Ford Focus vs. Peugeot 308: médios bons para acelerar

Por que brigar com o acelerador de um utilitário esporte, se há hatches potentes e bem-equipados pelo mesmo preço?

Texto e fotos: Fabrício Samahá

 

Os hatchbacks médios, é preciso admitir, andam em baixa no mercado brasileiro. Se os sedãs preservam seu espaço entre compradores mais interessados em espaço, conforto e sobriedade, os modelos de cinco portas e tamanho intermediário já não encontram tantos adeptos — grande parte de seu público, aparentemente, migrou para os utilitários esporte compactos.

Os números não mentem: nos sete primeiros meses do ano, os hatches médios mais vendidos (Volkswagen Golf e Ford Focus) tiveram cerca de 4 mil unidades licenciadas cada um, enquanto Honda HR-V e Jeep Renegade têm disputado a liderança de sua classe com mais de 30 mil exemplares no mesmo período. No entanto, uma parcela de compradores não abre mão das vantagens de um hatch sobre um utilitário esporte, em particular a esportividade do comportamento dinâmico. Foi para esses que comparamos o citado Focus ao Peugeot 308, ambos reestilizados e com outras evoluções na linha 2016.

 

 

Ford Focus SE Plus Peugeot 308 THP
4,36 m 4,29 m
2,0 litros 1,6 litro, turbo
175/178 cv 166/173 cv
R$ 86.890 R$ 86.490
Preços públicos sugeridos para os carros avaliados, com possíveis opcionais

 

O Golf, que teria presença natural no confronto, ficou de fora por um fator: preço. Considerando-se que o 308 tem seu topo na versão Griffe THP com motor turbo de 1,6 litro (potência de 166 cv com gasolina e 173 com álcool) e transmissão automática, que custa R$ 86,5 mil, o Focus foi escolhido na opção SE Plus de 2,0 litros e 175/178 cv com caixa automatizada de dupla embreagem, que sai por R$ 86,9 mil (a Titanium de mesmo motor vai a R$ 95,3 mil). Para ter o VW em faixa semelhante seria preciso optar pela versão Comfortline de 1,6 litro e 110/120 cv (que parte de R$ 83,5 mil), muito inferior aos concorrentes em potência. O Golf mais coerente em termos de motor, o Highline turbo de 1,4 litro e 150 cv, começa em R$ 101 mil, sempre com caixa automática.

 

 

Focus e 308, por outro lado, competem diretamente em nossos quatro “Ps”. Têm a mesma proposta de uso: hatches médios de muito bom desempenho, recheados de equipamentos e bastante aptos ao uso urbano e em viagens. Estão no mesmo segmento em porte, com mais 7 cm em comprimento e 4 cm na distância entre eixos para o Focus. Em potência, como vimos, a vantagem do Ford é de 9 cv com gasolina e apenas 5 cv com álcool, ambos com injeção direta em motores flexíveis, só o Peugeot dotado de turbocompressor. E os preços, vistos acima, são bastante próximos.

Nenhum deles oferece opcionais: quem quiser algo mais no Focus tem à disposição as versões Titanium e Titanium Plus (há ainda a SE de 1,6 litro), enquanto o 308 tem apenas alternativas mais acessíveis com motores aspirados de 1,6 e 2,0 litros.

Próxima parte