DS5, Fusion, Azera, 508 e Passat: passar ou não de 120

 

Vale a pena superar os R$ 120 mil? Citroën, Ford, Hyundai,
Peugeot e Volkswagen opõem argumentos pelo sim e pelo não

Texto e fotos: Fabrício Samahá

 

Sonhos de muitos, realidade de poucos, eles são um dos tipos de carros preferidos pelas frotas corporativas. Oferecem conforto, desempenho, segurança e elegância compatíveis com os requisitos de qualquer situação, sem custar tanto quanto os modelos europeus de marcas de prestígio com porte e conteúdo semelhantes. São cinco modelos executivos com potência acima de 160 cv e preços que começam ao redor de R$ 120 mil: Citroen DS5, Ford Fusion Titanium AWD, Hyundai Azera GLS V6, Peugeot 508 e Volkswagen Passat TSI.

É uma categoria diversificada, seja em termos de carroceria (o DS5 é um hatchback; os demais têm três volumes), seja quanto às opções mecânicas. O motor de 3,0 litros do Azera é o único a seguir a tradicional escola de seis cilindros, aspiração natural e injeção indireta de combustível; os outros adotam turbocompressor e injeção direta em unidades de quatro cilindros, que podem ser de 1,6 litro (DS5 e 508) ou 2,0 litros (Fusion e Passat). Há ainda um caso de tração integral (o Ford), em oposição ao restante de tração apenas dianteira, e outro de caixa de câmbio automatizada de dupla embreagem (o VW) ante as outras automáticas tradicionais, mas todas com seis marchas.

 

 

Cinco marcas com modelos comparáveis em proposta de uso, porte, potência e preço: qual deles oferece os maiores atributos pelo que você paga?

 

Citroën DS5

4,53 m 165 cv R$ 134.210

Ford Fusion Titanium AWD

4,87 m 240 cv R$ 117.900

Hyundai Azera GLS V6

4,91 m 270 cv R$ 124.000

Peugeot 508

4,79 m 165 cv R$ 112.490

Volkswagen Passat TSI

4,77 m 211 cv R$ 149.886
Preços públicos sugeridos, em reais, para os carros avaliados, com possíveis opcionais

 

 

À parte esses contrastes, os cinco podem ser considerados compatíveis nos quatro “Ps” que definem nossas comparações. A proposta de uso é a mesma para todos, pois são automóveis grandes de quatro portas que se prestam tão bem ao transporte executivo quanto ao familiar. Em porte, apenas o DS5 fica algo fora da faixa (é pelo menos 24 centímetros mais curto que qualquer outro) por ter a traseira menor inerente a um hatchback. O Azera é o maior em comprimento e o Fusion na distância entre eixos; o Passat, em parte pelo projeto mais antigo, adota o menor entre-eixos.

Hyundai (270 cv) e Ford (240 cv) destacam-se em potência diante de VW (211 cv) e da dupla Citroën/Peugeot, que compartilha o motor de 165 cv. E quanto ao preço? Na composição em que foram avaliados, o Peugeot é o mais barato, por R$ 112,5 mil, seguido pelo Ford (R$ 117,9 mil), o Hyundai (R$ 124 mil), o Citroën (R$ 134,2 mil) e o VW (R$ 149,9 mil), que contava com vários e caros opcionais. O expressivo desnível de R$ 37,4 mil do menor ao maior preço pode ser bastante reduzido pela opção por um Passat menos equipado.

Qual é o melhor? Que modelo oferece mais pelo que custa? Afinal, vale a pena ultrapassar os 120 (não os quilômetros por hora, mas os milhares de reais)? Nas próximas páginas, as respostas.

 

Próxima parte