Best Cars Web Site
Curiosidades

Fulano de tal, vulgo...

Carros que conhecemos bem recebem outros nomes,
às vezes curiosos, em mercados estrangeiros

Texto: Fabrício Samahá - Fotos: divulgação

O que é que o Corsa, o Barina, o Vita, o Sail e o Monza têm em comum? E entre o Clio e o Platina, que semelhança existe? Ou entre a Zafira e a Traviq, ou o Gol e o Pointer?

Trata-se, em cada caso, de diferentes nomes para um mesmo modelo, vendido em diversos países e, não raro, por diferentes marcas. Nosso conhecido Chevrolet Corsa, por exemplo, chama-se Opel Corsa na Europa (exceto na Inglaterra, onde é Vauxhall Corsa) e na África do Sul, Chevrolet Barina na Arábia Saudita, Holden Barina na Austrália, Opel Vita no Japão, Buick Sail na China (ainda na geração anterior) e Chevrolet Chevy (hatchback e picape) ou Monza (Sedan, todos do modelo antigo) no México.

Parece o Corsa brasileiro, mas o site é da Chevrolet na Arábia Saudita, onde o carro se chama Barina. Na foto superior, a Zafira vendida como Subaru Traviq no Japão

O Nissan Platina, também vendido no mercado mexicano, nada mais é que um Renault Clio Sedan. No mesmo país existe o VW Pointer, nosso conhecidíssimo Gol. E a Zafira, que é Chevrolet apenas na América Latina (na Europa é um produto Opel ou Vauxhall, e na Austrália, Holden, mas mantendo o nome), assume a denominação de Subaru Traviq na versão comercializada pela marca japonesa naquele mercado. Mas nenhum deles alcança o Chevette, cuja família teve mais de 20 denominações pelo mundo.

Por que tantos nomes para o mesmo veículo? As razões são várias.

A mais comum é que a corporação tenha-se instalado em determinado país ou região com uma de suas marcas, que acaba permanecendo e denominando modelos que, em sua origem, vêm de outras divisões da empresa. É o caso da General Motors no Brasil, onde iniciou em 1925 uma operação de montagem e acabou mantendo a marca Chevrolet ao passar de montadora a fabricante de automóveis, em 1968 (antes fazia utilitários e caminhões). Curiosamente, quase todos os seus carros vieram da Opel, a subsidiária alemã da GM.

Este Chevrolet Monza é outro: o Corsa Sedan antigo no México. Embaixo o Opel Vita, nome japonês para o novo Corsa, e ao lado a linha Pointer (ou Gol) da VW mexicana

A mesma GM repete essa receita em vários mercados. Na Inglaterra adquiriu a Vauxhall, e na Austrália, a Holden, o que levou a conservar a marca em produtos quase sempre emprestados da Opel. Mas, como os americanos não conhecem a divisão alemã nem a australiana, naquele mercado o Omega europeu foi vendido como Cadillac Catera e, a partir deste ano, o Monaro da Holden chega como Pontiac GTO. Continua

Humor & Curiosidades - Página principal - e-mail

Data de publicação: 11/3/03

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados