Clube dos 300: Audi TT, Camaro, Mustang e F-Type

Camaro e Mustang têm preços próximos e os menores do grupo, com vantagem para o Ford; o F-Type custa mais, sem alcançar o altíssimo valor do TT

 

Preços

TT Camaro Mustang F-Type
Sem opcionais R$ 424.990 R$ 315.000 R$ 299.900 R$ 353.250
Como avaliado R$ 424.990 R$ 315.000 R$ 299.900 R$ 353.250
Completo R$ 424.990 R$ 315.000 R$ 299.900 ND
Preços sugeridos em 25/10/18; ND = não disponível; menores preços em destaque; consulte os sites: TT, Camaro, Mustang, F-Type

 

Custo-benefício

O Mustang tem o menor preço do grupo: em valores redondos custa R$ 15 mil a menos que o Camaro, R$ 53 mil a menos que o F-Type e R$ 125 mil a menos que o TT. Apenas a marca inglesa oferece opcionais no Brasil, ao menos em tese: na prática, trabalha com um pacote fechado para as unidades de pronta entrega, assim como as outras fábricas (recebemos essa informação após publicarmos o teste, razão para a alteração de preços feita mais tarde). As opções ausentes do Jaguar avaliado incluem assistente para estacionar, bancos com aquecimento e memória, couro no teto, tampa traseira elétrica e volante aquecido.

 

 

Sendo o Ford mais barato, você esperaria menor conteúdo, certo? Errado: como vimos, ele sobressai em equipamentos. É o único a oferecer ajuste dos amortecedores e controlador de distância à frente. Tem ajuste de escapamento (o Chevrolet não), assistentes de faróis e de faixa (só o Jaguar o acompanha), bancos com ventilação e bolsas infláveis de joelhos (comuns ao Camaro), mas lhe falta o teto solar do arquirrival. Entre os europeus, o Jaguar é mais equipado que o Audi, apesar do preço mais alto deste. Assim, a relação entre conteúdo e preço é claramente favorável ao Mustang e crítica no TT, com os demais no meio-termo.

A comparação dos quatro em cada quesito, vista nas notas abaixo, aponta os diferentes perfis. O TT garantiu a vitória em desempenho, obteve bom consumo e mostrou interior bem-resolvido quanto a instrumentos, visibilidade e posição de dirigir. Seus pontos fracos são a suspensão mais desconfortável, o menor espaço entre os que têm banco traseiro e o altíssimo preço. Portanto, só se torna boa opção a quem aceita sacrifícios — ao bolso inclusive — em nome do melhor tempo de aceleração.

 

Mais equipamentos, desempenho entre os melhores e o menor preço fazem do Mustang a escolha mais recomendada; os europeus são bons, mas caros demais

 

Os arquirrivais Camaro e Mustang parecem-se em vários aspectos, como o desempenho muito bom (ao preço de maior consumo), o interior bem-equipado e — pelos padrões do grupo — mais espaçoso atrás e a melhor dotação de bolsas infláveis. Contudo, o Ford sobressai claramente em conforto pelo modo bem mais macio de suspensão, os freios e a direção mais leves, mais conveniências, porta-malas maior e visibilidade mais ampla. Se ambos oferecem os mesmos atributos de esportividade, o Ford é um carro muito mais agradável de conviver — e ainda custa menos.

 

É do Mustang o melhor equilíbrio entre conforto, desempenho e segurança e, não menos importante, pelo menor preço entre os quatro esportivos

 

Quanto ao F-Type, com perdão pela obviedade, é o Jaguar do comparativo: um carro luxuoso, que conquista os olhos e o tato pelo interior, oferece boas conveniências e comandos leves, além de consumir pouco. O fato de estar aqui na versão de entrada, de uma linha que termina no superveloz SVR de 575 cv, evidencia se tratar de um automóvel de segmento superior e justifica em parte o preço bem mais alto que nos norte-americanos. Contudo, ele tem desempenho modesto para o nível do comparativo e impõe concessões como o volumoso túnel central, a visibilidade restrita e os dois lugares — um limitado banco traseiro é, em alguns casos, melhor que nenhum.

Afinal, qual a compra mais recomendada pelo Best Cars? As notas não deixam dúvida: é do Mustang o melhor equilíbrio entre conforto, desempenho e segurança e, não menos importante, pelo menor preço. Embora custe pouco mais que ele, o Camaro fica em desvantagem em grande parte dos itens e por isso deveria ser mais barato. Entre os europeus, que têm a seu favor o prestígio das marcas, as notas vinham em empate até que chegassem ao custo-benefício: sendo o mais caro do grupo por larga margem, o TT ficou para trás e cedeu ao F-Type o segundo lugar.

 

 

Nossas notas

TT Camaro Mustang F-Type
Estilo 5 5 5 5
Acabamento 4 4 4 5
Posição de dirigir 5 4 5 4
Instrumentos 5 5 5 3
Itens de conveniência 4 4 5 5
Espaço interno 2 3 3 2
Porta-malas 3 2 4 4
Motor 5 4 5 5
Desempenho 5 4 4 3
Consumo 4 3 3 4
Transmissão 4 5 5 5
Freios 5 4 5 5
Direção 4 3 4 5
Suspensão 2 3 4 3
Estabilidade 5 5 5 5
Visibilidade 4 2 3 3
Segurança passiva 4 5 5 4
Custo-benefício 2 4 5 3
Média 4,00 3,83 4,39 4,06
Posição 3º. 4º. 1º. 2º.
As notas vão de 1 a 5, sendo 5 a melhor; conheça nossa metodologia

 

Teste do Leitor: opinião dos proprietários

TT Camaro Mustang F-Type
Envie sua opinião sobre o carro que possui