Lifan X80, boa aposta dos chineses entre SUVs para sete

Utilitário esporte bem-equipado, por R$ 130 mil, revela qualidades que podem elevar imagem da marca

Texto: Wagner Gonzalez e Fabrício Samahá – Fotos: divulgação

 

O automóvel é grande, quase tão grande quanto a vontade da Lifan em mudar sua imagem no mercado. A intenção é reposicionar-se como opção de luxo para quem está sentindo os efeitos da crise, mas não quer deixar de lado o conforto, e para quem tem um utilitário esporte de cinco lugares e deseja um carro maior. Nesse cenário o novo Lifan X80 cumpre bem seu papel: por R$ 129.777 ele entrega um motor turbo de 2,0 litros, transmissão automática de seis marchas e uma extensa lista de itens de segurança, conforto e conveniência, só encontrada em carros de faixa de preço superior.

Fabricado na China e montado no Uruguai, a chegada do X80 ao Brasil representa a estreia internacional desse SUV, quase dois anos após sua apresentação no Salão do Automóvel de São Paulo de 2016. De acordo com os executivos da empresa, as ações de pré-venda deixaram a Lifan confiante em cumprir a cota de vendas de 120 unidades mensais na versão única VIP — nome apropriado para o acabamento cuidado do interior. Hoje a marca conta com 45 concessionárias.

 

Estilo do X80 causa boa impressão; há leds diurnos e rodas de 19 pol; capacidade de bagagem varia de 200 litros (com sete lugares) a 2.500 com duas pessoas

 

Pelas dimensões, a proposta e os sete lugares, o X80 concorrerá com SUVs mais caros como  Mitsubishi Outlander Comfort (motor de 2,0 litros, 160 cv, R$ 152 mil), Peugeot 5008 Griffe (1,6 litro, turbo, 165 cv, R$ 157.490) e Volkswagen Tiguan Allspace Comfortline  (1,4 litro, turbo, 150 cv, R$ 150 mil). Com cinco lugares há opções com porte semelhante e mais potência, como o Chevrolet Equinox LT (2,0 litros, turbo, 262 cv, R$ 134.740). Todos têm tração apenas dianteira.

 

 

Externamente o X80 se destaca pela linha de cintura alta e as rodas de 19 pol. A frente usa leds como luzes diurnas e, atrás, duas saídas de escapamento dão um toque de esportividade. O interior mostra acabamento compatível com o segmento, embora os bancos sejam revestidos em material sintético e não couro natural. Um toque requintado vem dos detalhes que imitam cerejeira no painel, no console central e na alavanca da transmissão.

O X80 não economiza em conveniências, como quadro de instrumentos digital com três configurações, freio de estacionamento elétrico, painel no console central para ajuste da temperatura e da intensidade do ar-condicionado (com saídas no teto) para os passageiros da segunda e terceira fileiras, ajuste longitudinal do banco da segunda fila e retrovisores com luz de cortesia sobre o solo. O sistema de áudio usa tela de 8 pol e prevê integração a celular por Apple Car Play e Mirror Link. A capacidade de bagagem varia entre 200 litros com sete lugares, 900 litros com cinco (até o teto; não compare com medições no padrão usual até o topo do banco) e 2.500 litros com apenas duas pessoas.

 

Interior agrada em aspecto e acabamento; quadro tem instrumentos digitais configuráveis; são três filas de bancos com ajuste elétrico para os dianteiros

 

Com uma plataforma exclusiva, o X80 chega ao Brasil com motor 2,0-litros com turbocompressor, injeção direta e variação de abertura das válvulas de admissão e escapamento. Se a potência de 184 cv poderia ser maior, o torque de 28,5 m.kgf constante na faixa entre 1.600 e 3.600 rpm mostra-se útil no para-anda das grandes cidades. Na China existe a opção de um 2,4-litros aspirado, usado também pelo sedã 820. A transmissão automática DSI australiana tem seis marchas e as suspensões seguem conceitos habituais na categoria: dianteira McPherson, traseira independente multibraço.

 

O torque em baixa rotação ajuda a mover com facilidade o SUV de 1,9 tonelada, a caixa funciona com suavidade e a 120 km/h o motor funciona com ruído moderado

 

Ao volante do X80

As dimensões e o conforto são generosos, mas como anda o SUV? Apesar do peso alto — quase 1,9 tonelada —, o modelo tem um desempenho compatível com a proposta de transportar sete pessoas em um ambiente generoso em conforto. O fabricante não divulga dados de aceleração. No trajeto entre Campos do Jordão e São Paulo, SP, foi possível descobrir suas qualidades.

Acostumar-se às dimensões do X80 demanda alguns quarteirões, operação facilitada pela boa visibilidade à frente e os retrovisores externos de dimensões generosas. No posto de comando é relativamente fácil encontrar a melhor posição de dirigir, cortesia dos ajustes elétricos do banco (que incluem o apoio lombar) e do volante com regulagens de altura e distância. De maneira geral os comandos estão bem posicionados, mas o reflexo no painel de instrumentos merece atenção do fabricante. Outro ponto é o acabamento inferior do painel: com o banco posicionado mais à frente, é preciso atenção para o embarque.

 

Rodar confortável e baixo nível de ruído são qualidades do X80, que tem caixa automática de seis marchas; desempenho do motor de 184 cv é satisfatório

 

O torque máximo disponível em baixa rotação ajuda a mover com facilidade o grande SUV. A caixa funciona com suavidade e admite mudanças manuais pela alavanca; a 120 km/h em sexta marcha o motor funciona a 2.100 rpm com ruído moderado. Nas frenagens, os freios a disco nas quatro rodas funcionam bem. Causou estranheza a altura livre do solo informada (apenas 130 mm), típica de automóvel e não SUV, mas não se nota interferência no uso urbano.

 

 

Diante da imagem que os carros chineses ainda têm no Brasil, o novo Lifan impressiona bem. É correto por fora e por dentro, aparenta boa qualidade de construção, tem desempenho satisfatório e, pelo que custa, a dotação de equipamentos está muito boa. Ele não ficará sozinho entre os SUVs de sua categoria e origem: no segundo semestre a JAC traz o T80, com receita semelhante, o que deve render uma boa competição.

Mais Avaliações

 

Preço e equipamentos

Sistema de áudio com tela de 8 pol e assistente de descida (HDC)

 

X80 Vip (R$ 129.777) – Ajuste de altura dos faróis, ar-condicionado automático com controles traseiros de temperatura e intensidade, assistente de descida, assistente de saída em rampa, bancos dianteiros com ajustes elétricos, bolsas infláveis laterais e de cortina, câmera traseira de manobras, chave presencial para acesso e partida, cintos de três pontos para sete ocupantes, controlador de velocidade, controle eletrônico de estabilidade e tração, faróis automáticos, faróis e luz traseira de neblina, freio de estacionamento elétrico, freios com assistência em emergência, quadro de instrumentos digital, retrovisor interno fotocrômico, retrovisores externos com aquecimento e rebatimento elétrico, rodas de alumínio de 19 pol, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, sistema de áudio com tela de 8 pol e integração a celular, teto solar elétrico, volante de couro com ajuste de altura e distância.

Garantia – Três anos sem limite de quilometragem.

 

Ficha técnica

Motor
Posição transversal
Cilindros 4 em linha
Comando de válvulas duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro 4, variação de tempo
Diâmetro e curso ND
Cilindrada 1.984 cm³
Taxa de compressão 9,6:1
Alimentação injeção direta, turbocompressor, resfriador de ar
Potência máxima 184 cv a 5.000 rpm
Torque máximo (gas./álc.) 28,5 m.kgf de 1.600 a 3.600 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas automática, 6
Tração dianteira
Freios
Dianteiros a disco ventilado
Traseiros a disco
Antitravamento (ABS) sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira
Assistência elétrica
Suspensão
Dianteira independente, McPherson, mola helicoidal
Traseira independente, multibraço, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 19 pol
Pneus 245/55 R 19
Dimensões
Comprimento 4,82 m
Largura 1,934 m
Altura 1,76 m
Entre-eixos 2,79 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 72 l
Compartimento de bagagem 200 l (com 7 lugares)
Peso em ordem de marcha 1.885 kg
Desempenho e consumo
Velocidade máxima mais de 200 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/h ND
Consumo em cidade 8,4 km/l
Consumo em rodovia 12,3 km/l
Dados do fabricante; ND = não disponível