encosto traseiro; no Ford a porta abre para o lado

 

Segurança passiva
Os ocupantes estão bem protegidos em todos, com bolsas infláveis laterais dianteiras e de cortina, cintos de três pontos e encostos de cabeça para cinco pessoas e fixação Isofix para cadeira infantil. O Ecosport acrescenta a bolsa de joelhos do motorista.

 

 

Custo-benefício
Embora com menor preço básico, o T-Cross precisa de opcionais para se aproximar dos outros em conteúdo. O avaliado tinha dois pacotes e custava quase R$ 106 mil, mais caro que o Ecosport em R$ 5 mil, mas menos que o HR-V em R$ 6 mil. O Ford tem mais equipamentos, mas perde em espaço interno, estilo e desempenho. O Honda, que sobressai em porta-malas e economia, não justifica seu preço em relação ao conteúdo. Com bom equilíbrio geral, motor bem disposto, amplo espaço e o rodar mais confortável, o novo Volkswagen sai em vantagem nas notas e se destaca em relação custo-benefício.

Mais Avaliações

 

Nossas notas

Ecosport HR-V T-Cross
Estilo 3 4 4
Acabamento e conveniência 4 3 4
Posto do motorista 4 3 4
Espaço interno 3 4 4
Porta-malas 3 4 3
Motor e desempenho 3 4 4
Consumo 3 4 3
Comportamento dinâmico 4 4 5
Segurança passiva 5 5 5
Custo-benefício 3 3 4
Média 3,5 3,8 4,0
Posição 3°. 2°. 1º.
As notas vão de 1 a 5, sendo 5 a melhor; conheça nossa metodologia

 

Desempenho e consumo

Ecosport HR-V T-Cross
Aceleração
0 a 100 km/h 12,8 s 11,0 s 10,8 s
0 a 120 km/h 19,3 s 15,1 s 15,0 s
0 a 400 m 18,8 s 18,0 s 17,6 s
Retomada
60 a 100 km/h* 7,8 s 5,8 s 6,0 s
60 a 120 km/h* 14,7 s 9,6 s 10,3 s
80 a 120 km/h* 10,3 s 7,4 s 7,5 s
Consumo
Trajeto leve em cidade 12,9 km/l 14,2 km/l 12,7 km/l
Trajeto exigente em cidade 6,7 km/l 7,4 km/l 6,8 km/l
Trajeto em rodovia 11,3 km/l 12,5 km/l 12,8 km/l
Testes com gasolina; *com reduções automáticas; melhores resultados em negrito;  conheça nossos métodos de medição

 

Ficha técnica

Ecosport HR-V T-Cross
Motor
Posição transversal transversal transversal
Cilindros 3 em linha 4 em linha 3 em linha
Comando de válvulas duplo no cabeçote no cabeçote duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro 4, variação de tempo 4, variação de tempo e levantamento 4, variação de tempo
Diâmetro e curso 84 x 90 mm 81 x 87,3 mm 74,5 x 76,4 mm
Cilindrada 1.497 cm³ 1.799 cm³ 999 cm³
Taxa de compressão 12:1 11,9:1 10,5:1
Alimentação injeção multiponto sequencial injeção multiponto sequencial injeção direta, turbocompressor, resfriador de ar
Potência máxima (gas./álc.) 130/137 cv a 6.500 rpm 140 cv a 6.500 rpm/ 139 cv a 6.300 rpm 116 cv a 5.500 rpm/128 cv a 5.500 rpm
Torque máximo (gas./álc.) 15,6/16,2 m.kgf a 4.500 rpm 17,3 m.kgf a 4.800 rpm / 17,4 m.kgf a 5.000 rpm 20,4 m.kgf de 2.000 a 3.500 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas automática, 6 automática de variação contínua, simulação de 7 marchas automática, 6
Tração dianteira dianteira dianteira
Freios
Dianteiros a disco ventilado a disco ventilado a disco ventilado
Traseiros a tambor a disco a disco
Antitravamento (ABS) sim sim sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira pinhão e cremalheira pinhão e cremalheira
Assistência elétrica elétrica elétrica
Suspensão
Dianteira independente, McPherson, mola helicoidal independente, McPherson, mola helicoidal independente, McPherson, mola helicoidal
Traseira eixo de torção, mola helicoidal eixo de torção, mola helicoidal eixo de torção, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 17 pol 17 pol 6,5 x 17 pol
Pneus 205/50 R 17 215/55 R 17 205/55 R 17
Dimensões
Comprimento 4,10 m 4,294 m 4,199 m
Largura 1,765 m 1,772 m 1,76 m
Altura 1,693 m 1,586 m 1,57 m
Entre-eixos 2,519 m 2,61 m 2,651 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 52 l 51 l 52 l
Compart. bagagem 356 l 431 l 373 a 420 l, conforme posição do encosto
Peso em ordem de marcha 1.310 kg 1.276 kg 1.252 kg
Desempenho e consumo (gas./álc.)
Velocidade máxima ND ND 179/184 km/h
0 a 100 km/h ND ND 10,9/10,4 s
Consumo em cidade 10,3/7,1 km/l 11,0/7,7 km/l 11,0/7,6 km/l
Consumo em rodovia 12,6/8,6 km/l 12,3/8,5 km/l 13,5/9,5 km/l
Dados dos fabricantes; consumo conforme padrões do Inmetro; ND = não disponível