JAC T6, Peugeot 2008 e Duster: um preço, três tamanhos

JAC T6
JAC T6

 

JAC T6
JAC T6
JAC T6

 
T6 tem o maior espaço para bagagem pelos dados oficiais, sistema multimídia que pode espelhar celular, câmera traseira de manobras, faróis automáticos e porta-óculos

 

Há detalhes que merecem correção pelos fabricantes. No T6 falta mostrador de temperatura externa, o ventilador do ar-condicionado é ruidoso, a tela central fica escura ao acender faróis de dia (mesmo no nível superior de luminosidade) e o carro avaliado apresentou falhas no sensor de uso do cinto (a luz piscava ao passar por irregularidades do piso), no automatismo dos faróis (apagava-os no escuro) e no acionamento da câmera traseira. Seu acesso à cabine é algo incômodo, pela maior altura, e tende a sujar a barra da calça ao descer — seria evitado se as portas cobrissem a soleira, como em alguns carros da classe.

 

O JAC justifica suas maiores dimensões com amplo espaço interno; o Renault é mais estreito, mas o claro perdedor aqui é o Peugeot

 

No Duster ficam em má posição os comandos de ajuste elétrico dos retrovisores (abaixo do freio de estacionamento) e da recirculação de ar (voltado para baixo, quase invisível), o volante usa uma simulação de couro áspera e dura, o controlador de velocidade é lento demais em retomadas, o ar-condicionado é fraco nas duas primeiras velocidades e ruidoso nas outras, há pouco espaço para objetos e falta acabamento na região adiante do para-brisa, que expõe as dobradiças do capô.

O 2008 quis inovar na alavanca de freio de estacionamento e o resultado foi ruim: é muito pesada, incômoda mesmo de usar. Além disso, o fino forro de tecido do teto deixa passar muito calor do sol para um país tropical, a ponto de preferirmos abrir mão da área envidraçada se ela não fosse de série no THP, e o carro vem sem luz de cortesia para o banco traseiro (tem apenas na frente, imperdoável em um modelo familiar), luzes de leitura (há uma dianteira no Duster e duas no T6) e alça de teto para o passageiro da frente. E nenhum deles oferece retrovisor interno fotocrômico ou fechamento de vidros comandado a distância.

 

Peugeot 2008 Griffe THP
Peugeot 2008 Griffe THP

 

Peugeot 2008 Griffe THP
Peugeot 2008 Griffe THP
Peugeot 2008 Griffe THP

 
Apesar do menor volume para bagagem, o 2008 agrada pela tela fácil de usar, ar-condicionado de duas zonas, controlador e limitador de velocidade; alavanca de freio é dura demais

 

O JAC justifica suas maiores dimensões com amplo espaço interno, capaz de levar três adultos com largura adequada e ótima acomodação de pernas e cabeça no banco traseiro, embora o do centro tenha um encosto incômodo. O Renault é mais estreito, mas ainda leva bem esse número de ocupantes, com vantagem no encosto central. O claro perdedor aqui é o Peugeot, com largura muito inferior — apropriada só para dois atrás —, espaço regular para cabeças e pernas e assento traseiro muito curto. Nesse aspecto ele é um típico hatch pequeno, e não dos mais amplos.

 

 

Embora o importador informe a capacidade de bagagem de 610 litros para o T6, ela foi medida até o topo do banco traseiro sem encostos de cabeça, método não usual aqui. Na origem o fabricante anuncia 505 l, que consideramos para sua nota, embora abaixo da cobertura divisória pareça caber ainda menos. O Duster segue-o de perto (475), com o 2008 bem atrás (355 litros). Todos têm encosto traseiro bipartido 60:40, mas não o assento, o que deveria ser revisto.

As francesas usam cobertura divisória rígida (houve aprimoramento no Renault, que antes tinha uma macia e não enrolável), enquanto o chinês traz uma de enrolar; a do Peugeot também deveria subir quando a tampa é aberta. Quanto ao estepe, soluções distintas: temporário no T6 (mas com espaço sob o assoalho para um integral, usado na China, o que permite colocar ali o pneu trocado), “economia porca” no 2008 (pneu de 15 pol, diferente dos demais) e de tamanho integral no Duster (com roda de aço), que usa montagem externa sob a carroceria, criticada por muitos.

Próxima parte

 

Renault Duster Dynamique
Renault Duster Dynamique

 

Renault Duster Dynamique
Renault Duster Dynamique
Renault Duster Dynamique

 
Bom porta-malas no Duster, que tem estepe integral, tela com imagens da câmera (mas muito baixa), comando Eco, “nota” para o motorista e, como o 2008, controlador e limitador

 

Equipamentos de série e opcionais

T6

2008

Duster

Ajuste de altura dos bancos mot./pas. S/ND S/ND S/ND
Ajuste de apoio lombar mot./pas. ND ND ND
Ajuste do volante em altura/distância S/ND S/S S/ND
Ajuste elétrico dos bancos mot./pas. ND ND ND
Ajuste elétrico dos retrovisores S S S
Alarme antifurto/controle a distância ND S/S S/S
Aquecimento S S S
Ar-condicionado/controle automático/zonas S/ND S/S/2 S/ND
Bancos/volante revestidos em couro O/O S/S S/S
Bolsas infláveis frontais/laterais/cortinas S/ND/ND S/S/S S/S/ND
Câmbio automático/automatizado ND ND O/ND
Câmera traseira para manobras O ND O
Cintos de três pontos, todos os ocupantes S S ND
Computador de bordo S S S
Conta-giros S S S
Controlador/limitador de velocidade ND S/S O/O
Controle de tração/estabilidade ND S/S ND
Controle elétrico dos vidros diant./tras. S/S S/S S/S
Controles de áudio no volante O S S
Direção assistida S S S
Encosto de cabeça, todos os ocupantes S S S
Faróis com lâmpadas de xenônio ND ND ND
Faróis de neblina O S S
Faróis/limpador de para-brisa automático O/ND S/S ND
Freios antitravamento (ABS) S S S
Interface Bluetooth para telefone celular O S S
Limpador/lavador do vidro traseiro S/S S/S S/S
Luz traseira de neblina S S ND
Navegador por GPS ND S S
Rádio com toca-CDs/MP3 S/S ND/S ND/S
Repetidores laterais das luzes de direção S S S
Retrovisor interno fotocrômico ND ND ND
Rodas de alumínio O S S
Sensores de estacionamento diant./tras. ND/S S/S ND/S
Teto solar/comando elétrico ND ND ND
Travamento central das portas S S S
Convenções: S = de série; O = opcional; ND = não disponível; NA = não aplicável
Próxima parte