10 Chances: Hyundai Creta 1,6 anda bem e gasta muito

Espaço e desempenho satisfazem no Pulse Plus de R$ 92 mil, que precisa moderar na sede de combustível

Texto e fotos: Fabrício Samahá

 

As versões menos potentes são, em geral, as mais vendidas de cada carro. Isso vale também para os utilitários esporte compactos, categoria na qual várias marcas oferecem motores de duas ou mais cilindradas. No caso do Hyundai Creta, a versão Prestige de 2,0 litros foi comparada ao Ford Ecosport em maio. Agora é a vez de colocarmos a Pulse Plus de 1,6 litro, também com transmissão automática, na seção 10 Chances. O preço sugerido do modelo 2019 começa em R$ 91.890. Quais as chances para esse SUV merecer sua garagem?

1. Estilo
O Creta tem um desenho simples, quase antiquado, com linhas retas e poucos adornos. Se há alguns anos era comum o exagero nos desenhos da Hyundai, nesse caso vale o contrário: faltou inspiração. 0,5 ponto

 

 

Estilo retilíneo do Creta mostra pouca inspiração, mas ele tem outras qualidades; versão Pulse Plus vem com rodas de 17 pol; faróis são de refletor único

 

2. Acabamento e conveniência
O interior dessa versão é mais simples, sem os bancos de couro e as partes em marrom da Prestige, mas o ambiente é agradável e os plásticos têm montagem cuidadosa. Para sua faixa de preço, os itens de conveniência foram bem escolhidos: ar-condicionado automático, câmera traseira de manobras com guias dinâmicas, controlador de velocidade, controle elétrico de vidros com função um-toque para todos e comando a distância para abrir e fechar, faróis automáticos, monitor de pressão dos pneus, para-sóis com espelhos iluminados e porta-óculos. O sistema de áudio tem tela de 7 pol, integração a celular por Android Auto e Apple Car Play, navegador e TV digital, adotada no modelo 2019, mas a qualidade de som é só razoável. Muito bom o espaço para objetos. Algumas faltas são alarme volumétrico, difusor de ar para o banco traseiro e faixa degradê no para-brisa. 1 ponto

 

 

3. Posto do motorista
É fácil acomodar-se bem ao dirigir o Creta: banco amplo e bem desenhado, volante com ajustes de altura e distância, pedais corretos. O quadro de instrumentos, simples e fácil de ler, inclui computador de bordo. A visibilidade é adequada, com colunas dianteiras não tão largas. Pena que os faróis sejam de refletor único e não tenham luzes diurnas. Ele tem faróis de neblina e repetidores laterais das luzes de direção. 0,5 ponto

 

Acabamento e instrumentos satisfazem; central de áudio inclui navegador, TV digital e imagens de câmera; ele tem luz nos para-sóis e monitor de pressão de pneus

 

4. Espaço
Na categoria dos SUVs compactos, o Creta está entre os mais espaçosos. É amplo na frente e para pernas e cabeças de quem viaja atrás, embora estreito para três adultos. O passageiro central sofre com o encosto. 1 ponto

 

Na categoria o Creta está entre os mais espaçosos; ele responde bem no trânsito e obtém um desempenho moderado, mas coerente com a proposta

 

5. Porta-malas
O compartimento de bagagem também está entre os melhores do segmento: 431 litros. O carro tem banco traseiro bipartido. Como o estepe é temporário, o assoalho pode ser recolocado mais acima para transportar embaixo o pneu que for trocado. 1 ponto

6. Desempenho
O motor de 1,6 litro é similar ao do HB20, mas com variação de tempo de abertura para todas as 16 válvulas e não apenas as de admissão. Isso lhe rende mais potência, sem ganho em torque. Ele responde bem no trânsito, não é ruidoso e acelerou de 0 a 100 km/h em 12,2 segundos com gasolina, um desempenho moderado, mas coerente com a proposta. Muito boa a caixa automática de seis marchas, de operação suave e com seleção manual pela alavanca. Seria preferível que reduzisse marchas em modo manual ao acelerar até o fim, pois o arranjo escolhido pode pegar o motorista de surpresa. 0,5 ponto

 

Posição de dirigir, espaço para passageiros e sua bagagem (431 litros) são bons atributos

 

7. Consumo
Aqui o Creta decepcionou. Talvez pela relação peso-torque pouco favorável, ele consumiu mais que concorrentes como Ford Ecosport 1,5, Nissan Kicks 1,6 e Renault Captur 1,6 e ficou próximo à versão de 2,0 litros, o que tira o sentido de optar pelo motor menos potente. Para sua proposta, as marcas são inaceitáveis. 0 ponto

 

 

8. Comportamento dinâmico
O acerto de suspensão do Hyundai não empolga, mas atende às necessidades. Ele faz curvas sem surpresas, tem controle eletrônico de estabilidade e traz certo conforto de rodagem, embora pudesse melhorar em absorção de irregularidades. A assistência elétrica da direção e os freios também cumprem bem seu papel. 0,5 ponto

9. Segurança passiva
As bolsas infláveis desse Creta são apenas as frontais obrigatórias, o que merece ser revisto pela fábrica. Pontos a favor são cintos de três pontos e encostos de cabeça para cinco pessoas e fixação Isofix de cadeira infantil. 0,5 ponto

 

Desempenho do motor de 1,6 litro é suficiente e seu nível de ruído não incomoda, mas consumo precisa melhorar; boa caixa automática de seis marchas

 

10. Custo-benefício
O Creta Pulse Plus custa R$ 91.890. Apesar do bom número de equipamentos de conforto, é caro pelo que oferece em termos de acabamento, desempenho, consumo e segurança passiva. O Kicks SV custa menos (R$ 87.490) e tem conteúdo parecido ao do Creta. Vem com chave presencial, mas sem controlador de velocidade. Apesar de menos potente (114 cv), tem desempenho similar, é bem mais econômico e parecido em espaço interno e de bagagem. Mesmo ao receber bancos de couro e bolsas infláveis laterais e de cortina, fica com preço bem próximo ao do Hyundai.

O Creta só parece barato ao ser comparado ao Honda HR-V: a versão mais próxima, a EX, custa mais (R$ 94.600) e tem equipamentos semelhantes, mas com um sistema de áudio bem simples. O motor de 140 cv o deixa mais rápido e econômico e em termos de espaço se equivalem. Assim, no conjunto, o Hyundai supera um adversário e fica atrás de outro, em uma relação custo-benefício regular. 0,5 ponto

 

caixa-6-pontos

 

Mais Avaliações

 

Preços e equipamentos

 Creta Pulse Plus – Alarme perimétrico, ar-condicionado automático, assistente de saída em rampa, banco do motorista com regulagem de altura, banco traseiro bipartido, câmera traseira de manobras, cintos de três pontos e encostos de cabeça para cinco pessoas, computador de bordo, controlador de velocidade, controle eletrônico de estabilidade e tração, faróis automáticos, faróis de neblina, fixação Isofix para cadeira infantil, monitor de pressão dos pneus, parada/partida automática do motor, para-sóis iluminados, rodas de alumínio de 17 pol, sensores de estacionamento traseiros, sistema de áudio com tela de 7 pol, integração a celular (Apple Car Play e Android Auto), TV digital e reprodução de vídeos, volante com regulagem de altura e distância.

• Preço sem opcionais: R$ 91.890 • Preço como avaliado: R$ 91.890 • Preço completo: R$ 92.990

• Garantia: 5 anos sem limite de quilometragem.

Preços sugeridos em jul/18

 

Desempenho e consumo

Aceleração
0 a 100 km/h 12,2 s
0 a 120 km/h 17,5 s
0 a 400 m 18,4 s
Retomada*
60 a 100 km/h 7,5 s
60 a 120 km/h 12,9 s
80 a 120 km/h 9,1 s
Consumo
Trajeto leve em cidade 11,1 km/l
Trajeto exigente em cidade 5,4 km/l
Trajeto em rodovia 10,4 km/l
Testes com gasolina; *reduções automáticas; conheça nossos métodos de medição

 

Ficha técnica

Motor
Posição transversal
Cilindros 4 em linha
Comando de válvulas duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro 4, variação de tempo
Diâmetro e curso 77 x 85,4 mm
Cilindrada 1.591 cm³
Taxa de compressão 11:1
Alimentação injeção multiponto sequencial
Potência máxima (gas./álc.) 123/130 cv a 6.000 rpm
Torque máximo (gas./álc.) 16,0/16,5 m.kgf a 4.500 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas automática, 6
Tração dianteira
Freios
Dianteiros a disco ventilado
Traseiros a tambor
Antitravamento (ABS) sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira
Assistência elétrica
Suspensão
Dianteira independente, McPherson, mola helicoidal
Traseira eixo de torção, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 6,5 x 17 pol
Pneus 215/60 R 17
Dimensões
Comprimento 4,27 m
Largura 1,78 m
Altura 1,635 m
Entre-eixos 2,59 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 55 l
Compartimento de bagagem 431 l
Peso em ordem de marcha 1.359 kg
Desempenho e consumo (gas./álc.)
Velocidade máxima ND/172 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/h ND/12,0 s
Consumo em cidade 10,1/7,1 km/l
Consumo em rodovia 11,3/8,2 km/l
Dados do fabricante; consumo conforme padrões do Inmetro; ND = não disponível