Best Cars Web Site
Humor & Curiosidades

O carro nas telas

Em inúmeros filmes e seriados, o automóvel faz parte
da história -- até como elemento principal

Texto: Francis Castaings

Para quem gosta de automóveis, nada como vê-los fazendo parte da história -- às vezes como personagens principais -- de filmes ou seriados. Parece que tudo começou com O Rolls Royce Amarelo, estrelado por Ingrid Bergman num dos três episódios e noutro com Alain Delon. E com o mesmo carro, talvez demonstrando a longevidade da marca...

Os automóveis nos filmes são tão importantes que, para um bom entendedor, pode-se saber por eles em que época a fita está ambientada. Em Bonnie e Clyde vemos vários modelos da década de 30, inclusive um Ford V8 elogiado por Clyde, que redigiu uma carta a Henry Ford elogiando a potência do carro.

Em Os Gatões, um Charger foge da polícia e Dayse ajuda os bandidos com outro Dodge. No alto, o australiano Mad Max
E os carros de James Bond? Dos Aston Martins aos BMWs, passando por um Lotus Esprit que mergulhava. De um AMX da falecida American Motors fazendo uma espetacular pirueta no ar. De um Renault 11 descendo as escadas em frente à Torre Eiffel, até um Mercedes 280 sobre trilhos. Espetacular.

Nas ruas de São Francisco, em Bullit, o sensacional pega entre um Dodge Charger 440 1968 preto e um Ford Mustang 390 1968 pilotado pelo intrépido Steve Macqueen. Pilotado com méritos, pois este não fez por menos em As 24 horas de Le Mans a bordo de um Porsche 917. Chegava ao final da reta de Hunaudiéres a 370 km/h. O astro e piloto dispensava dublê.

Steve Macqueen pilota um Mustang num pega com um Charger em Bullit
(fotos da esquerda). O Plymouth '58 (vermelho) tem ciúmes
do dono em
Christine. E o General Lee, um Dodge laranja, de Os Gatões

E vamos para as corridas, falando sobre o melhor filme sobre o assunto de todos os tempos: Grand Prix é uma obra-prima de John Frankheimer. A música de Michel Legrand nos lembra dele sempre que é tocada. Vários Fórmulas 3 estão fantasiados de Fórmula 1 em cenas muito bem filmadas para a época.

Em Demônios da Pista (The Lively Set), de 1964, estrelado por James Darren e Doug MacClure, o Chrysler Turbine, que hoje está exposto no museu da Chrysler em Detroit, concorre numa corrida de estrada. Também aparecem vários hot rods.

O carro-conceito Lincoln Futura, adaptado para a função de Batmóvel, chegava a pesar três toneladas

Em Corrida contra o Destino (Vanishing Point), um ex-piloto de motocicletas e stock-cars chamado Kowalski rasga o asfalto saindo de Denver, no Colorado, e aposta chegar a São Francisco, na Califórnia, em 15 horas. Faz um "vôo" solitário a bordo de seu Dodge Challenger R/T 440 branco, equipado com compressor. Este filme já recebeu refilmagem, não tão boa e fiel a original, e a trilha sonora também é ótima. A música-tema do programa Globo Repórter veio deste filme.

Estrelado por Omar Shariff e Jean Paul Belmondo temos La Casse, um pega com destruição nas ruas de Istambul, excelente, entre um Fiat 128 e um Opel Admiral. Em Fuga Alucinada (Dirty Mary, Crazy Larry), estrelado por Peter Fonda, assistimos a um Chevy Impala azul 1966 e depois um Charger R/T 440 1969 amarelo fazendo a polícia, de carro e helicóptero, comer poeira e fazer malabarismos para persegui-los.
Um Oldsmobile Toronado modificado aparece em Manix, ainda nos anos 60
Na estréia de Spielberg nos cinemas, temos o incrível Encurralado (The Duel), onde um Plymouth Valiant foge o tempo todo do pára-choque de um enorme caminhão-tanque. No final, ambos vão para o barranco.

Temos o De Lorean que avança e retrocede no tempo na trilogia De Volta para o Futuro. O carro de aço inoxidável, com toda tecnologia, não faz feio no episódio em que viaja décadas à frente. E como esquecer das peripécias do Fusca da série Herbie? Continua

Humor & Curiosidades - Página principal - e-mail

© Copyright 2000 - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados