Honda Fit EX: 10 chances para o renovado modelo 2018

Com mais itens de segurança e conveniência, a versão intermediária do Fit tem 10 chances de merecer sua garagem

Texto e fotos: Fabrício Samahá

 

A terceira geração do Honda Fit passou pelas primeiras mudanças para 2018. Além da reforma visual, ele recebeu retoques internos e novos equipamentos de conveniência e segurança, como controle eletrônico de estabilidade e tração. O Best Cars colocou a versão EX, com transmissão automática de variação contínua (CVT), na seção 10 Chances. Quais as chances de o Fit conquistar sua garagem?

Estilo
O Fit nunca foi um dos carros mais belos, e não seria agora. Novos para-choques deixaram-no mais robusto, e não só na aparência: o de trás agora protege melhor a tampa, antes muito exposta. A grade mudou e a frente do EX ganhou luzes diurnas com leds. O conjunto não ofende, mas também não apaixona. 0,5 ponto

 

 

Acabamento e conveniência
No interior tudo é bem feito e sem requinte, caso do tecido simples dos bancos e dos plásticos rígidos. O EX tem um sistema de áudio espartano, sem tela de toque, mas traz boas conveniências: ar-condicionado automático, câmera traseira de manobras, controlador de velocidade, faixa degradê no para-brisa, volante de couro com comandos, preaquecimento de álcool para partida a frio e um porta-copos bem diante do difusor de ar esquerdo. Algumas faltas são função um-toque para os vidros traseiros e alarme volumétrico, e não gostamos de usar toques na tela para ajustar o ar-condicionado. Há espaço adequado para objetos. 0,5 ponto

 

 

Posto do motorista
Os bancos dianteiros do Fit estão entre os melhores entre os carros pequenos. A posição do motorista foi bem definida e o volante pode ser ajustado em altura e distância. Entre os instrumentos simples, incomoda selecionar o computador de bordo pelo botão do hodômetro. A visibilidade é boa: apesar de avançadas, as colunas dianteiras são duas de cada lado. Podem melhorar os faróis, que usam refletor único. 1 ponto

 

Para-choques estão mais robustos no visual e na proteção à tampa traseira; versão traz rodas de 16 pol, cujos pneus baixos prejudicam um pouco o conforto

 

Espaço
Para seu tamanho, o Fit surpreende em espaço interno. Quatro adultos viajam bem, com boas acomodações para pernas e cabeças atrás. Já a largura é limitada para três e o ocupante central fica desconfortável. O assento traseiro pode ser rebatido junto ao encosto para se levar uma carga mais alta no assoalho. 1 ponto

 

Há concorrentes com mais equipamentos e potência, como Polo e Fiesta, mas a favor do Fit estão o espaço interno e para bagagem e a imagem de confiabilidade

 

Porta-malas
A capacidade de bagagem, 363 litros, também está entre as melhores dos hatches pequenos. O estepe é do tipo temporário. 1 ponto

Desempenho
Nada mudou no motor do Fit, de 1,5 litro com até 116 cv. Ele responde bem e faz pouco ruído em baixas rotações, mas se torna ruidoso e áspero nas altas. Na pista o EX fez de 0 a 100 km/h em 11,1 segundos com gasolina. A transmissão CVT opera bem e agora admite seleção manual entre sete marchas emuladas, com comandos no volante. É boa medida, pois ao acelerar fundo em modo automático o ruído constante do motor está longe de agradar. 0,5 ponto

 

Interior do Fit não tem requinte, mas oferece boa posição ao motorista e espaço para passageiros e bagagem dos maiores para seu tamanho

 

Consumo
Economia é um ponto alto do pequeno Honda, que fez quase 15 km/l de gasolina no trajeto urbano leve e 15,5 no rodoviário. O tanque de 46 litros é que poderia ser maior. 1 ponto

 

 

Comportamento dinâmico
A adoção de controle de estabilidade é um benefício ao Fit. Seu comportamento é seguro, sem entusiasmar, e a suspensão oferece conforto adequado. Pequenas irregularidades incomodam um pouco, talvez pelos pneus de perfil baixo. A direção com assistência elétrica, bem acertada, é leve em manobras e os freios estão apropriados. 0,5 ponto

Segurança passiva
A versão EX agora tem bolsas infláveis laterais dianteiras, além das frontais. Continua com encostos de cabeça e cintos de três pontos para cinco pessoas e fixações Isofix de cadeira infantil. É um bom aparato para a categoria. 1 ponto

 

Instrumentos simples; tela de 5 pol com câmera traseira; modelo 2018 ganhou ar-condicionado automático, mudanças no volante e controle de estabilidade; motor tem 116 cv

 

Custo-benefício
A versão EX custa R$ 75.600 (até R$ 76.890 com pintura especial): nessa faixa há concorrentes com mais equipamentos e potência, como o novo Volkswagen Polo TSI e o Ford Fiesta Titanium Plus. Por outro lado, a favor do Honda estão o espaço interno e para bagagem e a boa imagem em confiabilidade e assistência técnica. Assim, apesar do preço elevado para seu conteúdo, o Fit pode ser uma opção a estudar. 0,5 ponto

Mais Avaliações

 

Desempenho e consumo

Aceleração
0 a 100 km/h 11,1 s
0 a 120 km/h 15,5 s
0 a 400 m 17,9 s
Retomada
60 a 100 km/h* 6,4 s
60 a 120 km/h* 10,7 s
80 a 120 km/h* 8,3 s
Consumo
Trajeto leve em cidade 14,8 km/l
Trajeto exigente em cidade 8,0 km/l
Trajeto em rodovia 15,5 km/l
Testes com gasolina; *com reduções automáticas; conheça nossos métodos de medição

 

Ficha técnica

Motor
Posição transversal
Cilindros 4 em linha
Comando de válvulas no cabeçote
Válvulas por cilindro 4, variação de tempo e levantamento
Diâmetro e curso 73 x 89,4 mm
Cilindrada 1.497 cm³
Taxa de compressão 11,4:1
Alimentação injeção multiponto sequencial
Potência máxima (gas./álc.) 115/116 cv a 6.000 rpm
Torque máximo (gas./álc.) 15,2/15,3 m.kgf a 4.800 rpm
Transmissão
Tipo de caixa automática de variação contínua, emulação de 7 marchas
Tração dianteira
Freios
Dianteiros a disco ventilado
Traseiros a tambor
Antitravamento (ABS) sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira
Assistência elétrica
Suspensão
Dianteira independente, McPherson, mola helicoidal
Traseira eixo de torção, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 6 x 16 pol
Pneus 185/55 R 16
Dimensões
Comprimento 3,998 m
Largura 1,695 m
Altura 1,535 m
Entre-eixos 2,53 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 46 l
Compartimento de bagagem 363 l
Peso em ordem de marcha 1.099 kg
Desempenho e consumo (gas./álc.)
Velocidade máxima ND
Aceleração de 0 a 100 km/h ND
Consumo em cidade 12,3/8,3 km/l
Consumo em rodovia 14,1/9,9 km/l
Dados do fabricante; consumo conforme padrões do Inmetro; ND = não disponível