Ágil, VW Polo MSI 1,6 de R$55 mil aposta no equilíbrio

Versão intermediária do novo hatch anda bem com motor do Golf; acabamento poderia ser mais elaborado

Texto: Fabrício Samahá e Silas Alves – Avaliação: S. Alves – Fotos: divulgação

 

Depois de dirigirmos o novo Volkswagen Polo TSI com motor turbo de 1,0 litro (potência de 116 cv com gasolina e 128 com álcool), chegou a vez de conhecer a versão MSI de 1,6 litro (110/117 cv) no evento de lançamento à imprensa, em São Paulo, SP. Essa opção pode se tornar a mais vendida do modelo, pois reúne bom desempenho, conteúdo interessante e preço não muito alto.

Que preço? Começa em R$ 55 mil com bons equipamentos de série: ar-condicionado, bolsas infláveis laterais dianteiras com proteção também à cabeça, computador de bordo, controle elétrico de vidros com função um-toque nos dianteiros, controle eletrônico de tração, controle remoto de travas, direção com assistência elétrica, faróis de duplo refletor, fixação Isofix para cadeiras infantis, para-sóis iluminados, regulagem de altura para o banco do motorista, rodas de 15 pol (aço) e suporte para celular no painel.

Um pacote de opcionais traz assistente de saída em rampa, controle eletrônico de estabilidade, rodas de alumínio de 15 pol, sistema de áudio Composition Touch com tela de toque de 6,5 pol e volante com comandos. Os dois primeiros itens podem também vir em separado. Enquanto o TSI está vinculado à transmissão automática de seis marchas, o MSI vem apenas com a manual de cinco marchas — o que poderia ser revisto, pois hoje há muitos interessados naquela comodidade sem que demandem elevado desempenho.

 

Mostrado aqui com suspensão rebaixada e rodas ampliadas em computador, um mal comum nas fotos divulgadas pela VW, o Polo MSI tem linhas agradáveis

 

O que a concorrência oferece nessa faixa? Entre outras opções, o Chevrolet Onix LTZ 1,4 tem 98/106 cv por R$ 56.650; o Fiat Argo Drive 1,3 (101/109 cv) sai a R$ 53.900; o Ford Fiesta SE Style 1,6 (mais potente, 125/128 cv) custa R$ 55.320 e o Hyundai HB20 Comfort Plus 1,6 (122/128 cv), R$ 52.880, todos com caixa manual.

 

O motor revela muito boa distribuição de torque, com respostas ágeis desde baixa rotação: se no Golf havia sido criticado, no Polo manual ele está em casa

 

O motor desse Polo é conhecido na linha VW nacional, na qual já equipou Gol, Fox, Spacefox, Saveiro e Golf. O EA-211, lançado aqui em 2014, tem elementos atuais como duplo comando com quatro válvulas por cilindro, variação do tempo de abertura das válvulas de admissão, bloco de alumínio, preaquecimento de álcool para partida a frio, câmaras de combustão hemisféricas, coletor de escapamento incorporado ao cabeçote e duplo circuito de arrefecimento. Nesta aplicação ele produz potência de 110 cv e torque de 15,8 m.kgf com gasolina; com álcool, passa a 117 cv e 16,5 m.kgf (menos 3 cv e 0,3 m.kgf que nos demais modelos).

Embora o TSI seja o topo da linha Polo, o MSI consegue ser mais rápido que ele nos dados de fábrica, como ao acelerar de 0 a 100 km/h em 9,9 e 9,6 segundos ante 10,1 e 9,6 s do turbo (sempre na ordem gasolina/álcool). As razões são duas: caixa manual, mais eficiente em transmitir energia que a automática, e peso 64 kg menor no aspirado. Vale a ressalva de que esses dados são corrigidos para a pressão atmosférica ao nível do mar: no mundo real, em que a maioria dos carros roda a certa altitude, o MSI perderá potência e o TSI não, o que tende a dar vantagem ao turbo. O MSI também fica próximo ao TSI em consumo urbano e chega a superá-lo no rodoviário pelos padrões do Inmetro.

 

Painel da versão é analógico; sistemas de áudio Media Plus (esquerda) de série pode dar lugar ao Composition Touch com tela de 6,5 pol, Android Auto e Car Play

 

E como é dirigir esse Polo intermediário? As primeiras sensações são positivas: boa posição de dirigir, painel funcional (mesmo sem o atraente quadro digital oferecido na versão Highline TSI), espaço dos melhores do segmento. Ao sair, notam-se a direção com assistência elétrica bem confortável e o comando leve e preciso da transmissão. O motor revela muito boa distribuição de torque, com respostas ágeis desde baixa rotação, e tem funcionamento suave e relativamente silencioso. Se o Golf com caixa automática havia sido criticado com o MSI, no Polo manual ele está em casa, plenamente adequado.

 

 

O percurso de 200 quilômetros (dos quais 150 ao volante) indicou também um acerto correto de suspensão, com rodar confortável e comportamento “nas mãos” em curvas, e boa visibilidade geral. Em rodovia, 120 km/h em quinta marcha representam adequadas 3.300 rpm. O sistema de áudio opcional tem tela ampla, funções de fácil uso e compatibilidade com Android Auto e Apple Car Play. Críticas? O acabamento interno poderia ser mais refinado, o áudio com moldura preta brilhante parece uma aplicação pós-venda ao painel em cinza fosco (não é como na foto acima) e os difusores de ar centrais estão baixos demais.

Apesar de certa simplicidade e da falta de opção de caixa automática, o Polo 1,6 deixou boa impressão. Está acertado em termos mecânicos, oferece dotação de segurança das melhores da faixa de preço (além do ótimo resultado nos testes de colisão do Latin NCap) e não fica atrás dos melhores concorrentes em desempenho ou espaço. Será boa escolha para quem se interessar pela novidade, mas não puder ou quiser pagar o que custa uma versão TSI.

Mais Avaliações

 

Ficha técnica

Motor
Posição transversal
Cilindros 4 em linha
Comando de válvulas duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro 4, variação de tempo
Diâmetro e curso 76,5 x 86,9 mm
Cilindrada 1.598 cm³
Taxa de compressão 11,5:1
Alimentação injeção multiponto sequencial
Potência máxima (gas./álc.) 110/117 cv a 5.750 rpm
Torque máximo (gas./álc.) 15,8/16,5 m.kgf a 4.000 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas manual, 5
Tração dianteira
Freios
Dianteiros a disco ventilado
Traseiros a tambor
Antitravamento (ABS) sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira
Assistência elétrica
Suspensão
Dianteira independente, McPherson, mola helicoidal
Traseira eixo de torção, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 5,5 x 15 pol
Pneus 185/65 R 15
Dimensões
Comprimento 4,057 m
Largura 1,751 m
Altura 1,468 m
Entre-eixos 2,565 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 52 l
Compartimento de bagagem 300 l
Peso em ordem de marcha 1.083 kg
Desempenho (gas./álc.)
Velocidade máxima 189/193 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/h 9,9/9,6 s
Consumo em cidade 12,0/8,2 km/l
Consumo em rodovia 13,9/9,5 km/l
Dados do fabricante; consumo conforme padrões do Inmetro